RH e o “novo normal”: Atribuições no pós-pandemia

O RH assumiu um protagonismo determinante no enfrentamento da crise provocada pelo coronavírus. Desafiado a agir rapidamente e em várias frentes, o setor atuou com as lideranças e encabeçou mudanças organizacionais estratégicas durante a pandemia. Entenda como estas mudanças impactarão a gestão de pessoas e quais papéis os profissionais da área deverão desempenhar no “novo normal” que se anuncia.   

Apoiar a adaptação à nova realidade de trabalho 

No começo da pandemia, as empresas estruturaram planos de contingência para manter as atividades ininterruptas sem colocar em risco a segurança do colaborador. Em muitas delas, o RH foi o setor responsável por comunicar cuidados, promover o bem-estar e apoiar a maior de todas as mudanças: a implementação do home office em larga escala. Para isso, cuidou dos trâmites contratuais e orientou a transformação digital necessária viabilizando ferramentas de trabalho e preservando a produtividade remota. Se hoje diversas companhias consideram manter o home office na rotina corporativa, muito se deve a uma bem-sucedida gestão à distância que integrou RH, TI e outros setores estratégicos. Daqui em diante, espera-se do profissional de RH liderança para estreitar a interação entre as áreas e apoiar a adaptação ao modelo de trabalho remoto. 

Concentrar informações para a tomada de decisões

Para minimizar os impactos econômicos da crise, coube ao RH rever custos operacionais, reavaliar processos e adequar contratos às novas Medidas Provisórias anunciadas pelo governo, seja remanejando férias, realizando desligamentos ou reduzindo jornadas. Na hora de efetuar as adequações, saíram-se melhor as empresas que contavam com sistemas de ponto flexíveis e capazes de fornecer dados para uma tomada de decisão embasada. O NewPonto Cloud da Norber é um software de gestão de frequência que garantiu aos gestores acesso remoto às informações dos colaboradores e, sobretudo, possibilitou a rápida reparametrização das jornadas. Frente à clara importância da tecnologia, fica a lição: o investimento em softwares é o caminho para o futuro do RH, que será cada vez mais digital e baseado em analítica.

Engajar os profissionais e fortalecer a cultura da empresa 

O bem-estar físico e emocional do colaborador é um ponto de atenção na pandemia. Sobretudo em tempos de isolamento social, o RH tem como missões direcionar um olhar humanizado às relações de trabalho e promover o clima organizacional positivo. Mais do que nunca, transparência, empatia e companheirismo são características da mais alta relevância na cultura corporativa. Ao RH cabe ajudar os gestores na criação de um ambiente de trabalho inspirador, colaborativo e produtivo, onde prevaleçam a sensação de pertencimento, o acolhimento e o espírito de equipe. 

A Norber desenvolve softwares que facilitam o controle de frequência dos colaboradores, incluindo os que trabalham em home office. O NewPonto Cloud armazena dados na nuvem, possibilitando o gerenciamento online da jornada. Já o NewMobile permite a marcação de ponto via smartphone, de qualquer lugar e em tempo real. Para conhecer as funcionalidades destas soluções, visite www.norber.com.br e fale com a Área Comercial.

Medidas do governo para aliviar o impacto econômico do coronavírus

A pandemia do coronavírus provoca vítimas e desacelera o ritmo da economia global. No Brasil, onde a redução da demanda por produtos e serviços coloca em risco a atividade econômica e a manutenção de empregos, o governo federal propôs uma série de medidas para atenuar o impacto econômico e social da crise.
Conheça as principais: 

. Adiamento no recolhimento do Simples Nacional – Empresas optantes do regime tributário poderão suspender o recolhimento do imposto durante três meses, sendo o pagamento do tributo adiado para o segundo semestre do ano. A medida pode beneficiar cerca de 4,9 milhões de empresas.

. Adiamento no recolhimento do FGTS – A parte do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço paga à União também será suspensa por três meses visando aliviar a folha de pagamento. O prazo para a restituição do valor ainda não foi definido, e a medida depende de aprovação do Congresso Nacional. 

. Desconto no Sistema S – Por três meses, as empresas terão redução de 50% nas contribuições devidas ao Sistema S. 

. Crédito para micro e pequenas empresas – O governo deve liberar R$ 5 bilhões pelo Programa de Geração de Renda (Proger), mantido pelo Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT), em forma de crédito a ser concedido via bancos públicos para micro e pequenas empresas. 

. Transferência de valores do PIS/Pasep para o FGTS – O governo vai transferir os valores não sacados do PIS/Pasep para o Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) para permitir novos saques. 

. Antecipação do abono salarial e do 13º salário do INSS – A primeira parcela do 13º salário dos aposentados e pensionistas do INSS será paga em abril e a segunda, em maio. A prova de vida dos beneficiários está suspensa por 120 dias. Já o abono salarial será antecipado para junho. 

. Redução de juros do consignado – O teto dos juros do empréstimo consignado para beneficiários do INSS foi reduzido de 2,08% para 1,8% ao mês, com o prazo das parcelas ampliado. 

Frente ao risco de disseminação do Covid-19, companhias de todos os portes e segmentos devem reforçar medidas preventivas para proteger os funcionários e o ambiente de trabalho. Além disso, é importante adequar atividades para minimizar prejuízos. Para evitar a paralização dos trabalhos, as empresas com maior maturidade digital se beneficiam de sistemas cloud integrados e adotam políticas de home office em larga escala.  

A Norber desenvolve softwares de controle de frequência que facilitam a gestão da jornada de trabalho dos colaboradores, incluindo dos que trabalham remotamente. O NewMobile permite a marcação de ponto via smartphone, de qualquer lugar e em tempo real. Já o NewPonto Cloud armazena dados na nuvem, possibilitando o gerenciamento online da jornada. Para conhecer as funcionalidades destas soluções, visite www.norber.com.br e fale com a Área Comercial.