Gestão de benefícios: o que muda com o home office

Gestão de benefícios: o que muda com o home office

A experiência do home office em larga escala está fazendo as empresas repensarem o papel do escritório físico. Nas que consideram tornar a jornada remota a principal modalidade de trabalho, diversas adaptações precisam ser feitas, inclusive na política de benefícios. Afinal, o trabalho realizado de casa altera hábitos e gera outras necessidades – e cabe ao RH gerenciar o pacote de benefícios para evitar gastos desnecessários e, ao mesmo tempo, satisfazer as novas demandas dos colaboradores.  

Mudanças nos hábitos

Na medida em que os colaboradores não precisam se deslocar até o escritório, benefícios relacionados à mobilidade deixam de fazer sentido. Por isso, vale-transporte, auxílio-combustível e ônibus fretado são os primeiros da lista a serem repensados – e até mesmo suprimidos. 

Ao traçar uma nova política de benefícios, é fundamental considerar que alguns hábitos mudaram durante a pandemia. Quando os restaurantes estavam fechados e não se podia almoçar fora, o vale-alimentação ajudou a abater as despesas crescentes das famílias nos supermercados, sendo mais requisitado que o vale-refeição. A assistência médica, por sua vez, mantém o posto de benefício mais desejado – sendo também o mais disponibilizado pelas empresas. 

Vale lembrar que, dependendo do ramo de atividade da sua empresa, há obrigações que não podem ser alteradas ou suprimidas em razão de acordos previamente firmados com os sindicatos das categorias. Fique atento às exigências legais e, em caso de dúvida, consulte o departamento jurídico da companhia.  

Benefícios para o home office

No lugar de vale-transporte, entram em cena auxílios financeiros para custeio de despesas extras no home office, como contas de energia, telefone e internet. A disponibilização de computador e mobiliário ergonômico também é vital: garante que o funcionário tenha um ambiente adequado e devidamente equipado para a realização do trabalho à distância. 

Outro benefício valorizado é o banco de horas. Por meio de um sistema de controle de ponto, os funcionários podem administrar o volume de horas trabalhadas e, assim, compensar o tempo adicional usufruindo folgas programadas. 

E se o convênio com academias de ginástica já não é mais tão útil, que tal oferecer ginástica laboral de forma virtual? Visando melhorar a qualidade de vida dos colaboradores, algumas empresas passaram a oferecer apoio psicológico e aulas de meditação online. Outra ideia bem aceita é o auxílio-pet, para quem decide adotar um animalzinho. Sobretudo para quem vive sozinho, a companhia de um bicho de estimação reduz a sensação de isolamento e aumenta o bem-estar. 

Oferecer um bom pacote de benefícios é fundamental para motivar equipes e atrair os melhores profissionais do mercado. Como sua empresa está gerenciando os auxílios oferecidos? Quais novos benefícios foram incorporados na pandemia? 

A Norber desenvolve softwares que facilitam o controle de frequência dos colaboradores, incluindo dos que trabalham em home office. O NewPonto Cloud armazena dados na nuvem, possibilitando o gerenciamento online da jornada. Já o NewMobile permite a marcação de ponto via smartphone, de qualquer lugar e em tempo real. Para conhecer as funcionalidades destas soluções, visite www.norber.com.br e fale com a Área Comercial.