Obrigações trabalhistas: conheça mudanças para 2020

A sua empresa está pronta para cumprir as obrigações trabalhistas previstas para o início do ano? Algumas mudanças nas legislações exigem atenção do RH, pois impactam na folha de pagamento e nas obrigações junto ao governo. Fique de olho nas alterações e evite cometer irregularidades.

Atualizações do salário mínimo

O salário mínimo, que aumentou para R$ 1.039 em 1º de janeiro de 2020, passará a valer R$ 1.045,00 a partir de fevereiro. Por causa dos reajustes, os empregadores devem alterar os valores no e-Social, já que a atualização no sistema não ocorre automaticamente. Para quem recebe salário superior ao mínimo, reajustes salariais seguem estipulados entre empregador e empregado no contrato de trabalho, podendo acontecer em outra data e com outro percentual.

Fim da multa de 10% do FGTS

A Medida Provisória 905, que criou o Programa Verde e Amarelo, extinguiu a multa rescisória de 10% do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) paga pelo empregador ao governo a título de contribuição social nos casos de demissão sem justa causa. A Caixa Econômica Federal já disponibilizou em seu site as atualizações dos programas GRRF para geração de guias rescisórias sem cobrança dessa multa. Vale lembrar que a multa de 40% paga ao trabalhador demitido não foi alterada.

Novas tabelas de INSS

A Portaria Nº 914/2020 da Secretaria Especial de Previdência e Trabalho estabeleceu para 2020 duas tabelas de contribuição previdenciária, que é obrigatória e descontada mensalmente do salário do trabalhador com carteira assinada. Na primeira, relativa aos salários de janeiro e fevereiro, as alíquotas são de 8% para quem ganha até um salário mínimo; de 9% para remunerações entre um salário e R$ 3.050,52; e de 11% para ganhos entre R$ 3.050,53 e R$ 6.101,06 (teto).

Em razão da aprovação da Reforma da Previdência (Emenda Constitucional nº 103/2019), a partir de 1º de março entra em vigor uma nova tabela, com as novas alíquotas de contribuição. Elas serão: de 7,5% para até um salário mínimo; de 9% entre o mínimo e R$ 2.089,60; de 12% entre R$ 2.089,61 e R$ 3.134,40; e de 14% para remunerações entre R$ 3.134,41 e R$ 6.101,06. Porém, essas alíquotas serão cobradas de forma progressiva, ou seja, incidem sobre cada faixa de remuneração do segurado.

IRRF e DIRF

Depois de recolher a contribuição previdenciária, o empregador deve realizar o recolhimento do Imposto de Renda dos seus funcionários, o que também é obrigatório e mensal. Até o momento não houve reajuste, e os percentuais variam de 7,5% a 27,5%, dependendo do valor do salário. Trabalhadores que ganham até R$ 1.903,98 são isentos do imposto.

A Declaração do Imposto de Renda Retido na Fonte (DIRF), por sua vez, deve ser entregue até o dia 28 de fevereiro por meio do Programa Gerador de Declarações (PGD Dirf 2020), disponibilizado pela Receita Federal.

Novo calendário do eSocial

Os prazos para transmissão de informações ao eSocial foram prorrogados. A Portaria nº 1.419 estabeleceu o escalonamento da obrigatoriedade dos eventos periódicos (folha de pagamento) para as empresas do Grupo 3, formado por ME e EPP optantes pelo Simples, MEI, empregadores pessoas físicas (exceto domésticos) e entidades sem fins lucrativos. Para tais empresas, a obrigatoriedade começa a valer a partir de setembro, de acordo com o último dígito do CNPJ básico. Houve, também, alteração no cronograma de início dos eventos de Saúde e Segurança do Trabalhador (SST) para todos os grupos.

A Norber desenvolve softwares de controle de acesso e de frequência que auxiliam no gerenciamento e processamento das informações requeridas pelo eSocial. O NewPonto Cloud automatiza a folha de pagamento e permite a criação de uma nova rotina para verificar alterações de escala em períodos parametrizados. Para saber mais sobre as soluções que a Norber desenvolveu para o eSocial, visite www.norber.com.br e fale com a Área Comercial.

Lista de tarefas: hábito facilita a organização mental e aumenta a produtividade

Organizar o que deve ser feito no dia ou na semana é um método excelente para planejar a rotina e dar conta de todas as tarefas que precisamos entregar. Para isso, nada melhor que listas! Veja por que elas são imprescindíveis entre quem deseja aumentar a produtividade no trabalho e ser mais organizado na vida pessoal.

  1. Facilitam a organização mental

Listas ajudam a lembrar – ou a não esquecer. Com um formato que facilita a categorização, elas auxiliam a memorização e têm o poder de aliviar a carga mental. Com elas, paramos de nos preocupar com o que temos de fazer e passamos a nos concentrar no que está sendo feito. O resultado é mais foco nas atividades, que passam a ser realizadas de modo mais rápido e objetivo. Não por acaso pessoas bem-sucedidas adoram listas.

  1. Ajudam a priorizar tarefas

Depois de colocar tudo na lista, é hora de checar o que é mais importante e priorizar. Nem tudo é urgente e a definição de prioridades torna o planejamento eficaz. Definir prazos e estabelecer metas de curto, médio e longo prazos também são fundamentais para fazer uma boa gestão do tempo. Também vale dividir grandes projetos em pequenas etapas para garantir que todos os itens da lista sejam riscados.

  1. Evitam a procrastinação

Listas nos ajudam a encarar aquelas tarefas enfadonhas, que são sempre adiadas. No ambiente corporativo, a tendência é deixar para depois atividades repetitivas e que demandam tempo, como é o caso do processamento da folha de pagamento. Se este é o seu caso, comece a calcular reajustes salariais, faltas, horas extras… Ou então contrate um fornecedor de software de gestão de frequência. Atualmente, estes sistemas de controle de ponto não apenas automatizam a folha de pagamento como permitem o gerenciamento de dados online, com as informações mantidas na nuvem. É o tipo de investimento que reduz significativamente a lista de tarefas e dá agilidade ao processo.

  1. Funcionam para tudo

Independente do cargo ou função, podemos fazer listas para tudo: tarefas delegadas e que precisam ser acompanhadas, prós e contras para uma tomada de decisão, tópicos para uma reunião importante, ideias novas a serem trabalhadas. Afinal, nem só para resoluções de Ano Novo servem as listas. E você, já fez as suas? Costuma anotá-las no papel ou no celular? Como organiza suas tarefas no trabalho?

A Norber desenvolve sistemas de controle de acesso e de frequência que facilitam a gestão de pessoas. O NewPonto Cloud é um software de controle de ponto em nuvem que se integra aos principais fornecedores REP do mercado e automatiza a folha de pagamento. Para conhecer as funcionalidades desta solução, visite www.norber.com.br e fale com a Área Comercial.

Perspectivas para 2020: qualificação profissional e tecnologia estão na pauta dos empresários

Sete em cada 10 executivos brasileiros acreditam que 2020 será um ano positivo para os negócios, de acordo com pesquisa da consultoria Deloitte. O levantamento “Agenda 2020” revela que a maioria das empresas pretende realizar investimentos no próximo ano, focando em estratégias de crescimento para médio e longo prazos.

Presidentes, diretores e membros de conselhos de mais de 1300 empresas foram ouvidos no estudo. Para eles, independentemente do cenário econômico, são prioritários investimentos em novas tecnologias (74%), treinamento e formação de funcionários (73%), lançamento de novos produtos ou serviços (67%) e pesquisa e desenvolvimento (58%). Em caso de melhora da economia, o percentual de empresas que pretende investir em tecnologia e em qualificação de funcionários ultrapassa os 90%.

Estes números indicam que as organizações estão atentas às questões que irão impactar o mercado de trabalho em um futuro próximo. Novas tecnologias e aprimoramento do capital humano são entendidos como elementos decisivos para melhorar a competitividade em tempos de automação de processos e de transformação digital.

Em relação à manutenção de empregos, a pesquisa indica que a maioria das empresas pretende manter o atual quadro de funcionários, com ou sem substituições. A contratação de mão de obra está nos planos de 18% dos entrevistados, e este número sobe para 58% se o cenário econômico melhorar.

A qualificação é um fator crítico para a empregabilidade, já que os principais motivos para a diminuição ou substituição do quadro de funcionários são redução de custos, substituição por profissionais mais qualificados e robotização ou automação de processos.

Apesar de certo otimismo, o estímulo à atividade econômica requer ações de incentivo por parte do governo, principalmente através de iniciativas como geração de empregos, melhorias em logística e infraestrutura, além de maior abertura comercial com o exterior. As reformas tributária, administrativa e política, o combate à corrupção e a desburocratização também são demandas prioritárias na visão do empresariado.

Quais são as expectativas da sua empresa para 2020? Você pretende investir em tecnologia e automação de processos? Já escolheu um parceiro tecnológico para implementar as mudanças voltadas para o crescimento?

A Norber desenvolve sistemas de controle de acesso e de frequência que otimizam a gestão de pessoas. O NewPonto Cloud é um software de controle de ponto em nuvem que se integra aos principais fornecedores REP do mercado e automatiza a folha de pagamento. Para conhecer as funcionalidades desta solução, visite www.norber.com.br e fale com a Área Comercia

4 lições para aprender com as Gerações X e Baby Boomer

Eles nasceram antes do advento da Internet, tiveram de adaptar-se às transformações tecnológicas e têm muito a ensinar às gerações que recém ingressaram no mercado de trabalho. Conheça 4 lições que Baby Boomers e profissionais da Geração X podem agregar às equipes.

Dê valor ao trabalho

Para os mais velhos, o trabalho era a razão da vida. Extremamente dedicados às empresas, estes profissionais desenvolveram carreiras longas, às vezes abrindo mão da vida pessoal. Isso porque faziam o que gostavam. Hoje, essa turma sabe como poucos combinar qualidade de vida com suas características mais marcantes: comprometimento, pontualidade e lealdade. Como eles, encontre o seu propósito e dedique-se de corpo e alma ao seu trabalho, que também deve ser fonte de alegria e prazer.

Mantenha o foco

O mundo mudou e hoje é requisito ser multitarefas. No entanto, desenvolver múltiplas atividades ao mesmo tempo não significa ser disperso e tampouco atuar no piloto automático. A exemplo dos mais experientes, seja capaz de manter o foco e, principalmente, de desenvolver a capacidade analítica. Raciocínio, análise de variáveis e atenção aos detalhes são fundamentais para um trabalho consistente.

Não desista

Diferentemente das atuais gerações imediatistas, baby boomers e profissionais da geração X sabem que as conquistas são resultado de esforço e se concretizam, na medida em que o tempo agrega conhecimento à carreira. Por entender que virar presidente da companhia não acontece da noite para o dia, cultivam a persistência, aprendem com os erros e não desistem diante da primeira barreira. Como eles, seja persistente, mostre serviço e conquiste o seu espaço.

Aprenda a adaptar-se

Quem tem seus 30 ou 40 anos de carreira viu a tecnologia transformar completamente o ambiente de trabalho. Do telex ao smartphone, essa turma precisou aprender continuamente e, sempre se adaptando às novas ferramentas, tem sido capaz de reinventar-se para atender novas demandas corporativas. Para seguir avançando, inclua a automação de processos na sua rotina e faça da tecnologia um aliado no dia a dia.

A Norber desenvolve softwares de controle de acesso e de frequência alinhados às tendências do mercado de trabalho. O NewPonto Cloud é um sistema de controle de jornada na nuvem que automatiza a folha de pagamento e se integra ao NewMobile, aplicativo para marcação de ponto à distância, via smartphone. Para conhecer as funcionalidades destas soluções, visite www.norber.com.br e fale com a Área Comercial.

5 dicas para melhorar a produtividade no começo da semana

A segunda-feira não é o dia mais adorado da semana, mas pode ser o mais produtivo. Para muita gente, começar bem a semana impacta diretamente no restante dela. Confira estas dicas para aumentar a produtividade com organização do tempo e uso de softwares de gestão, alavancando resultados positivos.

  1. Encare como um recomeço

Que tal encarar a segunda-feira como uma oportunidade de construir algo novo? Ao invés reclamar, encha-se de otimismo e veja o começo da semana como uma nova chance de realizar mudanças, colocar um plano em prática e concretizar algo diferente. Detalhe: motivação é contagiante. Líderes que mantém o astral elevado inspiram quem está ao redor, engajando o restante do time.

  1. Organize as tarefas antecipadamente

Planejamento é essencial para o alcance de metas. Por isso, vale dedicar um tempo à organização da agenda, priorizando as atividades e os compromissos. Faça uma lista de tarefas e determine prazos para a execução de cada uma delas. Cumprindo deadlines diários e semanais, você termina o que começou e pode então encarar novas atribuições.

  1. Proteja o período mais produtivo

A maioria das pessoas rende mais no período anterior ao almoço. Se este é o seu caso, dedique suas manhãs para as atividades prioritárias e que exigem maior concentração, evitando distrações e tarefas de mais fácil execução. A ideia é identificar as horas mais produtivas e usá-las da melhor forma possível, fazendo o que realmente importa.

  1. Gerencie o tempo

Deixe a procrastinação de lado, gerencie seu tempo e tenha cuidado com falsas urgências. Para otimizar o dia, também vale usar softwares e outros recursos que automatizam tarefas repetitivas. Um sistema de gestão de frequência, por exemplo, permite realizar o controle de jornada dos colaboradores com mais agilidade e eficiência, reduzindo o tempo gasto com o fechamento da folha de pagamento.

  1. Repita os bons hábitos

A melhor recompensa por um trabalho bem feito é tê-lo feito. Tem algo mais gratificante que a sensação de atingir um objetivo? Quando no fim do expediente sua lista de tarefas estiver completa, analise quais atitudes o ajudaram a ser mais produtivo e repita-os no dia seguinte. É cultivando os bons hábitos que se alcança melhores resultados.

A Norber desenvolve sistemas de controle de acesso e de frequência que melhoram a produtividade no ambiente corporativo. O NewPonto Cloud é um software de controle de jornada na nuvem que automatiza a folha de pagamento, proporcionando agilidade ao RH. Para conhecer as funcionalidades desta solução, visite www.norber.com.br e fale com a Área Comercial.

Soft skills: competências interpessoais do profissional moderno

Soft skills são as competências socioemocionais. Em tempos de negócios disruptivos, em que a evolução tecnológica acelera o ritmo das mudanças, estas habilidades baseadas na inteligência emocional ajudam a formar profissionais mais preparados para a conquista de resultados. Conheça algumas das soft skills mais valorizadas no mercado de trabalho, tão ou mais importantes quanto um currículo turbinado de conhecimentos técnicos:

Cabeça de hiperlink

Ter visão sistêmica da empresa e ser capaz de fazer conexões entre diversas matérias é fundamental em um mundo conectado, não-linear e pouco previsível. Ter cabeça de hiperlink significa agir como um “nexialista”, profissional que congrega pontos de vistas não relacionados e sabe onde buscar informações para criar soluções.

Customer centricity

A estratégia de colocar o cliente no centro do negócio está alinhada à capacidade de identificar necessidades – ou dores – de modo preditivo, antecipando demandas que, muitas vezes, o cliente nem sabe que existem. Para entregar soluções com este nível de valor agregado, é necessário conhecer tendências e as variáveis que podem gerar impactos em médio e longo prazos.

Lifelong learning

O conceito de “lifelong learning”, ou aprendizado ao longo da vida, é o novo mantra do mundo corporativo. A ideia é buscar atualização permanente, adquirindo conhecimentos para encarar novos desafios de modo automotivado e espontâneo, independentemente de modelos convencionais de educação.

Gestão da ansiedade

O autocontrole emocional e a habilidade para gerir a ansiedade em cenários de cobrança são altamente desejáveis em um mercado de trabalho cada vez mais competitivo. Resiliência é palavra de ordem para lidar com problemas, adaptar-se a mudanças, superar obstáculos e resistir à pressão em situações adversas.

Habilidade comunicacional

A escuta ativa e a capacidade de manter uma comunicação clara e eficiente são fundamentais para o trabalho em equipe, principalmente em ambientes que cultivam a diversidade e a interdisciplinaridade. A habilidade comunicacional é um aspecto fundamental para fortalecer a cultura de inovação e de colaboração.

A Norber desenvolve sistemas de controle de acesso e de frequência alinhados às tendências do mercado de trabalho. O NewPonto Cloud é um software de controle de jornada na nuvem que automatiza a folha de pagamento e se integra ao NewMobile, aplicativo para marcação de ponto à distância, via smartphone. Para conhecer as funcionalidades destas soluções, visite www.norber.com.br e fale com a Área Comercial.

Employee Experience: a experiência do colaborador no foco do RH

O termo Employee Experience (EX) nunca esteve tão em alta. Depois do Customer Experience (CX), que colocou o cliente no centro das atenções, agora é a vez da experiência do funcionário ser o foco de empresas que desejam destacar-se em um mercado cada vez mais competitivo.

Diante do desafio de engajar e reter talentos em ambientes de trabalho multigeracionais, o RH passa a atuar como designer de experiências, fomentando iniciativas para a construção de uma vivência de trabalho significativa para os colaboradores – tanto nos meios físico e cultural como tecnológico. A prioridade é impactar positivamente o resultado da organização através de profissionais satisfeitos e altamente motivados. Conheça os benefícios desta abordagem e saiba como colocá-la em prática:

Conheça seus funcionários

Quer implantar o conceito de Employee Experience na sua empresa? O primeiro passo é escutar seus funcionários e entender que as gerações millennial e centennial têm expectativas, motivações e formas de interagir diferentes de quem já possui um currículo extenso. Para traçar o perfil dos profissionais que nasceram com o smartphone na mão, vale aplicar uma pesquisa de clima e, a partir daí, desenvolver programas que combinem os propósitos deles aos da empresa. Jornadas do tipo home office, com controle de ponto à distância, vêm de encontro aos desejos de flexibilidade e autonomia das novas gerações.

Promova um ambiente de trabalho inspirador

Um lugar organizado, bonito e dinâmico é extremamente eficiente para a construção de uma experiência profissional positiva. No entanto, mais que espaços físicos adequados e descontraídos, um ambiente de trabalho realmente inspirador é aquele que promove a colaboração, inclui a diversidade e é capaz de despertar no profissional o desejo de fazer mais e melhor. Uma cultura organizacional focada na valorização de seus recursos humanos é estímulo para a criatividade e a inovação.

Forneça a melhor experiência digital possível

Um dos segredos da abordagem Employee Experience é tratar o funcionário como cliente e proporcionar-lhe uma experiência digital completa, similar à que ele tem no dia a dia. Se comprar com poucos cliques já faz parte da nossa rotina, por que não fazer com que a execução de tarefas na empresa seja igualmente fácil, rápida e memorável? Ao destravar amarras investindo em tecnologia e na automação de processos, seu negócio ganha agilidade, aumenta a produtividade e eleva a satisfação profissional no ambiente de trabalho.

Incentive o desenvolvimento profissional

Além de salário e benefícios condizentes com o cargo, cada vez mais as pessoas buscam experiências de trabalho que aliam crescimento profissional e conexão com valores pessoais. Por isso, os líderes que estimulam o desenvolvimento de competências e fornecem feedback contínuo são decisivos para a construção de uma vivência de trabalho significativa. O bom relacionamento com o líder direto, aliás, é fator determinante para a redução das taxas de turnover e absenteísmo.

A sua empresa tem se esforçado em criar uma experiência positiva para os colaboradores? Conte-nos suas iniciativas para a melhoria do engajamento e da retenção de talentos.

A Norber desenvolve sistemas de controle de acesso e de frequência alinhados às tendências do mercado de trabalho. O NewPonto Cloud é um software de controle de jornada na nuvem que automatiza a folha de pagamento e se integra ao NewMobile, aplicativo para marcação de ponto à distância, via smartphone. Para conhecer as funcionalidades destas soluções, visite www.norber.com.br e fale com a Área Comercial.

5 erros comuns na gestão de projetos de TI e como driblá-los

A decisão de implementar um novo software é sempre vista com otimismo nas empresas. Afinal, contar com tecnologia para otimizar processos significa, no fim do dia, aumentar a produtividade das equipes e a competitividade do negócio. No entanto, as coisas nem sempre acontecem do jeito que a liderança gostaria. A falta de planejamento infelizmente acaba fazendo com que os projetos levem mais tempo para sair do papel ou custem mais do que o previsto. Conheça 5 erros comuns em gestão de projetos de TI e saiba como evitá-los.

  1. Planejamento equivocado

O planejamento evita alterações intermináveis no projeto, retrabalho e atrasos que comprometem o custo-benefício calculado. Por isso, que tal primeiro reunir as áreas que se beneficiarão com a tecnologia a ser implantada para verificar suas reais demandas e alinhar as expectativas? A introdução de um sistema de controle de acesso, por exemplo, exige envolvimento de gestores de RH, TI e segurança. Somente conhecendo as necessidades da sua empresa, será possível desenvolver ou até mesmo customizar um sistema que, de fato, proporcione resultados positivos.

  1. Falta de conhecimento de rotinas

Projetos de TI são complexos e frequentemente podem impactar diversas áreas da companhia. Para mitigar riscos e evitar a interrupção do fluxo de trabalho é necessário avaliar processos, metas e normas das áreas potencialmente afetadas e do negócio como um todo. A avaliação criteriosa de rotinas permite desenvolver mecanismos para aplicar mudanças sem comprometer as tarefas do dia a dia.

  1. Deixar de contar com parceiros especialistas

Em muitos casos, a contratação de uma empresa especializada é o modo mais eficiente, seguro e barato de investir em tecnologia. Além de expertise no desenvolvimento de softwares, parceiros especialistas podem criar soluções customizadas, executar a implantação com agilidade e fornecer suporte técnico. Além disso, são capazes de reconhecer incompatibilidades com ferramentas já em uso e realizar correções e ajustes antecipadamente.

  1. Falta de liderança e comunicação deficitária

Independentemente do software introduzido, é fundamental que os projetos de TI sejam geridos por profissionais experientes e comprometidos. A liderança tem papel decisivo para o cumprimento do cronograma e o alcance dos objetivos com a qualidade requerida. A gestão eficiente também requer comunicação efetiva, seja para lidar com a equipe interna responsável pela execução ou com o fornecedor de tecnologia.

  1. Não realizar o treinamento da equipe

Deixar de realizar o treinamento da equipe pode colocar todo o esforço a perder. A instrução dos usuários sobre os recursos e funcionalidades da nova aplicação potencializa o uso do sistema implantado, tornando as rotinas mais ágeis e integradas. Consequentemente, o retorno do investimento será mais rápido e efetivo.

A Norber desenvolve softwares de controle de acesso e de frequência que promovem melhorias nos processos de gestão de pessoas. O NewAcesso, sistema para gerenciamento de ambientes que demandam segurança, é compatível com catracas dos principais fabricantes e integrável ao NewPonto Cloud, software de controle de ponto na nuvem. Para conhecer as funcionalidades destas soluções, visite www.norber.com.br e fale com a Área Comercial.

4 lições de liderança para observar no filme “O Rei Leão”

Com inspiração shakespeariana, “O Rei Leão” é um clássico da Disney. Na releitura live-action, os animais hiper-realistas emocionam até mesmo a turma que curtiu o desenho na infância. Mas, além do impressionante visual criado por computação gráfica, o filme apresenta lições de liderança para profissionais da “selva” corporativa. Conheça ensinamentos da história que já levou milhões de expectadores aos cinemas em todo o mundo. Atenção: contém spoiler.

Líderes reconhecem e valorizam

Mesmo estando no topo da cadeia alimentar, o Rei Mufasa explica ao seu filho e legítimo sucessor Simba, que todos na selva têm um papel no círculo da vida. As empresas funcionam de modo similar: cada colaborador desempenha uma função na engrenagem e é reconhecendo o potencial de cada pessoa que se fortalece o espírito de equipe.

Líderes seguem em frente

Quanto maiores as suas responsabilidades, maiores são os desafios. Pois a expressão Hakuna Matata, que significa “não se preocupe” no dialeto africano suaíle, pode ser encarada como a capacidade de manter o otimismo mesmo diante de problemas. Na vida e no trabalho, é fundamental aprender com as adversidades, libertar-se do que ficou para trás e seguir em frente.

Liderança é resultado de exemplo (e não de posição)

Mufasa fala e se comporta como rei. Na selva, todos lhe são leais porque ele conhece suas responsabilidades e limites, inspirando confiança. O irmão usurpador Scar, por sua vez, não tem seu reinado reconhecido porque governa a partir de cima, sempre impondo ameaças e espalhando medo. Moral da história: liderança não tem a ver com cargo ou posição hierárquica, mas sim em se tornar um exemplo a ser seguido.

Líderes escutam, aprendem e ensinam

Ao longo de sua jornada, Simba aprende valiosas lições com Mufasa, Rafiki, Timon e Pumba. Graças aos conselhos do pai e dos amigos, ele assume seu lugar de direito e torna-se um grande líder. Como gestor, adote o conceito de “lifelong learning”, aprenda a escutar e busque adquirir novas habilidades. Líderes também são mentores generosos: instruem, orientam e, tal como o rei Leão, transmitem seus conhecimentos aos mais jovens.

A Norber desenvolve sistemas de controle de acesso e de frequência que promovem melhorias nos processos de gestão de pessoas. O NewPonto Cloud é um software que automatiza o controle de ponto e o integra à folha de pagamento, facilitando o dia a dia do RH. Para conhecer as funcionalidades desta solução, visite www.norber.com.br e fale com a Área Comercial.