RH e tecnologia: conheça soluções que facilitam o dia a dia

A tecnologia está mudando a forma como as empresas fazem a gestão de pessoas. Inovações surgem todos os dias e quem é de RH precisa acompanhar as tendências geradas pela transformação digital. Atualmente, o mercado dispõe de diversas soluções que facilitam o dia a dia e, sobretudo, proporcionam mais eficiência às atribuições do setor, incluindo processos de recrutamento e seleção, controle de ponto e folha de pagamento, além de treinamento e avaliação de desempenho profissional. Saiba mais.

Cloud Computing

Os dados dos seus colaboradores já estão na nuvem? Se a resposta for negativa, é hora de investir nesta solução que armazena informações em servidores remotos, com segurança e sem ocupar espaço nos HDs internos. O controle de frequência em cloud computing permite que informações referentes a ponto, faltas e horas extras dos funcionários sejam atualizadas em tempo real e acessadas de qualquer lugar a partir de um notebook. É um recurso que facilita a gestão e garante agilidade à tomada de decisões.

Gamificação

A aplicação de práticas inspiradas no mundo dos games é cada vez mais recorrente no ambiente corporativo. O RH também tira proveito deste recurso com treinamentos e atividades organizacionais baseados na gamificação, estratégia que oferece recompensas em troca de ações. A ideia é, como nos jogos digitais, incentivar o colaborador a se engajar nas atividades, “avançar de nível” e cumprir metas coletivas e individuais.

Mobilidade corporativa

Videoconferência, redes de mensagens internas e ferramentas de mobilidade corporativa são tecnologias que otimizam a comunicação e o alinhamento das equipes em tempos de jornada remota e home office. Uma solução como o controle de ponto via smartphone garante flexibilidade às equipes, cujos colaboradores podem atuar de distintos lugares do país e do mundo.

Softwares de controle e gestão

Se seu RH deseja fazer mais em menos tempo é imprescindível automatizar processos administrativos repetitivos. O uso de softwares de gestão de frequência possibilita a integração do controle de ponto à folha de pagamento, tornando muito mais simples e eficiente a realização de tarefas operacionais de rotina.

Big Data

People Analytics é o termo do momento em RH. Isso porque o grande volume de dados disponíveis na rede ou coletados via softwares trazem informações importantes sobre a produtividade dos funcionários ou a aderência de candidatos em processos seletivos. No dia a dia, o Big Data permite melhorar a qualidade das contratações, medir o desempenho dos profissionais com mais precisão e até verificar padrões de turnover.

A sua empresa já utiliza alguns destes recursos tecnológicos? Conte-nos sua experiência sobre os benefícios da tecnologia para o aprimoramento das atividades do RH.

A Norber desenvolve softwares de controle de acesso e de frequência que modernizam rotinas do RH. Para conhecer as funcionalidades do NewPonto Cloud, do NewMobile e de outras soluções, visite www.norber.com.br e fale com a Área Comercial.

Remuneração estratégica: uma dica valiosa de gestão para promover superação

O ser humano é movido a desafios. No campo profissional, abraçamos oportunidades e entregamos todo nosso potencial quando somos estimulados a contribuir com o alcance de objetivos, enxergamos oportunidade de crescer e somos devidamente reconhecidos. Quando a realização pessoal vem acompanhada da chance de aumentar os ganhos financeiros, melhor ainda!  Afinal, quem não deseja levantar um dinheiro extra com base nos resultados alcançados por esforço próprio? Neste sentido, a remuneração estratégica é uma prática de gestão valiosa, usada pelas empresas para motivar talentos e, consequentemente, alavancar a produtividade das equipes.

De modo geral, o modelo de remuneração estratégica funciona assim: uma parte do rendimento do colaborador é fixa, e outra parte é variável e atrelada à produtividade. Essa recompensa variável pode ser de tipos diversos, desde prêmios não monetários, como folgas e bolsas para cursos, até comissão financeira ou participação acionária.

Uma proposta cada vez mais recorrente nas empresas, e com bastante adesão de profissionais da geração Y, é a premiação decorrente da gamificação. Por meio desta técnica, o colaborador é bonificado ou premiado na medida em que atinge objetivos – ou, como nos games, passa de nível.

Vale lembrar que bonificação não é salário e, portanto, sobre o valor adicional não incidem encargos trabalhistas e previdenciários. Isso significa que os valores extras pagos pelo desempenho crescente do colaborador têm um impacto sustentável na folha de pagamento.

Válida para todo tipo de organização, a remuneração estratégica precisa de métricas e de regras claras para cumprir seu propósito de estimular a competitividade saudável e gerar melhores resultados. Caso incorra em injustiça e deixe de premiar o profissional que atinge os objetivos, o programa corre o risco ser boicotado, produzir competição desleal e até mesmo prejudicar a cooperação e o trabalho em equipe. Por isso, sua implantação deve necessariamente estar fundamentada em avaliações de desempenho coerentes, assim como no cumprimento de metas individuais, coletivas e organizacionais.

A Norber é especialista em gestão de frequência e desenvolve sistemas que integram as informações do controle de ponto à folha de pagamento, modernizando rotinas do RH. Para conhecer as funcionalidades do NewPonto, do NewMobile e outras soluções, visite www.norber.com.br e fale com a Área Comercial.

Gamificação: a estratégia dos games para engajar funcionários

Quem não se sente motivado a conquistar um objetivo? Ou não deseja “passar de fase” e ser recompensado por isso? Do Atari aos modernos jogos online e escape rooms, os games dispõem de mecanismos que estimulam o jogador a querer se manter no jogo e alcançar o próximo nível. É em busca desse alto engajamento presente no universo dos games que o mercado corporativo tem adotado cada vez mais os princípios da gamificação. Conheça esse conceito e saiba como utilizá-lo nos negócios.

O que é gamificação

Trata-se da aplicação de práticas provenientes dos games nas mais diversas áreas. O objetivo de sua adoção nas corporações é tornar as atividades do trabalho mais envolventes visando um maior engajamento por parte dos colaboradores. É diferente de entretenimento, mas busca transformar atividades rotineiras ou treinamentos em experiências mais divertidas e efetivas.

Recompensa e colaboração    

O mecanismo base da gamificação é a oferta de recompensas em troca de ações. Como nos games, quem atinge determinada meta ganha reconhecimento e acesso a outras tarefas, sendo também premiado ou bonificado. A ideia da recompensa é motivar o colaborador, incentivando o cumprimento de desafios individuais e organizacionais. Também são métodos do treinamento corporativo gamificado a implantação de rankings, a prática do feedback instantâneo e de dinâmicas que promovam a criatividade e a inovação. Essas abordagens instigam a competitividade e a colaboração, aprimorando a integração de equipes e o desenvolvimento de lideranças. Além disso, atingem em cheio os profissionais da geração Y, muito habituada às tecnologias e aos jogos digitais.

Especialista em gestão de controle de ponto, a Norber desenvolve soluções que melhoram processos organizacionais com eficiência e confiabilidade. Um software como o NewPonto automatiza a marcação dos horários de entrada e saída dos funcionários e integra as informações à folha de pagamento. Para conhecer as funcionalidades do NewPonto, visite www.norber.com.br e fale com a Área Comercial.

 

Gamificação: a estratégia dos games para engajar funcionários
Gamificação: a estratégia dos games para engajar funcionários