Pagamento de tributos: veja o que foi adiado ou suspenso na pandemia

Por causa da pandemia do coronavírus, as empresas estão fazendo malabarismos para equilibrar o caixa. Mesmo companhias que adotaram o home office podem ter a entrada de receitas comprometida durante este período. Para amenizar os impactos da desaceleração econômica, o governo possibilitou o adiamento do pagamento de alguns impostos. Veja quais são: 

FGTS – Para aliviar a folha de pagamento, os recolhimentos para o Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) estão suspensos de abril a junho, devendo ser pagos em seis parcelas entre julho e dezembro.  

INSS – A contribuição previdenciária patronal dos meses de abril e maio foram adiadas para 20 de agosto e 20 de outubro. Diante das prorrogações de vencimentos, a nova Darf deve ser emitida no site da Receita Federal. 

PIS e Cofins – O vencimento de abril e maio, relativo às competências de março e abril, passou para agosto e outubro. 

Simples NacionalOs vencimentos dos tributos federais apurados no Simples Nacional foram prorrogados por seis meses, isto é, os pagamentos de abril, maio e junho podem ser efetuados em outubro, novembro e dezembro; já os tributos estaduais e municipais (ICMS e ISS) também apurados no Simples Nacional foram prorrogados por três meses, devendo ser pagos em julho, agosto e setembro. Vale lembrar que o prazo de apresentação da Declaração de Informações Socioeconômicas e Fiscais (Defis) foi estendido para 30 de junho.  

MEI – No regime do Microempreendedor Individual (MEI), os tributos com vencimento em abril, maio e junho foram postergados para outubro, novembro e dezembro. O PGMEI já está adaptado às novas datas.

Sistema S – O pagamento das contribuições obrigatórias para o Sistema S teve redução de 50% por três meses, entre abril e junho. 

IOF – O Imposto sobre Operações Financeiras (IOF) que incide sobre operações de crédito está suspenso por 90 dias, entre 3 de abril e 3 de julho, tanto para empresas como para pessoas físicas. 

IRPF 2020 – O prazo final para entrega da declaração do Imposto de Renda da Pessoa Física (IRPF) foi postergado para 30 de junho. Para quem já acertou as contas com o Leão, a boa notícia é que o cronograma de restituição foi mantido, sendo a restituição do primeiro lote prevista para 29 de maio. 

Em momentos críticos como o que atravessamos, é importante racionalizar custos e, ao mesmo tempo, aportar investimentos em tecnologias que contribuam para o enfrentamento da crise. Nas empresas, a adoção do home office em larga escala tem se consolidado como alternativa para a manutenção da atividade econômica e segurança dos colaboradores. Neste contexto, será cada vez mais necessário aprimorar a infraestrutura corporativa voltada para o trabalho remoto com foco em sistemas cloud integrados, soluções mobile e mecanismos de gestão à distância.

A Norber desenvolve softwares que facilitam o controle de frequência dos colaboradores, incluindo dos que trabalham remotamente. O NewMobile permite a marcação de ponto via smartphone, de qualquer lugar e em tempo real. Já o NewPonto Cloud armazena dados na nuvem, possibilitando o gerenciamento online da jornada. Para conhecer as funcionalidades destas soluções, visite www.norber.com.br e fale com a Área Comercial.

Mundo pós-pandemia: tendências e tecnologias que devem crescer no mercado de trabalho

A pandemia do coronavírus está forçando a sociedade a rever valores e mudar hábitos. Além da imediata alteração da rotina, a experiência impõe à humanidade transformações profundas que devem impactar todas as esferas da vida. 

Entre os especialistas, é unanimidade que o mundo pós-pandemia não será como antes. No mercado de trabalho, o home office e outras tendências que já se desenhavam devem evoluir e se consolidar de modo mais acelerado. Saiba mais e prepare-se para novos desafios e oportunidades.

  1. Trabalho remoto 

Para conter a disseminação do coronavírus, o home office passou de esporádico a prática de rotina. Em questão de semanas, empresas adaptaram-se à modalidade aprimorando técnicas de gestão e usando softwares de controle de jornada remotos para garantir produtividade à distância. Hoje, o home office é uma alternativa real, e estudo da FGV aponta crescimento de 30% no pós-pandemia. Visto como um benefício pelos colaboradores, que buscam cada vez mais conciliar trabalho e qualidade de vida, tem a vantagem de evitar o desgaste no trânsito e o deslocamento via transportes públicos, locais de grande aglomeração. 

  1. Negócios digitais

O e-commerce e o delivery estão experimentando crescimento, apesar da crise. Mais do que nunca, a transformação digital se impõe com urgência. Mesmo setores tradicionais precisam romper barreiras e apostar na tecnologia como alavanca para o crescimento. Inteligência artificial, machine learning, automação de processos e softwares em cloud computing já estão aí e têm tudo para guiar a nova onda de inovações. 

  1. Valor socioambiental

Crises têm o poder de unir pessoas e reforçar o espírito de solidariedade. Mais que marketing, conceitos como sustentabilidade e responsabilidade social passam a ser encarados como obrigações genuínas, exigindo das organizações compromisso verdadeiro com a preservação ambiental e com comunidades próximas. Sem um propósito claro e capaz de impactar positivamente a sociedade, empresas e marcas correm o risco de perder relevância junto a funcionários, fornecedores e clientes.  

  1. Consumo consciente

Se os millennials introduziram um movimento mais focado no uso do que na posse, daqui em diante as relações de consumo devem ser ainda mais conscientes. Cada vez mais, o supérfluo sai de moda e a decisão de compra combina razão e conexão junto às marcas, com destaque para a experiência. Também vale estar preparado para uma redução do poder aquisitivo como consequência da desaceleração econômica global.

Para atuar no mundo pós-pandemia, observe tendências, faça previsões de cenários e adapte-se rapidamente a modelos que incluam a tecnologia no centro do negócio. Preparado para o que está por vir? Planeje, antecipe investimentos e escreva o futuro da sua empresa agora.  

A Norber desenvolve softwares de controle de frequência que facilitam a gestão da jornada de trabalho dos colaboradores, incluindo dos que trabalham remotamente. O NewPonto Cloud armazena dados do controle de frequência na nuvem, possibilitando o gerenciamento online da jornada. Já o NewMobile permite a marcação de ponto via smartphone, de qualquer lugar e em tempo real. Para conhecer as funcionalidades destas soluções, visite www.norber.com.br e fale com a Área Comercial.

Cloud computing: benefícios dos sistemas em nuvem para superar gargalos do home office

A crise do coronavírus está produzindo transformações no mercado de trabalho. O home office é uma dessas mudanças – e tudo indica que essa alternativa ao modelo tradicional está não só ajudando a viabilizar a atuação neste momento emergencial como deverá perdurar e crescer, após passada a pandemia. 

Entre as empresas que adotaram o modelo remoto às pressas, o desafio é preparar a infraestrutura de TI de maneira a aprimorar a performance das equipes e garantir a segurança da informação. Nesse sentido, a tecnologia Cloud Computing é uma importante aliada. Conheça benefícios dos sistemas em nuvem para superar os gargalos do home office: 

Colaboração

A palavra-chave do home office é colaboração. Para que as equipes sigam trabalhando colaborativamente, do jeito que fazem presencialmente no escritório, é imprescindível contar com um sistema Cloud que garanta o acesso remoto a informações, documentos e softwares necessários para a execução das tarefas. Com os dados armazenados na nuvem, basta um notebook ou dispositivo conectado à internet para acessá-los remotamente e de qualquer lugar. Essa praticidade agiliza processos, evita retrabalho e permite atualizações em tempo real, alavancando a rapidez na tomada de decisão. 

Segurança da informação

Em um ambiente de trabalho cada vez mais digital, é fundamental que as organizações redobrem medidas preventivas contra ciberataques e vazamento de dados confidenciais e estratégicos. Os sistemas em Cloud desenvolvidos para empresas têm a vantagem de reforçar a segurança da informação com senhas, backup remoto, criptografia e identificação do usuário, reduzindo vulnerabilidades e permitindo acesso apenas a colaboradores identificados. 

Custo-benefício

Cloud computing é um investimento que ajuda as empresas a reduzirem custos em médio e longo prazos. Além de suprimir gastos com equipamentos e manutenção interna, a tecnologia baseada na nuvem é escalonável, ou seja, a capacidade de armazenamento pode ser aumentada de acordo com a demanda de crescimento do negócio.

Se a sua empresa não dispõe de sistemas em Cloud, é hora de avaliar os benefícios que essa tecnologia pode proporcionar, principalmente em tempos de home office em larga escala. 

A Norber desenvolve softwares de controle de frequência que facilitam a gestão da jornada de trabalho dos colaboradores, incluindo os que trabalham remotamente. O NewPonto Cloud armazena dados do controle de frequência na nuvem, possibilitando o gerenciamento online da jornada. Já o NewMobile permite a marcação de ponto via smartphone, de qualquer lugar e em tempo real. Para conhecer as funcionalidades destas soluções, visite www.norber.com.br e fale com a Área Comercial.

Economia compartilhada: como inserir a sua empresa nessa onda

O que os patinetes elétricos que invadiram as principais cidades do mundo têm a ver com o Uber ou o Airbnb? Todos fazem parte da chamada “economia compartilhada”, modelo de negócio que substitui a posse de um produto pelo uso ou aluguel do serviço. Segundo estudo da PwC, este segmento deverá movimentar mundialmente US$ 335 bilhões até 2025 – número 20 vezes maior do que em 2014, quando gerou US$ 15 bilhões em receitas.

Ainda que questões regulatórias imponham desafios ao setor, é inegável que a economia compartilhada é uma tendência que não pode ser ignorada. Enquanto companhias tradicionais tentam fazer frente ao novo tipo de concorrência, outras já não mais se perguntam se vale a pena embarcar nessa onda – mas sim como fazê-lo. E a resposta para empresas que querem desenvolver negócios na economia compartilhada passa inevitavelmente por investimento em tecnologia.

O desenvolvimento tecnológico facilitou a conexão entre quem oferece e quem demanda um produto ou serviço. O consumo colaborativo se beneficia de soluções mobile – e vale investir em plataformas intuitivas. Afinal, é através do smartphone que os clientes realizam suas compras, interagem com as marcas e acessam serviços mediados por aplicativos.

Os negócios realizados via ambiente digital demandam infraestrutura tecnológica e robusta capacidade de armazenamento. Neste sentido, as soluções em cloud computing se mostram boas aliadas, na medida em que oferecem mobilidade, redução de custos e segurança.

Também não se pode esquecer a análise de dados. É por meio do Big Data e da imensa quantidade de informações captadas em cadastros e via redes sociais que as empresas disruptivas conhecem o comportamento de compra de seus públicos e desenvolvem estratégias de marketing direcionadas, tornando a comunicação mais efetiva.

Eficiência operacional também é fundamental. A automação de processos, as soluções de mobilidade corporativa e os softwares integrados de gestão de frequência otimizam o tempo do colaborador e reduzem tarefas burocráticas, alavancando a produtividade e, consequentemente, os resultados dos negócios da economia compartilhada.

A Norber desenvolve sistemas de controle de acesso e de frequência alinhados aos novos modelos de negócios. O NewPonto Cloud é um software que integra o controle de ponto à folha de pagamento, mantendo dados armazenados na nuvem. Já o NewMobile possibilita a marcação de ponto via smartphone, de qualquer lugar e em tempo real. Para conhecer as funcionalidades destas soluções, visite www.norber.com.br e fale com a Área Comercial.

RH e tecnologia: conheça soluções que facilitam o dia a dia

A tecnologia está mudando a forma como as empresas fazem a gestão de pessoas. Inovações surgem todos os dias e quem é de RH precisa acompanhar as tendências geradas pela transformação digital. Atualmente, o mercado dispõe de diversas soluções que facilitam o dia a dia e, sobretudo, proporcionam mais eficiência às atribuições do setor, incluindo processos de recrutamento e seleção, controle de ponto e folha de pagamento, além de treinamento e avaliação de desempenho profissional. Saiba mais.

Cloud Computing

Os dados dos seus colaboradores já estão na nuvem? Se a resposta for negativa, é hora de investir nesta solução que armazena informações em servidores remotos, com segurança e sem ocupar espaço nos HDs internos. O controle de frequência em cloud computing permite que informações referentes a ponto, faltas e horas extras dos funcionários sejam atualizadas em tempo real e acessadas de qualquer lugar a partir de um notebook. É um recurso que facilita a gestão e garante agilidade à tomada de decisões.

Gamificação

A aplicação de práticas inspiradas no mundo dos games é cada vez mais recorrente no ambiente corporativo. O RH também tira proveito deste recurso com treinamentos e atividades organizacionais baseados na gamificação, estratégia que oferece recompensas em troca de ações. A ideia é, como nos jogos digitais, incentivar o colaborador a se engajar nas atividades, “avançar de nível” e cumprir metas coletivas e individuais.

Mobilidade corporativa

Videoconferência, redes de mensagens internas e ferramentas de mobilidade corporativa são tecnologias que otimizam a comunicação e o alinhamento das equipes em tempos de jornada remota e home office. Uma solução como o controle de ponto via smartphone garante flexibilidade às equipes, cujos colaboradores podem atuar de distintos lugares do país e do mundo.

Softwares de controle e gestão

Se seu RH deseja fazer mais em menos tempo é imprescindível automatizar processos administrativos repetitivos. O uso de softwares de gestão de frequência possibilita a integração do controle de ponto à folha de pagamento, tornando muito mais simples e eficiente a realização de tarefas operacionais de rotina.

Big Data

People Analytics é o termo do momento em RH. Isso porque o grande volume de dados disponíveis na rede ou coletados via softwares trazem informações importantes sobre a produtividade dos funcionários ou a aderência de candidatos em processos seletivos. No dia a dia, o Big Data permite melhorar a qualidade das contratações, medir o desempenho dos profissionais com mais precisão e até verificar padrões de turnover.

A sua empresa já utiliza alguns destes recursos tecnológicos? Conte-nos sua experiência sobre os benefícios da tecnologia para o aprimoramento das atividades do RH.

A Norber desenvolve softwares de controle de acesso e de frequência que modernizam rotinas do RH. Para conhecer as funcionalidades do NewPonto Cloud, do NewMobile e de outras soluções, visite www.norber.com.br e fale com a Área Comercial.

Como a tecnologia pode otimizar a capacidade produtiva

Hoje em dia, é quase impossível imaginar uma empresa que não utilize a tecnologia para impulsionar seu crescimento. De softwares de gestão a cloud computing, inúmeros recursos têm sido implementados com o objetivo de otimizar a capacidade produtiva dos diversos setores das companhias. As soluções tecnológicas, aperfeiçoadas continuamente, oferecem novas funcionalidades e tornam o dia a dia corporativo mais ágil e eficiente. Mesmo assim, ainda há quem não tenha enxergado as vantagens. Veja por que o investimento em tecnologia é indispensável para aprimorar a gestão, melhorar o desempenho das equipes e ampliar a rentabilidade do seu negócio.

Agilidade nos processos operacionais

Trabalho eficiente é aquele que gera mais valor utilizando menos recursos financeiros e humanos. Isso significa fazer mais poupando dinheiro e tempo dos colaboradores. Softwares que automatizam processos operacionais, integrando o controle de ponto à folha de pagamento, por exemplo, geram esta eficiência necessária ao garantir maior agilidade à execução de tarefas burocráticas e repetitivas, com mais rapidez e baixo índice de erro.

Mais flexibilidade

Flexibilidade é um fator determinante para o incremento da capacidade produtiva. Numa era em que o acesso à informação tem que estar na palma da mão, um sistema de gestão de frequência em nuvem permite que o controle de ocorrências, justificativas e apontamentos seja feito online e a partir de múltiplos aparelhos. Além de otimizar a gestão e facilitar a comunicação, outro benefício do cloud computing é a possibilidade de realizar o trabalho à distância, isto é, com mais flexibilidade para gestores e equipes.

Planejamento estruturado

Soluções tecnológicas facilitam a coleta, a organização e a centralização de dados. E dados, claro, são a matéria-prima para gerar relatórios, medir o desempenho dos colaboradores e tomar decisões assertivas quanto ao futuro do negócio. Mais do que nunca, é por meio de estratégia de dados que empresas de diferentes portes e segmentos definem planejamentos de longo prazo e sustentam ações que impactam diretamente a produtividade.

A Norber desenvolve sistemas de controle de acesso e de frequência alinhados às demandas por eficiência do mundo corporativo. O NewPonto Cloud é um software que automatiza a gestão do controle de ponto e moderniza operações do dia a dia. Para conhecer as funcionalidades desta solução, acesse www.norber.com.br e fale com a Área Comercial.