Governança de dados: a importância para um uso estratégico da informação

Na era da informação, os dados estão entre os ativos mais valiosos de uma empresa. Esse importante ativo, contudo, pode não gerar valor caso não seja devidamente cuidado e administrado. E é aí que entra a Governança de Dados, conjunto de políticas e gestão de processos e tecnologias que garantem à companhia o uso estratégico da informação.

O volume de informação nas empresas vem aumentando exponencialmente, seja por causa do Big Data, da crescente digitalização de processos ou do ganho de escala. Para fazer um bom uso desse gigantesco volume de dados é necessário manter a informação devidamente estruturada e organizada, cuidando da sua qualidade, integridade e segurança. 

Nesse sentido, cabe à equipe responsável pela Governança de Dados determinar ambientes apropriados para armazenamento e acesso, tais como servidores robustos e/ou nuvem, e projetar uma arquitetura de dados capaz de integrá-los e disponibilizá-los dentro da companhia. Esses cuidados têm o objetivo de melhorar o fluxo de trabalho e gerar subsídio para as tomadas de decisões.  

Dentro do escopo da Governança de Dados também cabe a criação de políticas que garantam a segurança e privacidade da informação, com especial atenção ao combate a ciberataques, vazamentos, fraudes ou uso indevido. Outro aspecto é a capacitação dos profissionais envolvidos na captação e processamento dos dados, já que qualquer erro em uma das etapas do processo compromete a qualidade da informação e, consequentemente, acarreta desperdício de tempo e recursos, podendo até resultar em danos financeiros, processos trabalhistas e prejuízos à imagem da empresa. 

No RH Digital, é possível elevar a Governança de Dados ao nível de excelência. Afinal, o uso sistematizado de softwares de gestão automatiza a coleta e organização dos dados, facilita o acesso aos mesmos, assim como mitiga a chance de erros. Com um sistema como o NewPonto Cloud da Norber, por exemplo, é possível automatizar o controle de ponto e realizar o gerenciamento de horas extras, banco de horas e folha de pagamento com muito mais eficiência. 

Além disso, a partir dos registros incluídos no sistema é possível avaliar a produtividade dos colaboradores e medir os índices de absenteísmo. Outro destaque é a maior agilidade no fluxo do trabalho, pois os dados ficam armazenados na nuvem, onde são atualizados e acessados em tempo real. Tudo isso, vale lembrar, em um sistema blindado e que atende aos requisitos da LGPD

Como o seu RH lida com as informações dos colaboradores? A governança dos dados está sendo realizada da melhor forma, com sistemas adequados e robustos?

A Norber desenvolve sistemas que facilitam a gestão da frequência dos colaboradores, incluindo equipes remotas. O NewPonto Cloud armazena dados na nuvem, possibilitando o gerenciamento online da jornada. Já o NewMobile permite a marcação de ponto via smartphone, de qualquer lugar e em tempo real. Para conhecer as funcionalidades destas soluções, visite www.norber.com.br e fale com a Área Comercial.

Big Data no RH: como o uso de dados beneficia o colaborador

É inegável que a era digital vem revolucionando a gestão de pessoas. Com softwares capazes de fornecer dados dos mais variados tipos, o RH hoje opera com mais subsídios para a tomada de decisões estratégicas. Mais que isso: vem aprimorando substancialmente seus processos, desde o recrutamento de candidatos até a gestão da frequência dos colaboradores. E se os benefícios do Big Data para as empresas são muito claros, pois as tornam mais assertivas, ágeis e competitivas, o mesmo vale para o colaborador. Veja como o uso de dados e de indicadores pelo RH contribuem para o desenvolvimento de uma força de trabalho mais produtiva, autônoma e feliz na companhia. 

Contratações mais alinhadas

Empresas que utilizam análise de dados em seus processos seletivos podem identificar perfis de profissionais com maior aderência à vaga e à sua própria cultura corporativa. Com contratações mais certeiras, ganha a empresa, que tem aumentada a chance de reter aquele talento, e ganha também o profissional, que não só pode desenvolver suas competências em alto nível, como tem suas expectativas e valores mais alinhados aos da companhia, inclusive no que se refere à política de benefícios.   

Controle da produtividade

Os indicadores de RH são essenciais para mensurar a performance de equipes, departamentos e da empresa como um todo. Sempre que essas métricas são acessadas pelo profissional na forma de feedback sobre seu desempenho, tornam-se também um incentivo para que ele inove mais, produza mais, alcance as metas determinadas. Afinal, o feedback resguardado por dados garante mais transparência na relação com os gestores e acelera o aprendizado. 

Gestão eficiente do banco de horas

O controle de ponto feito via sistema como o NewPonto Cloud da Norber fornece à empresa dados consolidados acerca de faltas e absenteísmo. Serve, também, para o cálculo exato e sem erros da folha de pagamento e das horas extras. Para o colaborador, é uma garantia de que as horas trabalhadas estão sendo devidamente computadas e remuneradas, mesmo quando a marcação acontece online e a partir do home office. Outro benefício é a possibilidade de acesso ao banco de horas. Por meio do sistema, o colaborador acompanha os seus dados e sabe exatamente quantas horas ou dias tem a compensar ou receber. Essa funcionalidade facilita a negociação de folgas e de alterações de jornada, proporcionando uma gestão mais autônoma e eficiente do banco de horas.      

A Norber desenvolve sistemas que facilitam a gestão da frequência dos colaboradores, incluindo equipes remotas. O NewPonto Cloud armazena dados na nuvem, possibilitando o gerenciamento online da jornada. Já o NewMobile permite a marcação de ponto via smartphone, de qualquer lugar e em tempo real. Para conhecer as funcionalidades destas e outras soluções, visite www.norber.com.br e fale com a Área Comercial.

5 dicas de gestão para liderar no complexo mundo VUCA

Você sente que o jeito como costumava trabalhar já não rende como rendia? Acha que processos engessados o impedem de responder rapidamente às demandas de parceiros e clientes? Ou que impor autoridade não funciona com quem está em jornada remota? De fato, os parâmetros mudaram drasticamente e o mercado de trabalho está reinventando não só seu modo de operar como também sua própria cultura corporativa. O conceito VUCA, que explica o mundo volátil, incerto, complexo e ambíguo em que vivemos, ajuda a entender o atual cenário de transformações aceleradas no qual as ferramentas tecnológicas têm papel indispensável. Confira dicas para liderar neste ambiente de incertezas e se manter relevante no futuro.  

  1. Pense e aja rápido

Turbulências são passíveis de ocorrer a qualquer momento, como ficou demonstrado com a pandemia do coronavírus. É imperativo ser capaz de reagir adequadamente e em curto espaço de tempo. Por isso, companhias dos mais diversos segmentos têm adotado metodologias ágeis, que propõem reduzir burocracias e acelerar o desenvolvimento de produtos e serviços. Independentemente de qual técnica você escolher, tenha em mente que a agilidade pode ser decisiva para a sobrevivência do negócio.     

  1. Horizontalize a gestão

A liderança baseada em autoridade e hierarquia é coisa do passado. Sobretudo agora, com colaboradores em home office ou praticando a jornada híbrida, é necessário incentivar as equipes a trabalharem de forma interdependente, com todos colaborando pelo mesmo propósito. Delegue tarefas, dê autonomia, comunique expectativas, estabeleça metas e valorize o trabalho em equipe. Só assim você inspirará as pessoas a darem o melhor de si.    

  1. Seja flexível

Você consegue suportar a pressão ou sucumbe diante de qualquer imprevisto? Ser resiliente e flexível é imprescindível para se manter focado e enfrentar dificuldades que inevitavelmente surgem no dia a dia. Outra característica necessária nestes tempos de mudanças é a capacidade de aprender permanentemente. Para não ficar para trás e nem ser substituído, seja curioso, proativo e busque sempre conhecer áreas novas. 

  1. Automatize processos

Ninguém merece ter de realizar tarefas manuais e repetitivas quando há no mercado softwares que podem executar as mesmas operações com mais velocidade e eficiência, não é mesmo? Além de eliminar erros humanos, a automação de processos possibilita que seu time se dedique exclusivamente a questões estratégicas. Implemente sistemas e ferramentas tecnológicas disponíveis, como cloud computing e controle de frequência online, para ganhar agilidade, alavancar a produtividade e abrir vantagem competitiva.    

  1. Use os dados a seu favor

Em tempos de Big Data, ficar alheio às possibilidades que a análise de dados e o cruzamento de informações oferecem é desperdiçar a chance de compreender a realidade dentro e fora da empresa. Desde hábitos do consumidor digital até o controle da jornada do colaborador, use dados para enxergar com mais clareza situações complexas e traçar melhores estratégias. 

A Norber desenvolve sistemas que facilitam a gestão da frequência dos colaboradores, incluindo equipes híbridas e remotas. O NewMobile permite a marcação de ponto via smartphone, de qualquer lugar e em tempo real. Já o NewPonto Cloud armazena dados na nuvem, possibilitando o gerenciamento online da jornada. Para conhecer as funcionalidades destas soluções, visite www.norber.com.br e fale com a Área Comercial.

Planejamento 2021: o papel da liderança no “novo normal”

Frente aos desafios que o “novo normal” impõe às empresas, a capacidade de liderança dos gestores será decisiva na condução do planejamento estratégico em 2021. Para avançar na rota do crescimento e da inovação, é fundamental contar com profissionais capazes de lidar com situações adversas, tomar decisões rápidas e transmitir confiança, sem jamais perder os objetivos de vista. Saiba o que mais é esperado dos líderes corporativos no ano que se aproxima.

Resiliência e empatia

Líderes resilientes mantêm equilíbrio e foco, mesmo diante de imprevistos. Sobretudo em momentos de crise, é preciso ser adaptável e flexível para suportar a pressão, não permitindo que problemas alterem seu estado psicológico. Gestores com essa habilidade desenvolvida encaram os desafios com coragem e otimismo, mantendo a autoestima própria e da equipe. Outra habilidade preciosa é a empatia, capacidade de construir melhores relações interpessoais colocando-se no lugar do outro. 

Agilidade e uso de dados 

Em um mundo onde as mudanças acontecem em ritmo acelerado, sai na frente quem toma decisões rápidas e assertivas. A velocidade na entrega é uma demanda do mercado e existem metodologias ágeis que destravam burocracias e aceleram o fluxo do trabalho. Na era do Big Data, use dados disponíveis para orientar escolhas, direcionar estratégias, antecipar necessidades dos clientes e fazer uma melhor gestão de riscos. 

Espírito de inovação

Líderes conectados e antenados fazem da tecnologia uma alavanca para o crescimento da empresa. Cada vez mais, softwares que automatizam processos, sistemas de gestão e soluções em cloud computing são indispensáveis na inevitável corrida por competitividade. Coloque a transformação digital na lista de prioridades, dê um upskilling na força de trabalho e motive seu time a olhar o futuro, valorizando a inovação. 

Capacidade de gerenciar equipes remotas

Novos tempos exigem novos modelos de trabalho. Com o home office e a jornada híbrida se consolidando nas empresas, cabe aos líderes gerenciar equipes remotas com a máxima eficácia possível. Por meio do NewPonto Cloud, sistema de gestão de frequência em nuvem da Norber, o gestor pode fazer o controle de jornada dos colaboradores de maneira remota, com praticidade e agilidade. Outro ponto de atenção das lideranças é o engajamento das equipes que trabalham à distância. Para manter a produtividade em alta, seja uma fonte de inspiração, estabeleça relações de confiança, mantenha a comunicação aberta e estimule o trabalho colaborativo. 

Como líder, quais suas prioridades e estratégias para 2021? Conte-nos sua experiência e seus planos para atingir os objetivos de longo prazo.  

A Norber desenvolve softwares de controle de acesso e de frequência que facilitam a gestão da jornada de colaboradores presenciais e remotos. Para conhecer as funcionalidades do NewPonto Cloud, NewMobile e NewAcesso, visite www.norber.com.br e fale com a Área Comercial.

Economia compartilhada: como inserir a sua empresa nessa onda

O que os patinetes elétricos que invadiram as principais cidades do mundo têm a ver com o Uber ou o Airbnb? Todos fazem parte da chamada “economia compartilhada”, modelo de negócio que substitui a posse de um produto pelo uso ou aluguel do serviço. Segundo estudo da PwC, este segmento deverá movimentar mundialmente US$ 335 bilhões até 2025 – número 20 vezes maior do que em 2014, quando gerou US$ 15 bilhões em receitas.

Ainda que questões regulatórias imponham desafios ao setor, é inegável que a economia compartilhada é uma tendência que não pode ser ignorada. Enquanto companhias tradicionais tentam fazer frente ao novo tipo de concorrência, outras já não mais se perguntam se vale a pena embarcar nessa onda – mas sim como fazê-lo. E a resposta para empresas que querem desenvolver negócios na economia compartilhada passa inevitavelmente por investimento em tecnologia.

O desenvolvimento tecnológico facilitou a conexão entre quem oferece e quem demanda um produto ou serviço. O consumo colaborativo se beneficia de soluções mobile – e vale investir em plataformas intuitivas. Afinal, é através do smartphone que os clientes realizam suas compras, interagem com as marcas e acessam serviços mediados por aplicativos.

Os negócios realizados via ambiente digital demandam infraestrutura tecnológica e robusta capacidade de armazenamento. Neste sentido, as soluções em cloud computing se mostram boas aliadas, na medida em que oferecem mobilidade, redução de custos e segurança.

Também não se pode esquecer a análise de dados. É por meio do Big Data e da imensa quantidade de informações captadas em cadastros e via redes sociais que as empresas disruptivas conhecem o comportamento de compra de seus públicos e desenvolvem estratégias de marketing direcionadas, tornando a comunicação mais efetiva.

Eficiência operacional também é fundamental. A automação de processos, as soluções de mobilidade corporativa e os softwares integrados de gestão de frequência otimizam o tempo do colaborador e reduzem tarefas burocráticas, alavancando a produtividade e, consequentemente, os resultados dos negócios da economia compartilhada.

A Norber desenvolve sistemas de controle de acesso e de frequência alinhados aos novos modelos de negócios. O NewPonto Cloud é um software que integra o controle de ponto à folha de pagamento, mantendo dados armazenados na nuvem. Já o NewMobile possibilita a marcação de ponto via smartphone, de qualquer lugar e em tempo real. Para conhecer as funcionalidades destas soluções, visite www.norber.com.br e fale com a Área Comercial.

RH e tecnologia: conheça soluções que facilitam o dia a dia

A tecnologia está mudando a forma como as empresas fazem a gestão de pessoas. Inovações surgem todos os dias e quem é de RH precisa acompanhar as tendências geradas pela transformação digital. Atualmente, o mercado dispõe de diversas soluções que facilitam o dia a dia e, sobretudo, proporcionam mais eficiência às atribuições do setor, incluindo processos de recrutamento e seleção, controle de ponto e folha de pagamento, além de treinamento e avaliação de desempenho profissional. Saiba mais.

Cloud Computing

Os dados dos seus colaboradores já estão na nuvem? Se a resposta for negativa, é hora de investir nesta solução que armazena informações em servidores remotos, com segurança e sem ocupar espaço nos HDs internos. O controle de frequência em cloud computing permite que informações referentes a ponto, faltas e horas extras dos funcionários sejam atualizadas em tempo real e acessadas de qualquer lugar a partir de um notebook. É um recurso que facilita a gestão e garante agilidade à tomada de decisões.

Gamificação

A aplicação de práticas inspiradas no mundo dos games é cada vez mais recorrente no ambiente corporativo. O RH também tira proveito deste recurso com treinamentos e atividades organizacionais baseados na gamificação, estratégia que oferece recompensas em troca de ações. A ideia é, como nos jogos digitais, incentivar o colaborador a se engajar nas atividades, “avançar de nível” e cumprir metas coletivas e individuais.

Mobilidade corporativa

Videoconferência, redes de mensagens internas e ferramentas de mobilidade corporativa são tecnologias que otimizam a comunicação e o alinhamento das equipes em tempos de jornada remota e home office. Uma solução como o controle de ponto via smartphone garante flexibilidade às equipes, cujos colaboradores podem atuar de distintos lugares do país e do mundo.

Softwares de controle e gestão

Se seu RH deseja fazer mais em menos tempo é imprescindível automatizar processos administrativos repetitivos. O uso de softwares de gestão de frequência possibilita a integração do controle de ponto à folha de pagamento, tornando muito mais simples e eficiente a realização de tarefas operacionais de rotina.

Big Data

People Analytics é o termo do momento em RH. Isso porque o grande volume de dados disponíveis na rede ou coletados via softwares trazem informações importantes sobre a produtividade dos funcionários ou a aderência de candidatos em processos seletivos. No dia a dia, o Big Data permite melhorar a qualidade das contratações, medir o desempenho dos profissionais com mais precisão e até verificar padrões de turnover.

A sua empresa já utiliza alguns destes recursos tecnológicos? Conte-nos sua experiência sobre os benefícios da tecnologia para o aprimoramento das atividades do RH.

A Norber desenvolve softwares de controle de acesso e de frequência que modernizam rotinas do RH. Para conhecer as funcionalidades do NewPonto Cloud, do NewMobile e de outras soluções, visite www.norber.com.br e fale com a Área Comercial.