Geração Z: como preparar sua empresa para os centennials

A Geração Z está chegando ao mercado de trabalho. Nascidos em meados da década de 1990, os chamados centennials (ou pós-millennials) têm agora seus 20 e poucos anos e começam a se inserir profissionalmente nas empresas. Por terem tido acesso a smartphone e wi-fi desde sempre, dominam os meios digitais e veem a evolução tecnológica como um processo natural. Desta maneira, desenvolveram habilidades e têm expectativas diferentes das gerações precedentes. Conheça as características deste grupo e saiba como atrair e otimizar o potencial destes jovens, que serão 20% da força de trabalho em 2020.

Meio digital como habitat natural

Os centennials foram criados num mundo de comunicação instantânea e de acesso ilimitado à informação. Ultraconectados e multitarefas, trafegam com desenvoltura por plataformas digitais e têm um perfil dinâmico, interativo e competitivo. São avessos à hierarquia e podem ter alguma dificuldade nas relações interpessoais. Por outro lado, são participativos e não têm nenhum problema como o diferente. Ao contrário, valorizam a diversidade, a igualdade e a transparência. Assim, para reter os talentos dessa geração, vale apostar num ambiente de trabalho flexível, democrático e participativo, no qual as tarefas possam ser executadas em ciclos curtos, com recompensas (ou promoções) frequentes, à exemplo dos games (gamification). O trabalho remoto também é desejável, pois significa responsabilidade e autonomia.

Movidos a propósitos

Diferentemente dos millennials, vistos como mimados e impacientes, a Geração Z é mais pragmática e pé no chão. Por terem vivenciado com suas famílias um período de instabilidade econômica, valorizam a segurança financeira e fazem planos para o futuro. Para eles, salário e plano de carreira são importantes, mas não significam tudo. O que faz os olhos desta turma brilhar de verdade é poder contribuir com empresas com potencial transformador. Assim, deixe claro qual é o propósito da sua empresa, engaje os centennials em torno dos objetivos organizacionais e surpreenda-se com a capacidade de inovação destes jovens.

A Norber é especialista em softwares de gestão e está alinhada às demandas do mercado de trabalho. O NewMobile possibilita a marcação de ponto via smartphone, de qualquer localidade e em tempo real, fornecendo maior flexibilidade e mobilidade aos usuários. Para conhecer as funcionalidades do NewMobile e outras soluções customizáveis para a sua empresa, acesse www.norber.com.br e fale com o nosso Comercial.

 

Riscos jurídicos relacionados à ausência de controle de ponto

Erros no cálculo de horas extras e ausência de controle da jornada de trabalho prejudicam a relação entre empregador e empregado e expõem as companhias a riscos jurídicos. Por isso, contar com um bom sistema de gestão de frequência é o modo mais eficaz de gerenciar a frequência de seus colaboradores e evitar que sua empresa vire alvo de ações trabalhistas. Saiba mais sobre os riscos associados à ausência do controle de ponto.

Ultrapassar as jornadas de trabalho

Gerenciar os diversos tipos de jornadas, bem como eventuais horas extras, é tarefa séria, mas nem sempre fácil. Isso porque, além da jornada padrão de 8 horas diárias, há categorias profissionais que, mediante acordos individuais ou coletivos, atuam no turno 12/36, outras cujos contratos preveem jornadas de até 30 horas semanais sem horas extras, ou 26 horas semanais com possibilidade de até 6 horas extras. Para evitar que os colaboradores excedam os limites estipulados por lei, a utilização de um sistema de gestão de frequência é altamente recomendável. Além de automatizar o controle da jornada, o sistema também permite a marcação do intervalo intrajornada (hora de almoço), que hoje pode ser flexibilizado para até 30 minutos, mediante negociação.

Erros no cálculo das horas extras

Você não quer ter problemas com a Justiça do Trabalho, certo? Então invista em um controle de ponto eficaz, pois conflitos envolvendo horas extras são, historicamente, a causa principal de processos trabalhistas. Horas adicionais trabalhadas devem ser pagas com acréscimo de 50% ou compensadas com folgas, por meio de banco de horas, respeitando os devidos prazos e acordos individuais ou coletivos. Sistemas de gestão de frequência atrelados à folha de pagamento proporcionam maior precisão e segurança no cálculo das horas a mais, minimizando a chance de erros. Além disso, permitem ao RH acompanhar a produtividade do funcionário e fazer ajustes para otimizar o desempenho das equipes.

Controle para teletrabalho

Com a regulamentação do teletrabalho, mais companhias estão adotando políticas de home office. Além de contrato especificando as atividades a serem realizadas pelo colaborador fora das dependências da empresa, esta modalidade exige atenção dos empregadores, já que a ausência de um registro da jornada pode motivar eventuais cobranças judiciais. Uma solução para este tipo de questão é utilizar a tecnologia para realizar o controle de frequência à distância. O NewMobile da Norber possibilita a marcação de ponto via smartphone, de qualquer lugar e em tempo real, assegurando que o trabalhador está de fato cumprindo o seu horário, e garantindo os seus direitos.

A Norber é especialista em gestão de frequência e desenvolve sistemas que integram as informações do controle de ponto à folha de pagamento, modernizando rotinas operacionais e garantindo maior segurança jurídica às empresas. Para conhecer as funcionalidades do NewPonto, do NewMobile e de outras soluções, visite www.norber.com.br e fale com a Área Comercial.

4 passos para adotar jornadas flexíveis na sua empresa

Jornadas de trabalho flexíveis são o sonho de consumo de 7 entre 10 brasileiros, segundo pesquisa da Confederação Nacional da Indústria (CNI) em parceria com o Ibope. Com o avanço da tecnologia, um número maior de empresas tem conseguido atender essa demanda do profissional, para quem a flexibilidade no trabalho significa menos tempo no trânsito e mais qualidade de vida. Para o empregador, o modelo se traduz em profissionais mais satisfeitos, engajados e produtivos, gerando redução de custos e ganhos na retenção de talentos. Veja como implantar modelos de gestão de horários flexíveis.

  1. Busque adequação cultural

Companhias tradicionais e com relações hierárquicas rígidas podem ter dificuldade de comprar a ideia de jornadas flexíveis. Por isso, o primeiro passo para implantar um programa de trabalho remoto é verificar se há aceitação da liderança e se o perfil dos colaboradores se encaixa nesse modelo de gestão. Nem todas as empresas se adaptam, mas em alguns casos é possível começar a mudança por áreas específicas.

  1. Estabeleça regras

Home office ou part-time. Horários flexíveis de entrada e saída ou carga horária encurtada às sextas. É possível adotar diferentes tipos de regimes flexíveis, mas é importante que as regras sejam claras para o colaborador. Defina áreas ou cargos a quem se destinam os programas, assim como dias da semana ou horas do dia. Caso necessário, revise e altere contratos de trabalho.

  1. Desenvolva relações de confiança

Como liberdade exige responsabilidade, muitos dos programas home office se aplicam a profissionais mais seniores, que têm mais senso de disciplina e autogestão. Para produzir os efeitos desejados, o trabalho remoto precisa ser pautado em relações de confiança entre o colaborador e o gestor. O contato também é importante, e vale investir em sistemas de comunicação e plataformas de videoconferência para garantir a conexão e integração do colaborador com a empresa.

  1. Avalie o desempenho

Não é porque o profissional está à distância que o gestor deixará de acompanhar o trabalho. Como na modalidade presencial, cabe ao líder da equipe estabelecer prioridades, definir metas e acompanhar o desempenho dos profissionais envolvidos nos projetos. Do mesmo modo, é função da liderança motivar e manter alta a produtividade da equipe.

A Norber é especialista em gestão de frequência e está alinhada às demandas por flexibilidade e mobilidade. O NewMobile é um aplicativo que permite a marcação de ponto remoto por meio de smartphone, de qualquer localidade e em tempo real. Para conhecer as funcionalidades do NewMobile e outras soluções de gestão de frequência, visite www.norber.com.br e fale com a Área Comercial.

Como a tecnologia Cloud Computing beneficia a sua empresa

De tempos em tempos, uma nova tecnologia aparece para simplificar a vida dos usuários de Internet. Se antes eram precisos servidores gigantescos para armazenar dados e informações, hoje a plataforma Cloud Computing não apenas dispensa a infraestrutura física como também se estabelece como uma prática segura e cada vez mais comum. Na realidade, muitas das ferramentas que utilizamos no dia a dia, do streaming de vídeo às redes sociais, provêm de aplicativos e serviços baseados na nuvem.

Como permite o acesso remoto, é uma praticidade que vem de encontro às necessidades de empresas de diversos portes e segmentos. Não à toa, um estudo da consultoria de tecnologia Gartner indica que os investimentos das empresas brasileiras em Cloud Computing devem chegar a US$ 4,5 bilhões em 2017 e atingir até US$ 20 bilhões em 2020.

O que é Cloud Computing

Cloud Computing, ou computação em nuvem, é a tecnologia que permite que dados sejam acessados remotamente, a partir de um computador, tablet ou smartphone com conexão de Internet. Uma vez que as informações ficam armazenadas em servidores remotos, e não em um lugar fixo, é possível que diversos colaboradores sejam capazes de interagir com os arquivos salvos na nuvem, atualizando conteúdos online e em tempo real. Segundo especialistas, a segurança é garantida porque os backups podem ser feitos automaticamente e de forma criptografada, e o acesso aos dados é restrito aos usuários autorizados.

Benefícios para a empresa

O primeiro benefício da adoção de soluções na nuvem é a redução de custos com tecnologia, já que a plataforma Cloud prescinde de manutenção interna e é também escalonável, ou seja, a capacidade computacional é adquirida segundo a necessidade da companhia. Além disso, a migração é vista como estratégica no mundo corporativo porque proporciona mobilidade às equipes e estimula o modo de trabalho colaborativo. Com o acesso remoto é mais prático e eficiente integrar, gerenciar e compartilhar informações, o que aumenta a competitividade e agiliza a tomada de decisões.

Especialista em gestão de controle de frequência, a Norber desenvolve softwares que modernizam rotinas e auxiliam o RH em sua capacidade operacional e gerencial. O NewPonto é um sistema de controle de ponto que integra as informações de frequência às folhas de pagamento, automatizando processos administrativos. Para conhecer todas as funcionalidades dessa e outras ferramentas de gestão customizadas, visite www.norber.com.br e fale com a Área Comercial.

barra_norber
Como a tecnologia Cloud Computing beneficia a sua empresa.

Intraempreendedorismo: 4 dicas para empreender dentro da sua empresa

Empreendedorismo não é só coisa de jovem inovador que deseja fundar sua própria startup. No ambiente corporativo, o profissional de perfil empreendedor tem sido altamente valorizado por trazer para dentro da empresa a capacidade de inovar e de criar novas oportunidades. É o chamado “intraempreendedor”, colaborador que, engajado com a cultura organizacional, atua de maneira proativa, sentindo-se parte do negócio. Você tem esse perfil? Veja dicas para romper possíveis barreiras burocráticas e implantar melhorias dentro da empresa em que trabalha.

  1. Apresente um projeto estruturado

Seja a criação de um novo produto ou a implantação de um procedimento inédito, tudo pode ser aprimorado dentro de uma empresa. E ninguém melhor que você, que está na linha de frente, para propor soluções inovadoras para velhos problemas. No entanto, não basta uma boa ideia, é preciso tirá-la do papel. Assim, estruture seu projeto, crie parcerias, estabeleça cronogramas e adeque orçamentos. Tudo isso vai ajudá-lo a demonstrar a viabilidade da iniciativa.

  1. Conquiste apoios

Lembre-se que ninguém constrói nada sozinho. Como a ética corporativa prega não passar por cima do gestor, respeite a hierarquia e sempre consulte o seu superior direto. Faça mais que isso: angarie o apoio dele e de colegas, forme uma equipe multidisciplinar, proponha desafios coletivos e inspire o desejo por conquistas. Ao engajar todo o time torno de um objetivo comum, o intraempreendedor amplia as chances de ter seu projeto realizado.

  1. Aproveite recursos existentes

Tudo o que o pessoal das startups mais deseja é investimento. No começo desses empreendimentos, a escassez de recursos se impõe como um primeiro desafio – o que não acontece em empresas já estabelecidas. Por isso, aproveite equipamentos e infraestrutura, assim como equipes de marketing e vendas à disposição, para alavancar seu projeto e transformá-lo em vantagem competitiva para a empresa. Aproveite para conferir 4 ações do RH que podem ajudar a sua empresa a economizar durante a crise.

  1. Invista em tecnologia

Em um mundo cada vez mais digital e conectado, fica para trás a empresa que não investe em tecnologia. No cotidiano empresarial, muitos processos podem ser automatizados, padronizados ou integrados por meio de sistemas tecnológicos, otimizando rotinas administrativas e reduzindo custos a longo prazo. Confira mais dicas sobre investimentos em TI neste post.

Especialista em gestão de controle de frequência, a Norber fornece soluções que automatizam processos e geram economia de tempo para os funcionários. NewMobile, por exemplo, permite a marcação de ponto remotamente, por meio de smartphone, de qualquer localidade e em tempo real. Além de proporcionar mais flexibilidade ao colaborador, esse software conecta-se ao NewPonto, que integra as informações do controle de frequência à folha de pagamento. Para conhecer as funcionalidades desses produtos, visite www.norber.com.br e fale com a Área Comercial.

Intraempreendedorismo: implante inovações na sua empresa.
Intraempreendedorismo: implante inovações na sua empresa.

Como ser mais produtivo com ferramentas de mobilidade corporativa

Administrar o tempo de modo a dar conta de todas as tarefas do dia é um dos grandes desafios do mundo corporativo. As reuniões improdutivas, pausas para cafezinhos e aquela espiada nas redes sociais, podem distrair e atrapalhar um dia inteiro de trabalho. Quando você percebe, a hora passou e metade do que tinha sido planejado não foi feito.

Para aumentar a produtividade no horário do expediente, a primeira dica é priorizar as tarefas e eliminar os hábitos que comprometem a concentração. Além disso, vale investir no uso de ferramentas que promovem mobilidade e, consequentemente, auxiliam a gestão do tempo e, consequentemente, a produtividade.

Hoje, um smartphone com acesso à internet permite aos gestores responder e-mails, compartilhar arquivos e checar relatórios durante viagens ou visitas a clientes, o que garante eficácia na execução de tarefas e agilidade na tomada de decisões. Por isso, é cada vez mais rotineiro as empresas disponibilizarem dados nas nuvens e adotarem tecnologias mobile em suas estratégias de mobilidade corporativa.

Especialista em gestão de controle de frequência, a Norber desenvolve soluções que vão de encontro às necessidades de economia de tempo nas organizações modernas. O NewMobile é um software que permite a marcação de ponto remoto por meio de smartphone, de qualquer localidade e em tempo real. Operando via GPS, ele informa a localização onde o ponto é marcado e delimita o perímetro da marcação, otimizando a rotina do funcionário. Para conhecer as funcionalidades do NewMobile e outras soluções da Norber que facilitam o dia a dia das Organizações, visite www.norber.com.br e fale com a Área Comercial.

As ferramentas de mobilidade corporativa e a produtividade
As ferramentas de mobilidade corporativa e a produtividade

Millennials x Gestão de Controle e Mobilidade

Sabe aquele colega mais jovem, recém-contratado, que fala de igual para igual com o chefe, executa diversas tarefas ao mesmo tempo e não quer saber de hora para chegar ou sair? Na faixa entre 18 e 35 anos, é criativo, manja de tecnologia e está sempre ligado em suas redes sociais, mas não concebe ter que seguir horário depois que a missão a ele dada foi devidamente cumprida. Pois o tal colega faz parte da geração que se convencionou chamar Millennials. Estima-se que esse novo perfil profissional, questionador, imediatista e hiperconectado, corresponderá a 70% da força de trabalho mundial em 2025; seu comportamento, contudo, já promove mudanças significativas no ambiente corporativo.

Quem são e o que querem

Ainda que pesquisas recentes contestem certos mitos relacionados aos Millennials, os nascidos entre 1980 e 2000, de modo geral, compartilham características em comum: cresceram em um mundo digital, vivem online e estão totalmente habituados às novas tecnologias. A revista Time, em artigo de 2013, chegou a taxá-los de narcisistas e preguiçosos. Segundo a publicação, esses jovens altamente centrados no eu tiveram acesso a tudo que queriam na hora que queriam, foram superprotegidos e tornaram-se ansiosos e demasiadamente autoconfiantes. Como consequência, têm dificuldade em lidar com restrições e hierarquias, se expõem como se participassem de um reality show e estão sempre esperando reconhecimento, ou “likes”.

Na velocidade de um clique

Mas nem tudo são críticas. Quando interagir e comunicar-se online torna-se tão natural quanto respirar, o mundo não tem fronteiras. Abertos à diversidade e muito aptos a mudanças, Millennials são empreendedores natos e não temem arriscar. Proativos e ávidos por inovações questionam os modelos existentes e esperam fazer a diferença.  Diferentemente das gerações X (nascidos entre 1964 e 1980) e Baby Boomers (entre 1946 e 1964), não estão dispostos a sacrificar a vida pessoal pela carreira. O sucesso, para essa turma, está ligado não exclusivamente a promoções ou aumentos de salário, mas a crescimento e satisfação pessoais. Por isso, tendem a preferir trabalhos flexíveis, que sejam desafiadores, prazerosos e tão dinâmicos quanto eles próprios.

Conflito de gerações

Por não se enquadrarem no molde “terno e gravata”, os Millennials podem enfrentar resistência de gestores tradicionais. Para um veterano acostumado a padrões e estruturas rígidas, lidar com um novato que cria sua própria rotina pode parecer uma verdadeira afronta. Por isso, para minimizar um possível conflito de gerações, especialistas em gestão de pessoas recomendam àqueles com anos de casa, serem receptivos a novas ideias e formas de trabalhar, valorizando a produtividade da equipe. Para estimular o potencial criativo dos Millennials, também vale envolvê-los na totalidade dos projetos, de modo que compreendam seu papel dentro de um objetivo maior. Os jovens profissionais também esperam manter relações recíprocas com seus líderes, recebendo deles feedbacks regulares. A motivação, afinal, está no reconhecimento de seus esforços e no próximo desafio.

Tecnologia como aliada

Investir em novas plataformas tecnológicas é também um meio eficaz de diminuir o turnover e reter os jovens talentos dessa geração movida a mudanças. A Norber, especialista em controle de ponto, desenvolve soluções customizadas que auxiliam empresas em seus processos de modernização, nessa era de constante transformação. O NewMobile, que possibilita a marcação de ponto remotamente por meio de smartphone, de qualquer localidade e em tempo real, é um exemplo de como a tecnologia se adapta à realidade em que vivemos. Pensando naquele funcionário que administra sua própria rotina, o aplicativo vai de encontro às necessidades das empresas que oferecem flexibilidade, sem abrir mão dos controles legais do mundo corporativo. Para conhecer todas as funcionalidades dessa inovação, visite www.norber.com.br e fale com a área comercial.

New Mobile auxilia gestão de controle em tempos de mobilidade e home office

Quem nunca pensou em gerenciar o próprio horário de trabalho, poupar horas estressantes no trânsito e desfrutar das delícias de uma jornada flexível? Nas cidades onde o deslocamento pode ser a tarefa mais árdua do dia, o trabalho remoto ganha a adesão de um número maior de empresas, cada vez mais interessadas no desempenho e na satisfação de seus funcionários.

A expansão das redes de banda larga, assim como o uso de dispositivos móveis como smartphones e tablets, está criando modelos alternativos de expediente ao permitir que o profissional cumpra seus deveres mesmo fora do escritório. Atualmente, “trabalho é o que você faz, não um lugar aonde você vai”, sentenciam experts do mundo corporativo. E dentro dessa nova realidade, a palavra-chave é mobilidade.

Vantagens do trabalho remoto

Se o trabalho remoto significa qualidade de vida para o funcionário, para o empregador a nova prática está associada a aumento de produtividade e redução de custos. Responder emails, compartilhar arquivos e checar planilhas através do celular, durante viagens ou entre uma reunião e outra, são práticas cada dia mais rotineiras, que garantem eficácia na execução de tarefas e agilidade na tomada de decisões. Outra vantagem para a empresa é poder atrair para seu quadro os melhores talentos, independentemente da cidade ou país em que vivam.

Produtividade à distância

Gerenciar as atividades dos funcionários à distância ainda é um desafio para os empregadores. Por isso, estimular o comprometimento dos colaboradores remotos, estabelecer uma relação de confiança e estipular metas de produtividade são competências dos líderes focados na gestão por desempenho. A integração de soluções tecnológicas, como softwares e aplicativos que forneçam acesso remoto a sistemas e informações, também faz parte da estratégia de mobilidade empresarial.

Benefícios do NewMobile

O NewMobile da Norber possibilita a marcação de ponto por meio de smartphone, de qualquer localidade e em tempo real. Atrelado ao NewPonto, software de gestão de controle de frequência, ele informa via GPS a localização onde o ponto é marcado e também delimita o perímetro da marcação, seja o escritório de um cliente, a subsidiária da empresa em outra cidade ou mesmo o home office do funcionário. Além de dinamizar a rotina do empregado, que pode descartar a ida à empresa antes da visita a um cliente, o NewMobile garante maior transparência na relação de trabalho. Com um melhor controle de ponto à distância minimizam-se os riscos de problemas trabalhistas decorrentes de erros na marcação das horas. Para conhecer todas as funcionalidades desse aplicativo, visite www.norber.com.br e fale com a área comercial.