Planejamento estratégico 2019: direcione a gestão empresarial

Planejar é fundamental para a conquista de resultados. Com o fim do ano se aproximando, é chegada a hora de elaborar o planejamento estratégico, ferramenta que irá direcionar a gestão empresarial ao longo de 2019. Mais que apenas definir metas para o próximo ano, este documento orienta onde concentrar esforços e alocar recursos para o alcance de objetivos. A ideia é que, com um planejamento estratégico bem definido, todos os projetos e decisões estejam alinhados com a visão de futuro da empresa. Confira nossas dicas.

Análise de riscos e oportunidades

O primeiro passo para elaborar um planejamento estratégico assertivo é definir aonde sua empresa deseja chegar. Para isso, é aconselhável olhar não só os indicadores de desempenho internos, mas também o cenário externo. Dados de mercado, análise da concorrência e tendências de consumo fornecem bons insights e ampliam o olhar para novas perspectivas. Vale usar a metodologia SWOT para medir forças, fraquezas, oportunidades e ameaças.

Defina metas e crie um plano de ação

Uma vez estabelecidos os objetivos da empresa, defina metas claras para que as equipes, em todas as esferas da organização, direcionem esforços para o mesmo foco. Para cada objetivo, seja ele crescer em determinado mercado, lançar um novo produto ou abrir uma filial no exterior, crie sempre um plano de ação. A ideia é traçar uma estratégia de execução prevendo as várias operações necessárias, desde realização de eventos, reforço de equipe ou investimento em tecnologia. Desta maneira é possível manter as ações alinhadas, evitando que a empresa desvie do propósito.

Foque na gestão de pessoas

A contribuição dos funcionários é peça-chave para o sucesso de qualquer negócio. Por isso, inclua as pessoas no planejamento estratégico. Com base nos dados fornecidos pelo RH, avalie a performance das equipes, reveja atribuições e certifique-se que o potencial dos colaboradores está de fato sendo bem aproveitado.

O tempo também é um bem precioso e, para que prazos sejam rigorosamente cumpridos, também é necessário realizar um controle de jornada eficaz. Para isso, um sistema de controle de ponto automatizado permite gerenciar horários, controlar horas extras, agilizar processos e obtenção de dados, deixando o RH mais livre para ações e tomadas de decisões mais estratégicas.

A Norber é especialista em gestão de controle de ponto e desenvolve softwares que modernizam rotinas do RH. Para conhecer as funcionalidades do NewPonto, do NewMobile e de outras ferramentas, visite www.norber.com.br e fale com a Área Comercial.

Hora extra x banco de horas: o que é mais vantajoso

Hora trabalhada é hora paga. A CLT garante ao trabalhador o direito de ser remunerado pelo tempo trabalhado além da jornada normal e empregadores que descumprem as regras costumam arcar com consequências graves na Justiça do Trabalho. Mas, afinal, qual o melhor modo de fazer a compensação: hora extra ou banco de horas? Se sua empresa projeta crescimento e precisa que os colaboradores eventualmente excedam o horário de expediente para cumprir prazos e atender demandas, saiba como funcionam estes modelos de sobrejornada e escolha a mais apropriada para seu negócio.

Hora extra

A jornada padrão de 8 horas diárias permite que sejam feitas duas horas extras por dia, até o limite de 44 horas semanais. As horas adicionais trabalhadas têm valor mais alto e podem onerar a folha de pagamento da empresa: correspondem a 50% mais que a hora normal. À noite, entre 22h e 5h, sofrem um acréscimo de 20%, enquanto nos finais de semana e feriados custam 100% a mais. Para o trabalhador, é um sistema satisfatório, já que possibilita aumento da renda no fim do mês. Por outro lado, é menos flexível no sentido de não possibilitar folgas.

Banco de horas

Por meio do banco de horas, as horas excedentes trabalhadas são compensadas com folgas ou com a redução da jornada em outro dia. Realizado mediante acordo ou convenção coletiva, o modelo prevê que a compensação seja feita dentro do prazo de um ano. Em caso de acordo individual com o trabalhador, a compensação deve ocorrer dentro de no máximo 6 meses. Extrapolados esses prazos, as horas excedentes devem ser pagas com 50% de acréscimo. A vantagem para o funcionário é a possibilidade de, mediante entendimento com gestor, poder sair mais cedo conforme sua necessidade ou até mesmo obter folgas, como emendas de feriados.

Independentemente do modelo escolhido, é imprescindível fazer o correto gerenciamento das horas trabalhadas. Um sistema de controle de frequência como o NewPonto da Norber permite a marcação dos horários de entrada e saída dos colaboradores e ainda fornece dados que ajudam a avaliar a real necessidade de horas adicionais, permitindo aos gestores checar se há equipes subutilizadas ou sobrecarregadas. Com este tipo de informação em mãos é possível redistribuir tarefas, evitar horas excedentes e, consequentemente, gerar maior economia para a empresa.

A Norber é especialista em gestão de frequência e desenvolve ferramentas que integram as informações do controle de ponto à folha de pagamento, modernizando rotinas do RH. Para conhecer as funcionalidades do NewPonto, do NewMobile e de outras ferramentas, visite www.norber.com.br e fale com a Área Comercial.

A importância de tirar férias do trabalho

Dezembro já chegou e muitos colaboradores aproveitam este mês de festas e de recesso escolar para programar as férias. É época de viajar, visitar a família e descansar. Além de uma obrigação empregatícia, as férias são essenciais para o bem-estar do trabalhador, em qualquer cargo ou ramo de atividade.

Depois de um longo período de trabalho, é natural que as tarefas rotineiras comecem a ficar pesadas e difíceis. Quando o cansaço passa a afetar o desempenho, o descanso é necessário para diminuir a ansiedade, reduzir a pressão arterial e aliviar o estresse causado pela fadiga física e mental. A pausa das férias é fundamental: recarrega as energias e dá ânimo e disposição para o retorno ao trabalho.

Aproveitar o tempo livre para conhecer lugares diferentes, dedicar-se a um hobby ou realizar atividades desafiadoras estimulam a criatividade e encorajam a sair da zona de conforto. Para gestores com dificuldade em se desligar ou workaholics assumidos, as dicas são confiar no colega realocado para a substituição temporária e evitar checar o e-mail corporativo.

Um ano após o vínculo empregatício, o profissional contratado em regime CLT tem direito a 30 dias de férias remuneradas. Pode-se fracionar as férias em dois períodos e também vender até 10 dias. Ao salário há um adicional de 1/3, mas é importante fazer um controle financeiro, já que o valor referente às férias é pago adiantado e o próximo salário virá só com o fechamento da folha de pagamento do mês seguinte.

Especialista em gestão de controle de frequência, a Norber desenvolve softwares que modernizam rotinas do departamento de RH. O NewPonto é um sistema de controle de ponto que integra as informações de entrada e saída dos funcionários à folha de pagamento, automatizando processos administrativos. Para conhecer todas as funcionalidades desta ferramenta, visite www.norber.com.br e fale com a Área Comercial.

barra_norber_cinza
A importância de tirar férias do trabalho

O horário de verão e a produtividade

Amado por uns, odiado por outros, o horário de verão teve início dia 16 de outubro nas regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste, seguindo até 19 de fevereiro de 2017.

Economia de energia
A medida visa gerar economia de energia elétrica ao viabilizar maior aproveitamento da luz natural no horário de pico de sua utilização, entre 18h e 21h. O Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) estima que a redução da demanda proporcionará economia de R$ 147,5 milhões no período.

A produtividade
O adiantamento de uma hora impacta a rotina e pode influenciar a produtividade no trabalho, especialmente nos primeiros dias. Até que o relógio biológico adapte-se ao novo horário, há quem tenha o sono afetado, assim como o apetite e o humor. Pesquisas relacionam o horário de verão à redução de desempenho e ao aumento do chamado “cyberloafing”, quando funcionários ficam navegando na internet de forma improdutiva.

Para não sofrer com os efeitos da mudança e render como de costume, a dica é ir para a cama um pouco mais cedo e evitar estimulantes como cafeína, que prejudicam o sono. O uso de aparelhos eletrônicos antes de dormir também podem aguçar os sentidos, dificultando o sono e aumentando a sensação de cansaço.

Nas empresas que têm turnos noturnos, o horário de verão afeta a jornada de trabalho na noite da mudança, gerando o registro de uma hora de trabalho a menos no início e uma hora a mais ao término. O relógio do marcador de ponto deve ser rigorosamente reajustado e a hora trabalhada a menos ou a mais pode ser justificada ou mesmo compensada, respeitando-se as convenções ou os acordos coletivos das categorias.

Especialista em gestão de controle de ponto, a Norber desenvolve soluções customizadas, atendendo demandas específicas de seus clientes. O NewPonto é um software de controle de frequência que integra o registro de ponto à folha de pagamento, otimizando processos administrativos. Para conhecer as funcionalidades do NewPonto e outras soluções que facilitam a vida do RH de sua Empresa, visite www.norber.com.br.

Criado para gerar economia de energia, o horário de verão também afeta a produtividade.
Criado para gerar economia de energia, o horário de verão também afeta a produtividade.

Como ser mais produtivo com ferramentas de mobilidade corporativa

Administrar o tempo de modo a dar conta de todas as tarefas do dia é um dos grandes desafios do mundo corporativo. As reuniões improdutivas, pausas para cafezinhos e aquela espiada nas redes sociais, podem distrair e atrapalhar um dia inteiro de trabalho. Quando você percebe, a hora passou e metade do que tinha sido planejado não foi feito.

Para aumentar a produtividade no horário do expediente, a primeira dica é priorizar as tarefas e eliminar os hábitos que comprometem a concentração. Além disso, vale investir no uso de ferramentas que promovem mobilidade e, consequentemente, auxiliam a gestão do tempo e, consequentemente, a produtividade.

Hoje, um smartphone com acesso à internet permite aos gestores responder e-mails, compartilhar arquivos e checar relatórios durante viagens ou visitas a clientes, o que garante eficácia na execução de tarefas e agilidade na tomada de decisões. Por isso, é cada vez mais rotineiro as empresas disponibilizarem dados nas nuvens e adotarem tecnologias mobile em suas estratégias de mobilidade corporativa.

Especialista em gestão de controle de frequência, a Norber desenvolve soluções que vão de encontro às necessidades de economia de tempo nas organizações modernas. O NewMobile é um software que permite a marcação de ponto remoto por meio de smartphone, de qualquer localidade e em tempo real. Operando via GPS, ele informa a localização onde o ponto é marcado e delimita o perímetro da marcação, otimizando a rotina do funcionário. Para conhecer as funcionalidades do NewMobile e outras soluções da Norber que facilitam o dia a dia das Organizações, visite www.norber.com.br e fale com a Área Comercial.

As ferramentas de mobilidade corporativa e a produtividade
As ferramentas de mobilidade corporativa e a produtividade