Voluntariado corporativo: fazer o bem está em alta nas empresas

Ajudar o outro é uma atitude solidária que traz benefícios não só para quem é ajudado, mas também para quem ajuda. Saber que a sua atitude pode fazer a diferença na vida de outra pessoa gera grande satisfação, é recompensador, mas para muitas pessoas a falta de tempo costuma ser um impeditivo. A boa nova é que um número maior de empresas vem fomentando a ajuda ao próximo através do voluntariado corporativo.

Dentro e fora do ambiente de trabalho, organizações de todos os portes e segmentos estão cada vez mais abraçando causas – ambientais, sociais ou de diversidade. São diversas as possibilidades de voluntariado corporativo, desde ações pontuais ou recorrentes junto a ONGs até plantio de árvores e campanhas de arrecadação de roupas, alimentos ou brinquedos.

Para ter efetividade e gerar impactos positivos na sociedade, é importante que os apoios estejam alinhados ao propósito da organização e, sobretudo, que sejam estruturados e planejados. De nada adianta escolher projetos ou entidades idôneos se não houver o engajamento dos colaboradores. Por isso, é preciso que a empresa incentive a participação e forneça ferramentas que viabilizem a ação. Disponibilizar transporte até o local da atividade, por exemplo, é um facilitador que possibilita o envolvimento em maior escala.

Os benefícios são inúmeros. Ganham as comunidades ou grupos sociais vulneráveis, que têm suas necessidades atendidas. Ganham os funcionários, que ampliam suas visões de mundo, praticam a empatia, estabelecem conexões emocionais e desenvolvem novas habilidades. Já para a empresa, o investimento em responsabilidade social corporativa se traduz em funcionários mais motivados e na melhoria da reputação junto à sociedade e aos clientes.

A sua empresa pratica o voluntariado corporativo? Conte-nos a sua experiência em ajudar o próximo e como esta ação reflete benefícios para o negócio.

A Norber desenvolve sistemas de controle de acesso e de frequência alinhados às tendências do mercado corporativo. O NewPonto Cloud é um software que automatiza a gestão do controle de ponto e moderniza operações do dia a dia. Para conhecer as funcionalidades desta solução, visite www.norber.com.br e fale com a Área Comercial.

Cibersegurança: a importância da proteção na era da informação

Em tempos de transformação digital, organizações de todos os portes e segmentos devem estar atentas ao outro lado da moeda: a ameaça de ataques cibernéticos. Os softwares, redes e sistemas da sua empresa estão realmente seguros? Devido ao crescente aumento de crimes digitais, a cibersegurança virou tema prioritário na pauta dos gestores.

Cibersegurança são as ações e técnicas empregadas para a proteção de sistemas, infraestrutura de redes, programas e equipamentos. Na prática, visa coibir invasões, ataques a servidores e propagação de códigos maliciosos, garantindo que dados importantes e sigilosos não vazem e nem sejam violados. Abrange softwares, redes, hardwares e toda a infraestrutura tecnológica, prevenindo riscos de roubo ou fraude da informação digital que é processada, armazenada e transportada por sistemas interligados.

Com os avanços tecnológicos cada vez mais incorporados à rotina das empresas, aumenta a exigência de cuidados extras com a segurança da informação. Neste contexto, o investimento em cibersegurança é fundamental. Equipes de TI, juntamente com fornecedores de softwares parceiros, devem estar atentos a vulnerabilidades, buscando agir antecipadamente para evitar que prejuízos ocorram por falta de proteção adequada.

Além de reforçar a utilização de antivírus, fazer cópias de segurança e manter os softwares atualizados, os especialistas recomendam que os sistemas adotados contenham recursos como criptografia e assinatura digital. Na batalha contra ciberataques, é importante incluir a segurança na estratégia organizacional.

A Norber desenvolve sistemas de controle de acesso e de frequência alinhados à necessidade de proteção de dados. O NewPonto Cloud, software que automatiza a gestão do controle de ponto, dispõe de conexão criptografada para garantir a segurança do acesso via web, além de um banco de dados blindado e atrelado ao servidor. Para conhecer as funcionalidades desta solução, visite www.norber.com.br e fale com a Área Comercial.

Contratação temporária x intermitente: conheça as diferenças

Com o fim do ano se aproximando, indústria, comércio e serviços já começam a reforçar equipes para alavancar a produção e as vendas no Natal. Segundo estimativa da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), 91 mil temporários devem ser contratados para atender ao aumento sazonal neste fim de ano, número 4% maior em relação ao registrado em 2018. Além do temporário, outra modalidade de contração permitida na legislação brasileira é a intermitente. Ambas exigem registro em carteira de trabalho, garantindo direitos trabalhistas. Conheça as diferenças:

Trabalho temporário

É o contrato mais comum, sendo permitido para cobrir o aumento de demandas sazonais ou para a substituição temporária de colaboradores (como licença-maternidade ou férias). A contratação acontece via intermediação de agência especializada em temporários, que se encarrega da anotação na carteira, bem como do pagamento do salário, das férias proporcionais e do recolhimento de FGTS e INSS. O tempo do contrato não pode passar de 180 dias, sendo possível a renovação por mais 90 dias. A remuneração é equivalente à dos profissionais da mesma categoria da empresa – e nunca inferior ao salário mínimo. Vale lembrar que a contratante é coresponsável pela contratação, isto é, responde solidariamente em caso de problemas judiciais. Por lei, o colaborador não recebe aviso prévio e multa rescisória por demissão sem justa causa.

Trabalho intermitente

A modalidade passou a ser permitida após a entrada em vigor da reforma trabalhista, em 2017. Diferentemente do temporário, quem se encarrega do registro em carteira é a empresa contratante – isto é, não há terceirização da mão de obra. É válido para quando a demanda é variável e não contínua. O trabalhador é convocado pelo empregador somente quando houver necessidade, sem carga horária mínima. A convocação tem de ser feita antecipadamente, com no mínimo três dias, e o colaborador pode não atender ao chamado sem que isso caracterize rompimento do contrato. O valor da hora de trabalho deve ser estabelecido em contrato e não pode ser menor que o de outros funcionários que realizam a mesma função na empresa. São direitos do intermitente: férias, 13º salário, FGTS e INSS proporcionais ao tempo trabalhado.

A sua empresa contratará temporários ou intermitentes no fim do ano? Vale conversar com o RH e o departamento jurídico da empresa para decidir sobre a modalidade de contratação mais adequada e eficiente para suas demandas sazonais.

A Norber desenvolve sistemas de controle de acesso e de frequência para a marcação de horários de entrada e saída dos funcionários, auxiliando na gestão de frequência dos colaboradores. Para conhecer as funcionalidades do NewPonto Cloud e de outras soluções, visite www.norber.com.br e fale com a Área Comercial.

Dores do crescimento: como enfrentar o problema e avançar de modo estruturado

Crescer é o objetivo de toda empresa, certo? Porém, nem todas se preparam para isso e, na medida em que expandem e ganham mercado, as reclamações dos clientes aumentam, o turnover cresce e a lucratividade cai, mesmo com a melhoria das vendas. Se a sua organização está passando por problemas desse tipo, é sinal de que está sofrendo as “dores do crescimento”.

Neste caso, é hora de realizar uma análise profunda da gestão e realizar ajustes para que o negócio volte a crescer de modo sustentável e estruturado. Confira nossas dicas para que o processo de crescimento seja menos doloroso:

Capacite e desenvolva lideranças

Não tem como escapar: para ganhar escala, toda empresa precisa se profissionalizar. Em parte, o processo de profissionalização passa pelo investimento em capital humano – afinal, sobrecarga e falta de capacitação geram queda na produtividade. Mas não basta apenas contratar. Para ter um time de fato engajado com o crescimento, recrute as pessoas certas para os cargos, treine colaboradores e, sobretudo, desenvolva lideranças.

Invista em tecnologia

Em geral, os problemas surgem em decorrência da lacuna entre a estrutura existente e a que seria necessária para acompanhar o desenvolvimento. Para suportar o novo tamanho, aposte na inovação e invista em tecnologias que sustentem as necessidades de produtividade das equipes. Softwares de controle de acesso e de jornada, por exemplo, automatizam tarefas e proporcionam mais agilidade aos processos, gerando ganhos de eficiência.

Fortaleça a cultura organizacional

Com o aumento da demanda e do nível de exigência, muitas organizações passam a apenas “apagar incêndios” e acabam se distanciando do seu propósito inicial. De repente, a mão do dono já não está mais presente e a qualidade cai. Para retomar o controle e evitar desvios, fortaleça a cultura organizacional e deixe claro aos colaboradores qual é o caminho a seguir. Os objetivos estratégicos de crescimento devem estar sustentados em valores, então reforce a comunicação interna, escute os clientes e lembre-se que a sua empresa deve atender uma necessidade real do mercado.

A Norber desenvolve sistemas de controle de acesso e de frequência que ajudam organizações a crescerem de modo sustentável. O NewPonto Cloud é um software de controle de jornada na nuvem que automatiza a folha de pagamento e facilita tarefas operacionais do RH. Para conhecer as funcionalidades desta solução, visite www.norber.com.br e fale com a Área Comercial.

4 tendências em Design de Escritórios que impactam na produtividade

Os espaços de trabalho tornaram-se um importante fator de atração e retenção de talentos. Diante da possibilidade de trabalho remoto e “office anywhere”, empresas em todo o mundo têm se esforçado em criar escritórios mais atrativos para os seus profissionais. Esta mudança, impulsionada pelas start-ups de tecnologia, também vem ganhando adeptos entre empresas tradicionais que entendem que o espaço físico impacta no bem-estar e na produtividade do colaborador. Confira 4 tendências em projetos arquitetônicos e design de interiores para escritórios corporativos:

  1. Open space

O layout flexível e aberto, sem paredes internas ou grandes divisórias, visa promover a integração e a troca de ideias. Neste formato, as relações são menos hierarquizadas e a comunicação das equipes é facilitada. O desafio pode ser a falta de privacidade – e, para isso, muitos projetos preveem áreas adequadas para cada atividade, desde ambientes privativos para ligações e pequenas salas de reuniões.

  1. Amenities e facilities

Pensando na satisfação dos funcionários, é cada vez mais frequente nos escritórios modernos a presença de áreas de lazer e descompressão. Lounges para descanso equipados com uma mesa de bilhar fazem a cabeça dos millennials, assim como serviços de academia de ginástica e salão de beleza integrados à sede. Bicicletário e vestiário são conveniências valorizadas frente às novas tendências em mobilidade urbana.

  1. Conexão e tecnologia

Com o crescente uso de tecnologia, as estações de trabalho devem estar preparadas para suportar incrementos tecnológicos. Visando aprimorar a agilidade e manter o fluxo de trabalho, os investimentos recaem em aplicativos mobile e em sistemas que automatizam tarefas e permitem o compartilhamento remoto de arquivos.

  1. Sustentabilidade

A sustentabilidade do espaço físico também impacta a experiência do colaborador, cada vez mais ligado a questões como eficiência energética, reciclagem e uso consciente de recursos. Nesse sentido, os chamados prédios “verdes”, construídos para operarem de acordo com processos ambientalmente responsáveis ​​e eficientes, reforçam o compromisso das empresas com o tema.

A Norber desenvolve sistemas de controle de acesso e de frequência alinhados às tendências do mercado de trabalho. O NewPonto Cloud é um software de controle de jornada na nuvem que automatiza a folha de pagamento e se integra ao NewMobile, aplicativo para marcação de ponto à distância, via smartphone. Para conhecer as funcionalidades destas soluções, visite www.norber.com.br e fale com a Área Comercial.

Ética: o que é e a importância deste valor nas empresas

Do grego “ethos”, a palavra ética está ligada ao conjunto de valores e princípios que orienta o comportamento do ser humano na sociedade. Ao longo da história, diversos filósofos se debruçaram sobre caráter, moral e noções de certo e errado para compreender o assunto, mas o fato é que tanto na sociedade como nas empresas existem normas que devem ser seguidas para a harmonia e a segurança do grupo.

No mundo corporativo, a ética deve ser uma prioridade e um valor tanto institucional quanto individual. Na prática, ela se traduz no modo como a empresa se porta em relação à sociedade e aos seus próprios membros, assim como na conduta individual dos seus colaboradores.

Empresas que têm a ética na sua cultura corporativa entendem que as boas práticas criam relações de confiança e geram benefícios em longo prazo. Por isso, instituem normas de conduta para guiar comportamentos e estabelecem mecanismos de controle, como auditorias e sistemas antifraude, visando coibir fraudes, práticas inadequadas e atitudes moralmente condenáveis.

Implantadas de cima para baixo, essas normas são disseminadas para todos os profissionais e passam a orientar suas atitudes. Desta forma, quem não age de acordo com os princípios estabelecidos pela empresa está descumprindo a orientação institucional e fica sujeito a sanções, inclusive demissão por justa causa.

A sua empresa tem a ética como um valor institucional? Quais normas e mecanismos de controle ajudam a orientar os profissionais a terem uma conduta adequada?

A Norber desenvolve softwares de controle de acesso e de frequência que ajudam a coibir fraudes nas empresas. O NewPonto Cloud é um sistema de controle de jornada desenvolvido para impedir a manipulação das marcações de horários e datas originais, com conexão criptografada e banco de dados blindado e atrelado ao servidor. Para conhecer as funcionalidades desta solução, visite www.norber.com.br e fale com a Área Comercial.

Indicadores de RH: conheça métricas para avaliar resultados e alavancar a performance

Mensurar resultados é o melhor modo de avaliar a gestão de uma empresa. Como um termômetro, os indicadores de RH permitem entender o que está dando certo ou errado, definir objetivos futuros e realizar ajustes para alavancar a performance da organização. Conheça as principais métricas e desenvolva uma estratégia focada em resultados.

Índice de rotatividade

O turnover indica a quantidade de contratações e demissões da empresa. A rotatividade elevada gera inúmeros transtornos, como custos com rescisão e contratação de novos profissionais, queda na produtividade e perda de talentos. Pode estar associado a fatores como falta de efetividade nos processos de recrutamento e seleção, baixa atratividade em relação à concorrência e problemas de relacionamento com o gestor.

Taxa de absenteísmo

Mede atrasos, faltas e saídas antecipadas de um colaborador. Para fazer o cálculo da taxa de absenteísmo, basta dividir as horas não trabalhadas pelas efetivamente trabalhadas vezes 100. Se for alta, demonstra a falta de interesse do colaborador ou indica problemas, que podem ser tanto externos quanto internos. Softwares de controle de jornada permitem ter os dados de atrasos e faltas sempre à mão, e sem erros.

Head count

É o número total de colaboradores da empresa. O seu aumento ao longo do tempo indica crescimento, enquanto quedas abruptas podem mostrar problemas ou mudanças de rumo. A estratificação em escolaridade, gênero, idade e faixa salarial garante uma visão mais ampla da situação organizacional.

Pesquisa de clima

É um indicador mais subjetivo e seu objetivo é avaliar a satisfação do colaborador. Normalmente é feito a partir de pesquisa qualitativa que inclui questões acerca do relacionamento com os gestores, comunicação interna, perspectivas futuras, envolvimento com as tarefas, além de percepção sobre o ambiente de trabalho e benefícios. Quanto melhor o clima organizacional, maior o engajamento do colaborador.

ROI em treinamentos

A Taxa de Retorno de Investimento (ROI) relaciona os valores investidos em capacitações aos resultados efetivamente alcançados, como redução de falhas e acidentes. A ideia é avaliar de maneira concreta o impacto dos treinamentos sobre a produtividade das equipes.

A Norber desenvolve softwares de controle de acesso e de frequência que ajudam o RH a avaliar a gestão da empresa. O NewPonto Cloud é um sistema de controle de jornada na nuvem que fornece inúmeros dados sobre a jornada de trabalho dos colaboradores e automatiza a folha de pagamento. Para conhecer as funcionalidades destas soluções, visite www.norber.com.br e fale com a Área Comercial.

4 lições para aprender com as Gerações X e Baby Boomer

Eles nasceram antes do advento da Internet, tiveram de adaptar-se às transformações tecnológicas e têm muito a ensinar às gerações que recém ingressaram no mercado de trabalho. Conheça 4 lições que Baby Boomers e profissionais da Geração X podem agregar às equipes.

Dê valor ao trabalho

Para os mais velhos, o trabalho era a razão da vida. Extremamente dedicados às empresas, estes profissionais desenvolveram carreiras longas, às vezes abrindo mão da vida pessoal. Isso porque faziam o que gostavam. Hoje, essa turma sabe como poucos combinar qualidade de vida com suas características mais marcantes: comprometimento, pontualidade e lealdade. Como eles, encontre o seu propósito e dedique-se de corpo e alma ao seu trabalho, que também deve ser fonte de alegria e prazer.

Mantenha o foco

O mundo mudou e hoje é requisito ser multitarefas. No entanto, desenvolver múltiplas atividades ao mesmo tempo não significa ser disperso e tampouco atuar no piloto automático. A exemplo dos mais experientes, seja capaz de manter o foco e, principalmente, de desenvolver a capacidade analítica. Raciocínio, análise de variáveis e atenção aos detalhes são fundamentais para um trabalho consistente.

Não desista

Diferentemente das atuais gerações imediatistas, baby boomers e profissionais da geração X sabem que as conquistas são resultado de esforço e se concretizam, na medida em que o tempo agrega conhecimento à carreira. Por entender que virar presidente da companhia não acontece da noite para o dia, cultivam a persistência, aprendem com os erros e não desistem diante da primeira barreira. Como eles, seja persistente, mostre serviço e conquiste o seu espaço.

Aprenda a adaptar-se

Quem tem seus 30 ou 40 anos de carreira viu a tecnologia transformar completamente o ambiente de trabalho. Do telex ao smartphone, essa turma precisou aprender continuamente e, sempre se adaptando às novas ferramentas, tem sido capaz de reinventar-se para atender novas demandas corporativas. Para seguir avançando, inclua a automação de processos na sua rotina e faça da tecnologia um aliado no dia a dia.

A Norber desenvolve softwares de controle de acesso e de frequência alinhados às tendências do mercado de trabalho. O NewPonto Cloud é um sistema de controle de jornada na nuvem que automatiza a folha de pagamento e se integra ao NewMobile, aplicativo para marcação de ponto à distância, via smartphone. Para conhecer as funcionalidades destas soluções, visite www.norber.com.br e fale com a Área Comercial.

5 dicas para melhorar a produtividade no começo da semana

A segunda-feira não é o dia mais adorado da semana, mas pode ser o mais produtivo. Para muita gente, começar bem a semana impacta diretamente no restante dela. Confira estas dicas para aumentar a produtividade com organização do tempo e uso de softwares de gestão, alavancando resultados positivos.

  1. Encare como um recomeço

Que tal encarar a segunda-feira como uma oportunidade de construir algo novo? Ao invés reclamar, encha-se de otimismo e veja o começo da semana como uma nova chance de realizar mudanças, colocar um plano em prática e concretizar algo diferente. Detalhe: motivação é contagiante. Líderes que mantém o astral elevado inspiram quem está ao redor, engajando o restante do time.

  1. Organize as tarefas antecipadamente

Planejamento é essencial para o alcance de metas. Por isso, vale dedicar um tempo à organização da agenda, priorizando as atividades e os compromissos. Faça uma lista de tarefas e determine prazos para a execução de cada uma delas. Cumprindo deadlines diários e semanais, você termina o que começou e pode então encarar novas atribuições.

  1. Proteja o período mais produtivo

A maioria das pessoas rende mais no período anterior ao almoço. Se este é o seu caso, dedique suas manhãs para as atividades prioritárias e que exigem maior concentração, evitando distrações e tarefas de mais fácil execução. A ideia é identificar as horas mais produtivas e usá-las da melhor forma possível, fazendo o que realmente importa.

  1. Gerencie o tempo

Deixe a procrastinação de lado, gerencie seu tempo e tenha cuidado com falsas urgências. Para otimizar o dia, também vale usar softwares e outros recursos que automatizam tarefas repetitivas. Um sistema de gestão de frequência, por exemplo, permite realizar o controle de jornada dos colaboradores com mais agilidade e eficiência, reduzindo o tempo gasto com o fechamento da folha de pagamento.

  1. Repita os bons hábitos

A melhor recompensa por um trabalho bem feito é tê-lo feito. Tem algo mais gratificante que a sensação de atingir um objetivo? Quando no fim do expediente sua lista de tarefas estiver completa, analise quais atitudes o ajudaram a ser mais produtivo e repita-os no dia seguinte. É cultivando os bons hábitos que se alcança melhores resultados.

A Norber desenvolve sistemas de controle de acesso e de frequência que melhoram a produtividade no ambiente corporativo. O NewPonto Cloud é um software de controle de jornada na nuvem que automatiza a folha de pagamento, proporcionando agilidade ao RH. Para conhecer as funcionalidades desta solução, visite www.norber.com.br e fale com a Área Comercial.

Soft skills: competências interpessoais do profissional moderno

Soft skills são as competências socioemocionais. Em tempos de negócios disruptivos, em que a evolução tecnológica acelera o ritmo das mudanças, estas habilidades baseadas na inteligência emocional ajudam a formar profissionais mais preparados para a conquista de resultados. Conheça algumas das soft skills mais valorizadas no mercado de trabalho, tão ou mais importantes quanto um currículo turbinado de conhecimentos técnicos:

Cabeça de hiperlink

Ter visão sistêmica da empresa e ser capaz de fazer conexões entre diversas matérias é fundamental em um mundo conectado, não-linear e pouco previsível. Ter cabeça de hiperlink significa agir como um “nexialista”, profissional que congrega pontos de vistas não relacionados e sabe onde buscar informações para criar soluções.

Customer centricity

A estratégia de colocar o cliente no centro do negócio está alinhada à capacidade de identificar necessidades – ou dores – de modo preditivo, antecipando demandas que, muitas vezes, o cliente nem sabe que existem. Para entregar soluções com este nível de valor agregado, é necessário conhecer tendências e as variáveis que podem gerar impactos em médio e longo prazos.

Lifelong learning

O conceito de “lifelong learning”, ou aprendizado ao longo da vida, é o novo mantra do mundo corporativo. A ideia é buscar atualização permanente, adquirindo conhecimentos para encarar novos desafios de modo automotivado e espontâneo, independentemente de modelos convencionais de educação.

Gestão da ansiedade

O autocontrole emocional e a habilidade para gerir a ansiedade em cenários de cobrança são altamente desejáveis em um mercado de trabalho cada vez mais competitivo. Resiliência é palavra de ordem para lidar com problemas, adaptar-se a mudanças, superar obstáculos e resistir à pressão em situações adversas.

Habilidade comunicacional

A escuta ativa e a capacidade de manter uma comunicação clara e eficiente são fundamentais para o trabalho em equipe, principalmente em ambientes que cultivam a diversidade e a interdisciplinaridade. A habilidade comunicacional é um aspecto fundamental para fortalecer a cultura de inovação e de colaboração.

A Norber desenvolve sistemas de controle de acesso e de frequência alinhados às tendências do mercado de trabalho. O NewPonto Cloud é um software de controle de jornada na nuvem que automatiza a folha de pagamento e se integra ao NewMobile, aplicativo para marcação de ponto à distância, via smartphone. Para conhecer as funcionalidades destas soluções, visite www.norber.com.br e fale com a Área Comercial.