Pesquisa ASSERT releva: valor médio nacional do almoço fora de casa subiu

Brasileiros gastam em média R$ 30,48 por almoço

O valor médio nacional do almoço fora de casa subiu para R$ 30,48, aponta pesquisa do Datafolha encomendada pela Assert (Associação das Empresas de Refeição e Alimentação Convênio para o Trabalhador). Em relação a 2015, quando a média era R$ 27,36, houve alta de 11,4%.

O estudo coletou preços em 4.560 estabelecimentos comerciais que trabalham com o sistema de vale-refeição em 51 cidades das cinco regiões do país. O levantamento aconteceu em dezembro de 2015 e janeiro de 2016 e, para estipular o valor considerou-se a refeição completa, isto é, prato principal, bebida, sobremesa e café.

Também foram apurados nesta pesquisa os preços das refeições por tipo de serviço: o sistema comercial é o mais barato, custando R$ 27,03 na média nacional, enquanto o à la carte é o mais caro, R$ 60,96. O almoço executivo custa R$ 45,69, e o autosserviço, que considera o buffet por quilo ou por preço fixo, R$ 28,43.

Para o trabalhador que ganha um salário mínimo de R$ 880,00 e não recebe benefício para a alimentação, o valor mensal do almoço fora de casa, de segunda a sexta-feira, corresponde a 76% da sua renda.

Neste artigo, listamos as vantagens e desvantagens de oferecer vale-refeição ou de manter um restaurante próprio. Aproveite para conhecer todos os benefícios do NewRest, para o controle de refeições de funcionários, prestadores de serviço e terceiros. E, para conhecer todas as soluções customizáveis da Norber, fale com a nossa área comercial.

Pesquisa da ASSERT revela aumento nacional no preço do almoço fora de casa.
Pesquisa da ASSERT revela aumento nacional no preço do almoço fora de casa.

Vale-refeição ou restaurante: prós e contras

Almoço executivo, restaurante da empresa, quilo, marmita. Foi-se o tempo em que era possível almoçar em casa durante a semana. A hora da refeição é sagrada e, segundo especialistas em gestão de pessoas, também se associa à melhoria da produtividade no ambiente de trabalho. Mas, para o empregador, quais as implicações relacionadas ao oferecimento da refeição? E o que é mais apropriado: conceder vale-refeição ou montar um restaurante próprio?

Vale lembrar: os empregadores não são obrigados a fornecer refeição aos seus funcionários – exceto nos casos em que há regulações previstas por convenções coletivas. Por se tratar de um benefício bastante atrativo, seu oferecimento, que é facultativo, é bastante frequente. As empresas que optam por oferecer este auxílio, seja na forma de vale-refeição, vale-alimentação ou por meio de restaurante próprio, têm incentivos fiscais quando inscritas no Programa de Alimentação do Trabalhador (PAT) do governo federal, podendo descontar do funcionário no máximo 20% do valor do benefício.

Vale-refeição

Oferecido por um grande número de empresas, o vale-refeição tem a vantagem de garantir ao funcionário liberdade de escolha. Usando seu tíquete ou cartão, o trabalhador pode escolher o tipo de alimento que mais lhe agrada dentro da rede de estabelecimentos comerciais conveniados pelos prestadores do serviço. Não é indicado quando há poucos restaurantes, lanchonetes e bares nos arredores do local de trabalho.

Restaurante

Por outro lado, quando os estabelecimentos comerciais ficam distantes do local de trabalho, manter um restaurante dentro da própria empresa é uma boa saída. Além de evitar grandes deslocamentos (e, portanto, possíveis atrasos no retorno ao trabalho), dispor de um ambiente agradável para as refeições promove maior integração dos funcionários. Se por um lado as opções de pratos podem ser menores, por outro nota-se maior preocupação com a presença de alimentos saudáveis e de qualidade. A desvantagem é o gasto com a manutenção da estrutura, mesmo quando o serviço é terceirizado.

Controle de refeições

Para as empresas que optam por manter um restaurante in loco, a Norber dispõe de soluções tecnológicas que auxiliam o departamento de RH no controle de refeições de funcionários, prestadores de serviço e terceiros. O NewRest faz o registro das refeições e envia as informações para a folha de pagamento, assim como disponibiliza relatórios e dados para a elaboração de gráficos e planilhas. É um módulo atrelado ao NewPonto, software de controle de ponto com ampla integração aos melhores fornecedores de REP.

Visite www.norber.com.br e fale com nossa área comercial para conhecer todos os benefícios do NewRest. Para conhecer todas as soluções customizáveis da Norber, clique aqui.

Norber New Rest - controle de refeições