Como criar conexão humana no RH Digital

A adoção da tecnologia pelo RH é um caminho sem volta. Há algum tempo, a área de gestão de pessoas percebeu que, para ser mais ágil, dinâmica e competitiva, é necessário investir na automatização e digitalização de processos. Isso não significa, contudo, que o RH Digital dispense as conexões humanas. Afinal, as pessoas continuam sendo a alavanca do progresso em qualquer negócio. Saiba como equilibrar humanização e digitalização no RH Digital.    

Crie uma cultura de reconhecimento

Ao contrário das máquinas, as pessoas precisam ser valorizadas e reconhecidas. Por isso, a gestão humanizada passa, sem dúvida, pela valorização do profissional. Nas interações e avaliações, deixe o colaborador saber que ele tem papel fundamental para a empresa e que seu bom desempenho é observado e apreciado pela liderança. A cultura do reconhecimento é imprescindível para que os talentos se sintam inspirados a atuar no mais alto nível. Às vezes, um “muito obrigado” é tão ou mais valioso que aquele bônus dado uma vez ao ano. 

Estimule a interação e a colaboração

O distanciamento social imposto pela pandemia levou equipes inteiras para o home office e mudou radicalmente o jeito de trabalhar. Nesse contexto, há quem sinta falta do papo no corredor, do cafezinho, do almoço com colegas. Frente à perspectiva de manutenção da jornada remota ou híbrida, vale fomentar a interação e a colaboração à distância. Estimule a comunicação e crie modelos em que as pessoas trabalhem em equipe e possam ajudar-se mutuamente. Nada mais humano que ajudar o próximo, não é mesmo? Outra dica é desenvolver ambientes, mesmo que virtuais, onde o colaborador possa construir vínculos com colegas e com a empresa. A ideia é afastar a sensação de isolamento e usar as plataformas tecnológicas para conectar as pessoas. 

Respeite individualidades

Cada ser humano tem bagagens, formações, crenças e experiências distintas. Por outro lado, todos temos necessidades e desejos que nos identificam como nossos semelhantes. Olhar o colaborador com empatia, importando-se com o que ele pensa e sente, significa desenvolver laços e respeitá-lo em sua individualidade. No dia a dia corporativo, o convívio com a diversidade é chave para um clima organizacional humano, respeitoso e produtivo. 

A Norber desenvolve sistemas de controle de ponto que facilitam a gestão da frequência dos colaboradores, incluindo equipes remotas. O NewPonto Cloud armazena dados na nuvem, possibilitando o gerenciamento online da jornada. Já o NewMobile permite a marcação de ponto via smartphone, de qualquer lugar e em tempo real. Para conhecer as funcionalidades destas soluções, visite www.norber.com.br.

5 tendências em gestão de pessoas para priorizar em 2021

Com um papel estratégico, o RH tem sido um agente de mudanças frente ao inédito desafio da pandemia. Responsável por conduzir as adaptações necessárias para que as empresas pudessem operar sem colocar em risco os colaboradores, a área agora atua desenvolvendo e consolidando tendências já em curso. Saiba quais são os temas de gestão de pessoas que ocupam a pauta de prioridades em 2021.  

  1. Jornada remota

Frente ao atual momento da crise sanitária, a jornada remota continua sendo a opção para empresas de atividades não essenciais. Passada a fase inicial de adaptações, é hora de focar no aprimoramento da gestão à distância, do engajamento e da produtividade. Na medida em que a situação melhorar, vale analisar outras alternativas flexíveis. O modelo híbrido, que mescla dias em home office e dias de trabalho presencial, tem sido apontado como preferencial pelos colaboradores. 

  1. Transformação digital

Em um mundo cada vez mais digital, a automação de processos é fundamental para maximizar a eficiência na execução de tarefas. Ao RH cabe escolher e implementar ferramentas que proporcionem agilidade, que facilitem a gestão e gerem dados para tomadas de decisões assertivas. Um software de controle de jornada em nuvem, por exemplo, não só viabiliza a marcação do ponto em home office como permite que o gestor administre faltas, banco de horas e folha de pagamento em tempo real e de maneira remota.   

  1. Comunicação interna

Manter equipes remotas motivadas e bem alinhadas é um dos principais desafios do momento. Com os colaboradores fisicamente distantes, é necessário estimular a comunicação clara e efetiva, já que a falta de diálogo atrasa projetos, gera retrabalho e aumenta a sensação de isolamento. Apesar da variedade de canais disponíveis, nem todos são apropriados ou seguros. Para otimizar a comunicação, estipule canais oficiais, como email e chats corporativos, forneça feedbacks e realize reuniões virtuais periódicas. 

  1. Saúde mental

A questão da saúde mental vai continuar no centro das atenções do RH ao longo do ano. Além de desenvolver programas de bem-estar e políticas de benefícios visando combater os efeitos nocivos do isolamento social no home office, o RH deve trabalhar junto aos gestores, sensibilizando-os para a importância da detecção de distúrbios de ansiedade, depressão ou síndrome de burnout entre os colaboradores. 

  1. Diversidade 

A cultura da diversidade é um tema que segue em alta. Empresas com times heterogêneos são comprovadamente mais colaborativas e criativas, além de comprometidas com a redução de desigualdades. Ao RH cabe diversificar o perfil da força de trabalho por meio de políticas de contratação estruturadas e ações que garantam igualdade de oportunidades a todos os gêneros, raças e idades. 

Quais são os temas prioritários no seu RH? Fique de olho nas tendências e procure adaptá-las à realidade da sua empresa. 

A Norber desenvolve sistemas que facilitam a gestão da frequência dos colaboradores, incluindo equipes remotas. O NewPonto Cloud armazena dados na nuvem, possibilitando o gerenciamento online da jornada. Já o NewMobile permite a marcação de ponto via smartphone, de qualquer lugar e em tempo real. Para conhecer as funcionalidades destas soluções, visite www.norber.com.br e fale com a Área Comercial.

Anywhere Office: como implementar esse modelo na sua empresa

Você conhece alguém que aproveitou a flexibilidade que a jornada remota proporciona para trabalhar diretamente da casa de praia ou campo? Em tempos de pandemia, cresce o número de adeptos do Anywhere Office – que, como o nome indica, é a política que dá ao colaborador a chance de escolher de onde cumprir a rotina de trabalho.

Considerado a evolução do home office, esse modelo de “escritório em qualquer lugar” vem seduzindo muita gente. Afinal, é um jeito de mudar de ares, melhorar a qualidade de vida e, para quem tem filhos, tirar as crianças de casa. Além disso, funciona para quem não encontra produtividade ou se sente solitário no home office, pois permite revezar dias na sede da empresa ou em um coworking, por exemplo.    

As empresas que adotam o formato relatam benefícios, como melhora da satisfação por parte dos funcionários e redução de custos com a estrutura tradicional de escritório. Porém, está claro que o Anywhere Office não se adequa a todas as companhias. Antes de implementá-lo, alguns aspectos precisam ser observados.

O primeiro deles é a cultura da empresa. Companhias onde a gestão é fortemente centralizada e hierarquizada dificilmente se adaptarão ao Anywhere Office, que é ainda mais flexível que o home office. O novo formato, afinal, exige relações mais de confiança do que de controle, além de líderes focados na gestão por resultados.  

Outro ponto crítico é o alinhamento da equipe. Apenas times colaborativos e capazes de manter um diálogo efetivo, com trocas constantes e abertas, podem se dar ao luxo de trabalhar de qualquer lugar sem pôr em risco a produtividade do grupo. Para garantir maior grau de alinhamento e comunicação, vale estabelecer períodos de horário obrigatórios para atendimento aos clientes e reuniões da equipe.  

Por último, mas não menos importante, é a infraestrutura disponibilizada pela empresa. Além de um notebook e uma boa conexão com a internet, é necessário assegurar que o colaborador terá acesso a todos os recursos, tecnologias, sistemas e informações de que precisa para trabalhar de forma produtiva, onde quer que esteja. 

Nesse sentido, soluções mobile e em cloud computing são excelentes aliadas. O NewPonto Cloud é o software em nuvem da Norber que viabiliza a marcação online do ponto. Por meio do computador com acesso à internet, o colaborador registra seus horários de entrada e saída de onde estiver, de acordo com a jornada estabelecida. Outra solução é o NewMobile, que permite a marcação remota via smartphone. 

A sua empresa já pensou em aderir ao Anywhere Office? Quais gargalos dificultam a implementação desse formato avançado de jornada flexível?

A Norber desenvolve sistemas que facilitam a gestão da frequência dos colaboradores, incluindo equipes híbridas e remotas. O NewPonto Cloud armazena dados na nuvem, possibilitando o gerenciamento online da jornada. Já o NewMobile permite a marcação de ponto via smartphone, de qualquer lugar e em tempo real. Para conhecer as funcionalidades destas soluções, visite www.norber.com.br e fale com a Área Comercial.

Por que gestão de pessoas e tecnologia serão protagonistas na retomada do crescimento

O ano complicado que vai chegando ao fim deixou algumas marcas, mas também inúmeros aprendizados para o mundo corporativo. Uma das lições é que o capital humano é determinante para a superação de crises. Ao longo dos meses, todos tivemos que nos adaptar, abandonar crenças limitantes, desenvolver novas habilidades e crescer. Foi graças à capacidade essencialmente humana de liderar, inovar, ser resiliente e ter empatia que adversidades foram vencidas, oportunidades foram criadas e negócios se mantiveram em pé. 

É claro que a tecnologia contribuiu – e muito – para a manutenção das atividades. Afinal, foi com a ajuda de ferramentas de videoconferência, softwares em nuvem e soluções mobile que muitos profissionais puderam continuar trabalhando, mas protegidos em seus home offices. Não resta dúvida que ferramentas tecnológicas são aliados importantíssimos em um cenário globalizado, competitivo e que demanda agilidade como o atual. 

Mais do que nunca, tecnologia e capital humano andam juntos, e na companhia do RH – que, nos últimos tempos, assumiu um protagonismo inédito planejando, gerindo e traçando estratégias. É essa combinação de soluções inovadoras, criatividade humana e gestão, aliás, que irá acelerar a retomada do crescimento no ano que se aproxima. Por quê? 

Para começar, porque o home office e a jornada híbrida continuarão em alta no mercado corporativo – ao menos até que a vacinação em massa chegue e comece a reduzir riscos. Por meio da experiência com a jornada remota, as empresas enxergaram que redução de custos e otimização das atividades são alguns dos benefícios do modelo. Para os colaboradores, por sua vez, significa flexibilidade, autonomia e mais qualidade de vida. 

Para que o capital humano agora alocado em casa entregue à empresa todo seu potencial criativo, entram em cena as tecnologias e o trabalho dos especialistas em gestão de pessoas. Ao RH compete fazer a gestão eficiente da jornada remota, seja implementando métricas para avaliar a produtividade como fazendo uso de softwares que facilitam enormemente a vida de gestores, diretores e líderes. 

O NewPonto Cloud da Norber é um sistema de gestão de frequência que mantém online e em nuvem as informações de ponto dos colaboradores, presenciais ou remotos. Por meio do sistema é possível verificar atrasos e faltas, além de ter um controle preciso do banco de horas. Outra solução inovadora é o NewMobile, desenvolvido para o colaborador efetuar a marcação do ponto via smartphone, de qualquer lugar e em tempo real.  

Quando pensamos no futuro, é fundamental ficar de olho no que será relevante. Tecnologia, capital humano e gestão seguirão na linha de frente, não resta dúvida.   

A Norber desenvolve sistemas que facilitam o controle de frequência dos colaboradores. Durante a pandemia, a empresa ajudou empresas clientes a realizarem a gestão da jornada remota e ficarem em dia com as obrigações legais. Para conhecer as funcionalidades do NewPonto Cloud e do NewMobile, visite www.norber.com.br e fale com a Área Comercial.

Saúde mental: o papel dos gestores no cuidado com as equipes

Ansiedade, estresse, depressão, síndrome de burnout. O aumento destes transtornos no contexto da pandemia vem reforçando a necessidade de se falar sobre saúde mental, inclusive no mundo corporativo. Além de lidar com o medo da contaminação e suas consequências, os profissionais tiveram de se adaptar à jornada remota e às restrições do isolamento social. Para reduzir o impacto de todo esse estresse no trabalho, as empresas devem dar atenção especial ao estado emocional dos colaboradores e apoiar a construção de um ambiente saudável, respeitoso e produtivo. Aos gestores, cabe exercer uma liderança mais humanizada, colaborativa e que melhore o astral das equipes.     

Pratique o autocuidado  

Ser resiliente e capaz de lidar com a pressão é imprescindível aos líderes, mas todo cuidado é pouco para não cair na armadilha de viver sempre no limite. Olhe com generosidade para si mesmo, busque o autoconhecimento e monitore o próprio nível de estresse. Sem controle emocional, você não fará bem seu trabalho e dificilmente poderá apoiar outras pessoas. Cuide-se primeiro para depois cuidar dos outros.   

Observe comportamentos atípicos

Como líder, procure praticar a escuta ativa, acolher e fornecer suporte. Fique de olho em comportamentos atípicos, como atrasos, falta de motivação no trabalho, oscilações de humor ou relatos de problemas com sono e alimentação. Caso necessário, indique a busca de um profissional capacitado. Algumas companhias estruturaram programas de saúde mental, destacando psicólogos e terapeutas para acompanhamento especializado. A questão é séria e precisa ser tratada de maneira adequada e sem estigmas.     

Respeite o horário comercial

Não são poucos os profissionais que se queixam de ter mais trabalho no home office. Em tempos de hiperconectividade, nos habituamos a responder e-mails depois do horário do expediente. Para evitar excessos que levam ao esgotamento, incentive as equipes a fazerem uma boa gestão do tempo. Sistemas de controle de ponto online ou por smartphone, como os da Norber, ajudam o colaborador a realizar de modo eficaz a autogestão do tempo, preservando o equilíbrio da vida pessoal e profissional. Também vale estipular metas realistas e alinhar entregas a prazos razoáveis.  

Incentive a prática de atividades físicas

Está mais que provado que a prática de atividades físicas traz benefícios físicos e mentais. E se não é todo mundo que está disposto a retornar à academia, há inúmeras alternativas que podem ser feitas em casa. Promova happy hours virtuais e incentive que as pessoas tenham hobbies e façam coisas relaxantes. Jardinagem, leitura e bichos de estimação são ótimos para driblar o estresse.  

Quais iniciativas a sua empresa adotou para promover cuidados com a saúde mental dos colaboradores? Conte-nos como você controla a ansiedade e quais soluções usa para liderar sua equipe à distância.  

A Norber desenvolve softwares que facilitam o controle de frequência dos colaboradores, tanto dos presenciais como dos remotos. O NewPonto Cloud armazena dados na nuvem, possibilitando o gerenciamento online da jornada. Já o NewMobile permite a marcação de ponto via smartphone, de qualquer lugar e em tempo real. Para conhecer as funcionalidades destas soluções, visite www.norber.com.br e fale com a Área Comercial.

Copo meio cheio ou vazio: ganhos e perdas da pandemia

Desde que o coronavírus se alastrou mundo afora, todos tivemos que adaptar as rotinas. O #fiqueemcasa virou norma, adotamos novos cuidados, passamos a conviver com incertezas e a repensar valores pessoais e profissionais. No trabalho, nos adaptamos à jornada remota e hoje fazemos reuniões (e happy hours) virtuais. As mudanças foram muitas e, embora haja mais dúvidas que certezas, já é possível apontar ganhos e perdas da pandemia.

A parte cheia do copo

Se podemos ver aspectos positivos de tudo isso, um deles é o desenvolvimento de um olhar de cuidado para com o próximo. Ao escancarar abismos sociais, a pandemia estimulou a cultura de solidariedade e de doação entre as pessoas e colocou à prova o papel social das empresas. Além da preocupação imediata com o bem-estar físico e emocional dos colaboradores, houve um despertar das empresas para a responsabilidade social corporativa. Cada vez mais, serão cobrados das organizações compromissos verdadeiros com ações inclusivas, governança e práticas de sustentabilidade socioambiental.

Em relação ao modelo de trabalho, ganhamos flexibilidade e autonomia com a implantação do home office em larga escala. Trabalhando de casa, ficamos livres dos longos deslocamentos e passamos a desfrutar mais tempo em família. Isso sem falar dos escritórios domésticos agora mais bem equipados. Para colocar os funcionários em trabalho remoto, as empresas investiram em tecnologia para fornecer soluções adequadas, desde equipamentos e rede para conexão com a Internet até sistemas de controle de frequência em nuvem para uma gestão eficiente e transparente da jornada.

E a parte vazia

Além de fazer um número assustador de vítimas, a pandemia do coronavírus esmagou a economia e impactou empresas financeiramente, algumas mais, outras menos. Colaboradores tiveram a jornada reduzida e outros foram desligados. Por causa da necessidade de isolamento social, perdemos também o convívio com amigos e colegas de trabalho.  

Nas empresas, o home office em larga escala e em tempo integral impõe desafios que podem colocar em risco a produtividade, a criatividade e o engajamento das equipes. Para combater eventuais efeitos colaterais de uma jornada remota mal planejada, é imprescindível que os gestores exerçam uma liderança aberta, colaborativa e afetiva. Neste sentido, comunicar metas com clareza é fundamental para manter a equipe unida e capaz de alcançar os resultados esperados. 

Outro fator a ser considerado é o eventual desequilíbrio entre vida profissional e pessoal. Colaboradores sem experiência com o trabalho remoto podem apresentar dificuldade em gerir o tempo, seja relaxando nas entregas ou excedendo a jornada. Para evitar a perda de produtividade associada a estes tipos de comportamento, vale promover treinamentos sobre gestão do tempo e implantar sistemas de controle de ponto online que limitam o acúmulo de horas extras.   

A Norber desenvolve softwares que facilitam o controle de frequência dos colaboradores, incluindo dos que trabalham em home office. O NewPonto Cloud armazena dados na nuvem, possibilitando o gerenciamento online da jornada. Já o NewMobile permite a marcação de ponto via smartphone, de qualquer lugar e em tempo real. Para conhecer as funcionalidades destas soluções, visite www.norber.com.br e fale com a Área Comercial.