Trabalho remoto: dicas para tornar o home office mais produtivo

As jornadas flexíveis são realidade em diversas empresas. Principalmente nas cidades onde o deslocamento toma um tempo precioso do dia, muitos profissionais já têm permissão para combinar o trabalho presencial com dias de home office. A adaptação à jornada remota, contudo, pode ser um desafio. Veja como aproveitar esse benefício sem comprometer a produtividade:

Estabeleça rotinas

Ainda que trabalho remoto seja sinônimo de autonomia, é imprescindível estabelecer rotinas. Verifique o período em que você precisa estar em contato com sua equipe e, a partir daí, planeje as tarefas do dia, o horário do almoço e o fim do expediente. Com uma gestão do tempo eficaz e um bom planejamento é possível cumprir metas dentro do horário estabelecido, separando trabalho e lazer.

Bloqueie interrupções

Em casa, redobre o cuidado com as distrações. Afinal, a geladeira cheia, o animal de estimação e a TV na sala são ladrões de atenção. Para não se desconcentrar ou perder o foco, defina um espaço de trabalho apropriado, que seja organizado, ergonômico, iluminado e livre de interferências. Se você não mora sozinho, avise familiares que aquele é um dia normal de trabalho. Estabeleça regras, peça silêncio e previna interrupções.

Intensifique a comunicação

Trabalhar fora do escritório significa não ter por perto colegas com quem esclarecer dúvidas ou trocar ideias de imediato. Para suprir essa lacuna e combater o isolamento, intensifique o diálogo com a equipe. Seja proativo, compartilhe informações, forneça feedbacks periodicamente e use a tecnologia para reduzir distâncias. Por e-mail, videoconferência ou mensagem instantânea, esteja presente e comunique-se com clareza. A ideia é não deixar o rendimento cair e nem comprometer o engajamento do time.

O sucesso das jornadas flexíveis exige disciplina, responsabilidade e comprometimento. Por parte das empresas que adotam o modelo, é fundamental formalizar em contrato as condições de trabalho, garantir equipamento e acesso para o exercício das funções e, claro, liderar os colaboradores à distância.

A sua companhia permite trabalho remoto? Conte-nos suas estratégias para manter a produtividade em alta nos dias de home office.

A Norber desenvolve softwares de controle de frequência que auxiliam a gestão da jornada de trabalho dos colaboradores, incluindo os que trabalham remotamente. O NewMobile permite a marcação de ponto via smartphone, de qualquer lugar e em tempo real. Para conhecer as funcionalidades desta solução, visite www.norber.com.br e fale com a Área Comercial.

4 passos para adotar jornadas flexíveis na sua empresa

Jornadas de trabalho flexíveis são o sonho de consumo de 7 entre 10 brasileiros, segundo pesquisa da Confederação Nacional da Indústria (CNI) em parceria com o Ibope. Com o avanço da tecnologia, um número maior de empresas tem conseguido atender essa demanda do profissional, para quem a flexibilidade no trabalho significa menos tempo no trânsito e mais qualidade de vida. Para o empregador, o modelo se traduz em profissionais mais satisfeitos, engajados e produtivos, gerando redução de custos e ganhos na retenção de talentos. Veja como implantar modelos de gestão de horários flexíveis.

  1. Busque adequação cultural

Companhias tradicionais e com relações hierárquicas rígidas podem ter dificuldade de comprar a ideia de jornadas flexíveis. Por isso, o primeiro passo para implantar um programa de trabalho remoto é verificar se há aceitação da liderança e se o perfil dos colaboradores se encaixa nesse modelo de gestão. Nem todas as empresas se adaptam, mas em alguns casos é possível começar a mudança por áreas específicas.

  1. Estabeleça regras

Home office ou part-time. Horários flexíveis de entrada e saída ou carga horária encurtada às sextas. É possível adotar diferentes tipos de regimes flexíveis, mas é importante que as regras sejam claras para o colaborador. Defina áreas ou cargos a quem se destinam os programas, assim como dias da semana ou horas do dia. Caso necessário, revise e altere contratos de trabalho.

  1. Desenvolva relações de confiança

Como liberdade exige responsabilidade, muitos dos programas home office se aplicam a profissionais mais seniores, que têm mais senso de disciplina e autogestão. Para produzir os efeitos desejados, o trabalho remoto precisa ser pautado em relações de confiança entre o colaborador e o gestor. O contato também é importante, e vale investir em sistemas de comunicação e plataformas de videoconferência para garantir a conexão e integração do colaborador com a empresa.

  1. Avalie o desempenho

Não é porque o profissional está à distância que o gestor deixará de acompanhar o trabalho. Como na modalidade presencial, cabe ao líder da equipe estabelecer prioridades, definir metas e acompanhar o desempenho dos profissionais envolvidos nos projetos. Do mesmo modo, é função da liderança motivar e manter alta a produtividade da equipe.

A Norber é especialista em gestão de frequência e está alinhada às demandas por flexibilidade e mobilidade. O NewMobile é um aplicativo que permite a marcação de ponto remoto por meio de smartphone, de qualquer localidade e em tempo real. Para conhecer as funcionalidades do NewMobile e outras soluções de gestão de frequência, visite www.norber.com.br e fale com a Área Comercial.