4 medidas para coibir o assédio moral no ambiente de trabalho

Assédio moral é uma prática abusiva que deve ser tratada com seriedade pelas empresas. Além de danos emocionais ao colaborador, as agressões repetidas também podem provocar prejuízos às corporações, desde queda da produtividade das equipes até aumento do turnover e processos judiciais. A construção de um ambiente saudável, positivo e respeitoso inclui a adoção de medidas de combate ao assédio moral. Veja o que sua empresa pode fazer:

  1. Não naturalizar agressões

O assédio moral caracteriza-se pela exposição de um colaborador a situações humilhantes e constrangedoras, de forma repetitiva e prolongada. Insultos, ofensas e perseguições, assim como propagação de boatos, punições injustas e exclusão social, são práticas violentas que não cabem na rotina de trabalho. Para evitar que estas agressões se incorporem à cultura corporativa é importante não naturalizá-las, negligenciá-las ou tratá-las como piada. Elas podem abalar emocional e fisicamente um indivíduo, afetar sua autoestima e evolução profissional, assim como provocar quadros de isolamento e depressão.

  1. Estabelecer assédio moral

A prevenção é o melhor modo de coibir o assédio moral. Para isso, vale instituir e divulgar um código de ética da instituição, enfatizando que o assédio moral é incompatível com os princípios organizacionais. Deixe claro, por meio de regras acessíveis a todos, que condutas desrespeitosas não são toleradas e são passíveis de punição.

  1. Capacitar gestores

Baixo desempenho, irritabilidade, atrasos injustificados ou o aumento do absenteísmo podem sinalizar desconforto no relacionamento interpessoal, seja entre colegas de equipe ou entre um colaborador e seu superior hierárquico. Diferentemente dos antigos chefes, que mantinham postura autoritária, as lideranças modernas não apenas engajam e tratam com cordialidade os colaboradores como também são capazes de mediar conflitos em seus times. Promova palestras sobre o assunto, conscientize líderes e capacite-os a identificar abusos antes que se tornem um problema maior.

  1. Abrir canais de denúncia

Por vergonha, receio de perder o emprego ou de ser novamente agredida, a vítima de assédio moral frequentemente não expõe o problema a outras pessoas. Estabeleça canais de recebimento de denúncias, desenvolva pesquisas de clima, conte com profissionais de RH capacitados para lidar com o tema e acolha o profissional que se julga vítima oferecendo orientação e suporte psicológico. Além disso, é importante solucionar o problema rapidamente e reprimir condutas indevidas. Advertências formais e até desligamentos podem ser necessários para evitar a repetição das agressões.  

A Norber desenvolve softwares de controle de acesso e de frequência que facilita a gestão de pessoas. O NewPonto Cloud é um sistema de controle de ponto na nuvem que automatiza a folha de pagamento e fornece dados sobre a jornada de trabalho dos colaboradores, desde horas extras até faltas e atrasos. Para conhecer as funcionalidades desta solução, visite www.norber.com.br e fale com a Área Comercial.