LGPD: aproveite o adiamento para adequar-se às novas regras

Maio de 2021 é a nova data para a entrada em vigor da Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD). O adiamento foi estabelecido por meio da Medida Provisória 959/2020 e aguarda aprovação do Congresso. Independentemente do prazo, as empresas não devem se acomodar. A LGPD vai elevar o padrão da proteção da informação exigindo melhores práticas de gerenciamento de dados. Saiba mais e aproveite o tempo extra para promover as adequações necessárias. 

O que diz a LGPD

A LGPD institui um conjunto de regras que regulamenta a coleta, armazenamento e segurança de informações pessoais. De modo geral, ela coíbe o uso indiscriminado de dados pessoais e garante ao cidadão o direito de estar ciente sobre a finalidade específica para a qual as informações serão usadas. 

As empresas, por sua vez, passam a ser responsáveis pela segurança e privacidade dos dados cedidos. Caso violem as normas, façam uso indevido das informações ou sofram vazamentos, estarão sujeitas a advertências e multas, além de arcarem com severos prejuízos de imagem.   

Impactos no RH

A nova legislação irá mudar o modo como as empresas lidam com dados de clientes, fornecedores e até colaboradores. No dia a dia, vai impactar não só os departamentos de TI, responsáveis pela infraestrutura tecnológica, mas também setores que tratam grande volume de dados pessoais. 

Por seu papel estratégico, o RH deve não só apoiar a mudança cultural como também identificar todo o ciclo da informação em seus processos internos. Do recrutamento à gestão da folha de pagamento, é necessário garantir que os registros sejam coletados, usados e armazenados corretamente, com especial atenção aos dados considerados sensíveis. 

Vale lembrar que a LGPD permite que informações sejam mantidas ou processadas por sistemas de terceiros, como nos casos de uso de softwares de gestão de frequência, folha de pagamento ou soluções em cloud computing. No entanto, a empresa contratante precisa certificar que o fornecedor utilize as informações apenas de acordo com o uso original autorizado e que forneça a proteção devida, provendo recursos como criptografia e senha. 

Neste cenário, é fundamental contar com parceiros tecnológicos confiáveis e capazes de oferecer soluções robustas. Na hora de atender aos requisitos de conformidade e segurança, opte por sistemas com nível de proteção adequado e aproveite para mitigar riscos de erro humano automatizando processos repetitivos e manuais. A jornada de adequação à LGPD pode ser também uma oportunidade de otimizar processos e ganhar eficiência.    

A Norber desenvolve softwares de controle de acesso e de frequência alinhados à necessidade de proteção da informação. O NewPonto Cloud, sistema que automatiza a gestão do controle de ponto, dispõe de conexão criptografada para garantir a segurança do acesso via web, além de um banco de dados blindado e atrelado ao servidor. Para conhecer as funcionalidades desta solução, visite www.norber.com.br e fale com a Área Comercial.