Organizações exponenciais e o que elas ensinam

Organizações exponenciais e o que elas têm a ensinar

Organizações Exponenciais – as “ExOs” – são empresas que, a exemplo de Uber, AirBnB ou Waze, se beneficiam da tecnologia, da informação e de uma rede de colaboradores externos para ganhar escala e crescer exponencialmente. Segundo Salim Ismail, Yuri van Geest e Michael Malone, fundadores do conceito, essas organizações têm alto potencial de inovação e são ao menos dez vezes melhores, mais rápidas e mais baratas que empresas tradicionais e lineares. Todas também têm um Propósito Transformador Massivo, ou seja, produzem soluções capazes de transformar nossos hábitos e costumes. Conheça outras características desta nova geração de empresas e prepare-se para fazer a transição do modelo linear para o exponencial.

Ativos alavancados

Até pouco tempo atrás, para ser considerada uma empresa sólida era necessário investir em máquinas e instalações. Uma organização exponencial, ao contrário, atua não na chave da escassez, mas na da abundância, tirando proveito de ativos já disponíveis. Em tempos de economia colaborativa e não-propriedade, a Uber se tornou a maior empresa de transporte do mundo sem possuir um único carro. Com a tecnologia, é possível detectar oportunidades, se tornar uma plataforma e alavancar negócios com menos recursos.

Algoritmos

Em boa parte, o sucesso das organizações exponenciais está ligado ao uso inteligente que elas fazem dos algoritmos. Aqui, estamos falando de Big Data e de um volume imenso de informações que permitem identificar tendências e entender as necessidades do cliente. Cada vez mais, o investimento em softwares e em análise de dados é imprescindível para a evolução dos negócios.

Estruturas desburocratizadas

Com estruturas organizacionais descentralizadas, transparentes e não-lineares, as organizações exponenciais conseguem reagir rapidamente às mudanças. Diferentemente de companhias tradicionais, cujas estruturas hierárquicas acabam contendo a inovação, as exponenciais estão abertas à experimentação e ao risco. De modo geral, não temem colocar um produto no mercado em um curto espaço de tempo, para evoluir conforme o feedback dos usuários.

Equipes sob demanda

A velocidade das mudanças exige novas relações de trabalho. Nas organizações exponenciais, as equipes trabalham sob demanda e em projetos específicos, sendo seus resultados avaliados por entregas, e não exatamente pelas horas passadas dentro da empresa. Em um mundo globalizado e hiperconectado, vale atuar com colaboradores remotos, implantar horários flexíveis e recrutar talentos de lugares diferentes do mundo, criando estruturas de trabalho colaborativas e horizontais.

A Norber é especialista em gestão de frequência e está alinhada às demandas por flexibilidade e mobilidade. O NewMobile é um aplicativo que permite a marcação de ponto remoto por meio de smartphone, de qualquer localidade e em tempo real. Para conhecer as funcionalidades do NewMobile e outras soluções de controle de frequência e acesso, visite www.norber.com.br e fale com a Área Comercial.