RH e tecnologia: conheça soluções que facilitam o dia a dia

A tecnologia está mudando a forma como as empresas fazem a gestão de pessoas. Inovações surgem todos os dias e quem é de RH precisa acompanhar as tendências geradas pela transformação digital. Atualmente, o mercado dispõe de diversas soluções que facilitam o dia a dia e, sobretudo, proporcionam mais eficiência às atribuições do setor, incluindo processos de recrutamento e seleção, controle de ponto e folha de pagamento, além de treinamento e avaliação de desempenho profissional. Saiba mais.

Cloud Computing

Os dados dos seus colaboradores já estão na nuvem? Se a resposta for negativa, é hora de investir nesta solução que armazena informações em servidores remotos, com segurança e sem ocupar espaço nos HDs internos. O controle de frequência em cloud computing permite que informações referentes a ponto, faltas e horas extras dos funcionários sejam atualizadas em tempo real e acessadas de qualquer lugar a partir de um notebook. É um recurso que facilita a gestão e garante agilidade à tomada de decisões.

Gamificação

A aplicação de práticas inspiradas no mundo dos games é cada vez mais recorrente no ambiente corporativo. O RH também tira proveito deste recurso com treinamentos e atividades organizacionais baseados na gamificação, estratégia que oferece recompensas em troca de ações. A ideia é, como nos jogos digitais, incentivar o colaborador a se engajar nas atividades, “avançar de nível” e cumprir metas coletivas e individuais.

Mobilidade corporativa

Videoconferência, redes de mensagens internas e ferramentas de mobilidade corporativa são tecnologias que otimizam a comunicação e o alinhamento das equipes em tempos de jornada remota e home office. Uma solução como o controle de ponto via smartphone garante flexibilidade às equipes, cujos colaboradores podem atuar de distintos lugares do país e do mundo.

Softwares de controle e gestão

Se seu RH deseja fazer mais em menos tempo é imprescindível automatizar processos administrativos repetitivos. O uso de softwares de gestão de frequência possibilita a integração do controle de ponto à folha de pagamento, tornando muito mais simples e eficiente a realização de tarefas operacionais de rotina.

Big Data

People Analytics é o termo do momento em RH. Isso porque o grande volume de dados disponíveis na rede ou coletados via softwares trazem informações importantes sobre a produtividade dos funcionários ou a aderência de candidatos em processos seletivos. No dia a dia, o Big Data permite melhorar a qualidade das contratações, medir o desempenho dos profissionais com mais precisão e até verificar padrões de turnover.

A sua empresa já utiliza alguns destes recursos tecnológicos? Conte-nos sua experiência sobre os benefícios da tecnologia para o aprimoramento das atividades do RH.

A Norber desenvolve softwares de controle de acesso e de frequência que modernizam rotinas do RH. Para conhecer as funcionalidades do NewPonto Cloud, do NewMobile e de outras soluções, visite www.norber.com.br e fale com a Área Comercial.

Contribuição previdenciária: mudanças recentes exigem atenção do RH

Contribuição previdenciária: mudanças recentes exigem atenção do RH

A Reforma da Previdência é o assunto do momento. E não é para menos, já que altera regras da aposentadoria dos brasileiros e gera impacto nas contas públicas. O tema é relevante também para as empresas, uma vez que os empregadores têm obrigações legais junto ao Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). Entenda o conceito de contribuição previdenciária e conheça mudanças recentes que exigem atenção do RH.

O que são contribuições previdenciárias

São as contribuições feitas por trabalhadores, empregadores e governo que visam a manutenção da Seguridade Social, conjunto de ações destinado a assegurar direitos relativos à saúde, previdência e assistência social. Além das aposentadorias, os recursos recolhidos custeiam, por exemplo, benefícios como auxílio-doença, salário maternidade, entre outros.

Desconto em folha de pagamento

A contribuição paga pelo trabalhador em regime CLT é descontada mensalmente na folha de pagamento, sendo atribuição do RH realizar os devidos cálculos. Com impacto no rendimento, o valor varia de acordo com a faixa salarial. Em 2019, as alíquotas são: de 8% para salários até R$ 1.751,81; de 9% para salários de R$ 1.751,82 a R$ 2.919,72; e de 11% para R$ 2.919,73 até R$ 5.839,45. Quem recebe mais que esse valor tem um desconto fixo de 11% sobre R$ 5.839,45, que é o teto do INSS.

INSS patronal

O empregador também contribui com o INSS. Como regra geral, o recolhimento para empresas enquadradas nos regimes de Lucro Real e Lucro Presumido é de 20% sobre a folha de pagamento. Optantes do Simples Nacional e alguns segmentos empresariais pagam tributações diferenciadas sobre a receita bruta, sendo importante observar as regras para evitar erros, que resultam em multas.

Atenção redobrada no recolhimento

Profissionais de RH e responsáveis pela área financeira da empresa precisam estar atentos às leis e alterações ao realizar os recolhimentos previdenciários devidos. Em janeiro deste ano, a Instrução Normativa RFB nº 1867 apresentou mudanças visando adequação à Reforma Trabalhista (Lei nº 13.467) – que, entre outros aspectos, regulamentou o trabalho remoto, o temporário e o intermitente. Vale destacar que a modalidade intermitente tem carteira assinada e contribui com a Previdência Social como segurado empregado, sendo que a base de cálculo inclui o valor proporcional pago em férias e décimo terceiro.

A implantação do eSocial também gerou obrigações que devem ser acompanhadas permanentemente pelo RH. A criação do Cadastro de Atividade Econômica da Pessoa Física (CAEPF) e do Cadastro Nacional de Obras (CNO) já substituíram o Cadastro Específico do INSS (CEI) junto à Receita Federal. Além disso, a aprovação da Reforma da Previdência, em análise no Congresso Nacional, deverá trazer novas mudanças. Fique de olho.

A Norber desenvolve softwares de controle de acesso e de frequência que auxiliam no gerenciamento e processamento das informações requeridas pelo eSocial. O NewPonto Cloud automatiza a folha de pagamento e permite a criação de uma nova rotina para verificar alterações de escala em períodos parametrizados. Para saber mais sobre as soluções que a Norber desenvolveu para o eSocial e outros benefícios para o RH da sua empresa, acesse www.norber.com.br e fale com a Área Comercial.

Geração Z: como preparar sua empresa para os centennials

A Geração Z está chegando ao mercado de trabalho. Nascidos em meados da década de 1990, os chamados centennials (ou pós-millennials) têm agora seus 20 e poucos anos e começam a se inserir profissionalmente nas empresas. Por terem tido acesso a smartphone e wi-fi desde sempre, dominam os meios digitais e veem a evolução tecnológica como um processo natural. Desta maneira, desenvolveram habilidades e têm expectativas diferentes das gerações precedentes. Conheça as características deste grupo e saiba como atrair e otimizar o potencial destes jovens, que serão 20% da força de trabalho em 2020.

Meio digital como habitat natural

Os centennials foram criados num mundo de comunicação instantânea e de acesso ilimitado à informação. Ultraconectados e multitarefas, trafegam com desenvoltura por plataformas digitais e têm um perfil dinâmico, interativo e competitivo. São avessos à hierarquia e podem ter alguma dificuldade nas relações interpessoais. Por outro lado, são participativos e não têm nenhum problema como o diferente. Ao contrário, valorizam a diversidade, a igualdade e a transparência. Assim, para reter os talentos dessa geração, vale apostar num ambiente de trabalho flexível, democrático e participativo, no qual as tarefas possam ser executadas em ciclos curtos, com recompensas (ou promoções) frequentes, à exemplo dos games (gamification). O trabalho remoto também é desejável, pois significa responsabilidade e autonomia.

Movidos a propósitos

Diferentemente dos millennials, vistos como mimados e impacientes, a Geração Z é mais pragmática e pé no chão. Por terem vivenciado com suas famílias um período de instabilidade econômica, valorizam a segurança financeira e fazem planos para o futuro. Para eles, salário e plano de carreira são importantes, mas não significam tudo. O que faz os olhos desta turma brilhar de verdade é poder contribuir com empresas com potencial transformador. Assim, deixe claro qual é o propósito da sua empresa, engaje os centennials em torno dos objetivos organizacionais e surpreenda-se com a capacidade de inovação destes jovens.

A Norber é especialista em softwares de gestão e está alinhada às demandas do mercado de trabalho. O NewMobile possibilita a marcação de ponto via smartphone, de qualquer localidade e em tempo real, fornecendo maior flexibilidade e mobilidade aos usuários. Para conhecer as funcionalidades do NewMobile e outras soluções customizáveis para a sua empresa, acesse www.norber.com.br e fale com o nosso Comercial.

 

A incrível arte de liderar seu time à distância

A primeira questão que vem à mente do gestor quando se fala em trabalho remoto é: como saber se minha equipe está de fato trabalhando? Ligada à cultura do controle, esta dúvida relaciona produtividade à presença física e ao tempo que o colaborador passa em frente ao computador.

Graças ao empurrãozinho dado pela tecnologia, esta cultura tem dado lugar à flexibilidade e à autonomia. Cada vez mais, o talento pode estar no home-office, no coworking do outro lado da cidade, ou até mesmo em outro país. A eficiência no trabalho passou a ser medida não pela presença, mas pelos resultados. Diante desta nova realidade, os gestores devem mudar o jeito de pensar para encarar o desafio de liderar times à distância. Confira nossas dicas e extraia o melhor da sua equipe.

Confie e inspire

As relações de trabalho estão mudando! Quem trabalha à distância costuma dar valor a rotinas flexíveis. Por isso, o melhor a fazer é respeitar individualidades e entender que há quem renda mais pela manhã e quem produza melhor à noite. Ao demonstrar consideração pelas escolhas do outro, você estimula o senso de responsabilidade e cria uma relação de confiança. Fomente o protagonismo pessoal e esteja aberto para atuar de modo horizontal. Essa é a atitude esperada de um líder, alguém que motiva, engaja e inspira.

Acompanhe os projetos

Permitir que o colaborador trabalhe de onde quiser não significa abrir mão de certa disciplina. O hábito de realizar encontros periódicos por videoconferência é uma prática que ajuda a acompanhar o fluxo dos trabalhos e garantir que não haja prejuízo nas entregas. A comunicação frequente também é fundamental para que o colaborador remoto não se sinta excluído ou sozinho. Acompanhe os projetos de perto por meio de ciclos rápidos de feedback, crie uma dinâmica efetiva e garanta que seu time mantenha a produtividade alta!

Estabeleça metas

Não dá para esperar resultados sem ter objetivos definidos. Por isso, não deixe de compartilhar com as equipes remotas quais são as metas e os passos para chegar lá. Defina prioridades, estabeleça prazos, mostre progressos e deixe claro que conquistas individuais têm importância para o todo. Com resultados expressivos, o local de onde seu time está trabalhando é o que menos importa!

A Norber é especialista em controle de ponto e desenvolve softwares que auxiliam a gestão da jornada de trabalho dos colaboradores, incluindo os que trabalham remotamente. O NewMobile permite a marcação de ponto via smartphone, de qualquer lugar e em tempo real. Para conhecer as funcionalidades desta e outras soluções, visite www.norber.com.br e fale com a Área Comercial.

4 passos para adotar jornadas flexíveis na sua empresa

Jornadas de trabalho flexíveis são o sonho de consumo de 7 entre 10 brasileiros, segundo pesquisa da Confederação Nacional da Indústria (CNI) em parceria com o Ibope. Com o avanço da tecnologia, um número maior de empresas tem conseguido atender essa demanda do profissional, para quem a flexibilidade no trabalho significa menos tempo no trânsito e mais qualidade de vida. Para o empregador, o modelo se traduz em profissionais mais satisfeitos, engajados e produtivos, gerando redução de custos e ganhos na retenção de talentos. Veja como implantar modelos de gestão de horários flexíveis.

  1. Busque adequação cultural

Companhias tradicionais e com relações hierárquicas rígidas podem ter dificuldade de comprar a ideia de jornadas flexíveis. Por isso, o primeiro passo para implantar um programa de trabalho remoto é verificar se há aceitação da liderança e se o perfil dos colaboradores se encaixa nesse modelo de gestão. Nem todas as empresas se adaptam, mas em alguns casos é possível começar a mudança por áreas específicas.

  1. Estabeleça regras

Home office ou part-time. Horários flexíveis de entrada e saída ou carga horária encurtada às sextas. É possível adotar diferentes tipos de regimes flexíveis, mas é importante que as regras sejam claras para o colaborador. Defina áreas ou cargos a quem se destinam os programas, assim como dias da semana ou horas do dia. Caso necessário, revise e altere contratos de trabalho.

  1. Desenvolva relações de confiança

Como liberdade exige responsabilidade, muitos dos programas home office se aplicam a profissionais mais seniores, que têm mais senso de disciplina e autogestão. Para produzir os efeitos desejados, o trabalho remoto precisa ser pautado em relações de confiança entre o colaborador e o gestor. O contato também é importante, e vale investir em sistemas de comunicação e plataformas de videoconferência para garantir a conexão e integração do colaborador com a empresa.

  1. Avalie o desempenho

Não é porque o profissional está à distância que o gestor deixará de acompanhar o trabalho. Como na modalidade presencial, cabe ao líder da equipe estabelecer prioridades, definir metas e acompanhar o desempenho dos profissionais envolvidos nos projetos. Do mesmo modo, é função da liderança motivar e manter alta a produtividade da equipe.

A Norber é especialista em gestão de frequência e está alinhada às demandas por flexibilidade e mobilidade. O NewMobile é um aplicativo que permite a marcação de ponto remoto por meio de smartphone, de qualquer localidade e em tempo real. Para conhecer as funcionalidades do NewMobile e outras soluções de gestão de frequência, visite www.norber.com.br e fale com a Área Comercial.

Millennials x Gestão de Controle e Mobilidade

Sabe aquele colega mais jovem, recém-contratado, que fala de igual para igual com o chefe, executa diversas tarefas ao mesmo tempo e não quer saber de hora para chegar ou sair? Na faixa entre 18 e 35 anos, é criativo, manja de tecnologia e está sempre ligado em suas redes sociais, mas não concebe ter que seguir horário depois que a missão a ele dada foi devidamente cumprida. Pois o tal colega faz parte da geração que se convencionou chamar Millennials. Estima-se que esse novo perfil profissional, questionador, imediatista e hiperconectado, corresponderá a 70% da força de trabalho mundial em 2025; seu comportamento, contudo, já promove mudanças significativas no ambiente corporativo.

Quem são e o que querem

Ainda que pesquisas recentes contestem certos mitos relacionados aos Millennials, os nascidos entre 1980 e 2000, de modo geral, compartilham características em comum: cresceram em um mundo digital, vivem online e estão totalmente habituados às novas tecnologias. A revista Time, em artigo de 2013, chegou a taxá-los de narcisistas e preguiçosos. Segundo a publicação, esses jovens altamente centrados no eu tiveram acesso a tudo que queriam na hora que queriam, foram superprotegidos e tornaram-se ansiosos e demasiadamente autoconfiantes. Como consequência, têm dificuldade em lidar com restrições e hierarquias, se expõem como se participassem de um reality show e estão sempre esperando reconhecimento, ou “likes”.

Na velocidade de um clique

Mas nem tudo são críticas. Quando interagir e comunicar-se online torna-se tão natural quanto respirar, o mundo não tem fronteiras. Abertos à diversidade e muito aptos a mudanças, Millennials são empreendedores natos e não temem arriscar. Proativos e ávidos por inovações questionam os modelos existentes e esperam fazer a diferença.  Diferentemente das gerações X (nascidos entre 1964 e 1980) e Baby Boomers (entre 1946 e 1964), não estão dispostos a sacrificar a vida pessoal pela carreira. O sucesso, para essa turma, está ligado não exclusivamente a promoções ou aumentos de salário, mas a crescimento e satisfação pessoais. Por isso, tendem a preferir trabalhos flexíveis, que sejam desafiadores, prazerosos e tão dinâmicos quanto eles próprios.

Conflito de gerações

Por não se enquadrarem no molde “terno e gravata”, os Millennials podem enfrentar resistência de gestores tradicionais. Para um veterano acostumado a padrões e estruturas rígidas, lidar com um novato que cria sua própria rotina pode parecer uma verdadeira afronta. Por isso, para minimizar um possível conflito de gerações, especialistas em gestão de pessoas recomendam àqueles com anos de casa, serem receptivos a novas ideias e formas de trabalhar, valorizando a produtividade da equipe. Para estimular o potencial criativo dos Millennials, também vale envolvê-los na totalidade dos projetos, de modo que compreendam seu papel dentro de um objetivo maior. Os jovens profissionais também esperam manter relações recíprocas com seus líderes, recebendo deles feedbacks regulares. A motivação, afinal, está no reconhecimento de seus esforços e no próximo desafio.

Tecnologia como aliada

Investir em novas plataformas tecnológicas é também um meio eficaz de diminuir o turnover e reter os jovens talentos dessa geração movida a mudanças. A Norber, especialista em controle de ponto, desenvolve soluções customizadas que auxiliam empresas em seus processos de modernização, nessa era de constante transformação. O NewMobile, que possibilita a marcação de ponto remotamente por meio de smartphone, de qualquer localidade e em tempo real, é um exemplo de como a tecnologia se adapta à realidade em que vivemos. Pensando naquele funcionário que administra sua própria rotina, o aplicativo vai de encontro às necessidades das empresas que oferecem flexibilidade, sem abrir mão dos controles legais do mundo corporativo. Para conhecer todas as funcionalidades dessa inovação, visite www.norber.com.br e fale com a área comercial.

New Mobile auxilia gestão de controle em tempos de mobilidade e home office

Quem nunca pensou em gerenciar o próprio horário de trabalho, poupar horas estressantes no trânsito e desfrutar das delícias de uma jornada flexível? Nas cidades onde o deslocamento pode ser a tarefa mais árdua do dia, o trabalho remoto ganha a adesão de um número maior de empresas, cada vez mais interessadas no desempenho e na satisfação de seus funcionários.

A expansão das redes de banda larga, assim como o uso de dispositivos móveis como smartphones e tablets, está criando modelos alternativos de expediente ao permitir que o profissional cumpra seus deveres mesmo fora do escritório. Atualmente, “trabalho é o que você faz, não um lugar aonde você vai”, sentenciam experts do mundo corporativo. E dentro dessa nova realidade, a palavra-chave é mobilidade.

Vantagens do trabalho remoto

Se o trabalho remoto significa qualidade de vida para o funcionário, para o empregador a nova prática está associada a aumento de produtividade e redução de custos. Responder emails, compartilhar arquivos e checar planilhas através do celular, durante viagens ou entre uma reunião e outra, são práticas cada dia mais rotineiras, que garantem eficácia na execução de tarefas e agilidade na tomada de decisões. Outra vantagem para a empresa é poder atrair para seu quadro os melhores talentos, independentemente da cidade ou país em que vivam.

Produtividade à distância

Gerenciar as atividades dos funcionários à distância ainda é um desafio para os empregadores. Por isso, estimular o comprometimento dos colaboradores remotos, estabelecer uma relação de confiança e estipular metas de produtividade são competências dos líderes focados na gestão por desempenho. A integração de soluções tecnológicas, como softwares e aplicativos que forneçam acesso remoto a sistemas e informações, também faz parte da estratégia de mobilidade empresarial.

Benefícios do NewMobile

O NewMobile da Norber possibilita a marcação de ponto por meio de smartphone, de qualquer localidade e em tempo real. Atrelado ao NewPonto, software de gestão de controle de frequência, ele informa via GPS a localização onde o ponto é marcado e também delimita o perímetro da marcação, seja o escritório de um cliente, a subsidiária da empresa em outra cidade ou mesmo o home office do funcionário. Além de dinamizar a rotina do empregado, que pode descartar a ida à empresa antes da visita a um cliente, o NewMobile garante maior transparência na relação de trabalho. Com um melhor controle de ponto à distância minimizam-se os riscos de problemas trabalhistas decorrentes de erros na marcação das horas. Para conhecer todas as funcionalidades desse aplicativo, visite www.norber.com.br e fale com a área comercial.