5 soft skills fundamentais para garantir resultados na crise

A prática do home office alterou consideravelmente o dia a dia no trabalho. Em muitas empresas, os profissionais tiveram de se adaptar rapidamente à jornada remota, com os prós e contras que a modalidade impõe. Junto desta mudança na rotina somaram-se o distanciamento social, os cuidados redobrados com a saúde e uma série de outras apreensões. Neste cenário imposto pela pandemia do coronavírus, as características comportamentais são mais importantes do que nunca na medida em que refletem a capacidade do profissional lidar com desafios e garantir resultados positivos. Conheça as soft skills mais exigidas para atravessar o momento:  

  1. Adaptabilidade

O profissional adaptável enxerga nas mudanças não como um problema, mas uma oportunidade de aprendizado e crescimento. Na migração para o home office, certamente está se saindo melhor quem se adapta aos novos recursos disponíveis, como videoconferências e sistemas de gestão em nuvem, transformando as soluções tecnológicas em aliadas do desenvolvimento.

  1. Resiliência

Em momentos críticos, é fundamental manter as emoções sob controle. O profissional resiliente tem maturidade para saber que as dificuldades são momentâneas e consegue não se desesperar. Com resiliência e inteligência emocional, resiste às pressões, administra os problemas e consegue tomar decisões mais racionais, mesmo em cenários de grande instabilidade. 

  1. Empatia

Significa colocar-se no lugar do outro e compreender suas ideias, dificuldades e sentimentos. No mundo corporativo, a empatia está associada a uma gestão mais humanizada e acolhedora. Quem tem essa habilidade desenvolvida cria relações de confiança com a equipe, mesmo trabalhando à distância. No relacionamento com os clientes, é capaz de ter uma melhor percepção das reais demandas deles.

  1. Comunicação

Em geral, o profissional comunicativo é aquele que exerce a liderança, trabalha bem em equipe e é um negociador bem-sucedido. Quem consegue expressar ideias com clareza evita uma série de mal-entendidos e motiva as pessoas ao redor, impulsionando-as à ação. É uma competência que deve ser desenvolvida também na escrita, sobretudo em tempos de comunicação por e-mail e mensagens instantâneas. 

  1. Criatividade

Pensar fora da caixa significa usar o pensamento crítico para criar soluções alternativas e capazes de gerar resultados positivos. As empresas que valorizam a criatividade e a transformam em cultura corporativa conseguem gerar inovação e se destacam das demais, inclusive em momentos difíceis.     

A Norber desenvolve softwares que facilitam o controle de frequência dos colaboradores, incluindo dos que trabalham em home office. O NewMobile permite a marcação de ponto via smartphone, de qualquer lugar e em tempo real. Já o NewPonto Cloud armazena dados na nuvem, possibilitando o gerenciamento online da jornada. Para conhecer as funcionalidades destas soluções, visite www.norber.com.br e fale com a Área Comercial.

Soft skills: competências interpessoais do profissional moderno

Soft skills são as competências socioemocionais. Em tempos de negócios disruptivos, em que a evolução tecnológica acelera o ritmo das mudanças, estas habilidades baseadas na inteligência emocional ajudam a formar profissionais mais preparados para a conquista de resultados. Conheça algumas das soft skills mais valorizadas no mercado de trabalho, tão ou mais importantes quanto um currículo turbinado de conhecimentos técnicos:

Cabeça de hiperlink

Ter visão sistêmica da empresa e ser capaz de fazer conexões entre diversas matérias é fundamental em um mundo conectado, não-linear e pouco previsível. Ter cabeça de hiperlink significa agir como um “nexialista”, profissional que congrega pontos de vistas não relacionados e sabe onde buscar informações para criar soluções.

Customer centricity

A estratégia de colocar o cliente no centro do negócio está alinhada à capacidade de identificar necessidades – ou dores – de modo preditivo, antecipando demandas que, muitas vezes, o cliente nem sabe que existem. Para entregar soluções com este nível de valor agregado, é necessário conhecer tendências e as variáveis que podem gerar impactos em médio e longo prazos.

Lifelong learning

O conceito de “lifelong learning”, ou aprendizado ao longo da vida, é o novo mantra do mundo corporativo. A ideia é buscar atualização permanente, adquirindo conhecimentos para encarar novos desafios de modo automotivado e espontâneo, independentemente de modelos convencionais de educação.

Gestão da ansiedade

O autocontrole emocional e a habilidade para gerir a ansiedade em cenários de cobrança são altamente desejáveis em um mercado de trabalho cada vez mais competitivo. Resiliência é palavra de ordem para lidar com problemas, adaptar-se a mudanças, superar obstáculos e resistir à pressão em situações adversas.

Habilidade comunicacional

A escuta ativa e a capacidade de manter uma comunicação clara e eficiente são fundamentais para o trabalho em equipe, principalmente em ambientes que cultivam a diversidade e a interdisciplinaridade. A habilidade comunicacional é um aspecto fundamental para fortalecer a cultura de inovação e de colaboração.

A Norber desenvolve sistemas de controle de acesso e de frequência alinhados às tendências do mercado de trabalho. O NewPonto Cloud é um software de controle de jornada na nuvem que automatiza a folha de pagamento e se integra ao NewMobile, aplicativo para marcação de ponto à distância, via smartphone. Para conhecer as funcionalidades destas soluções, visite www.norber.com.br e fale com a Área Comercial.