Netflix e controle de ponto: conheça a tecnologia em comum

Assistir a um filme sem ter que baixá-lo é hoje tão natural que quase não nos lembramos do trabalho que davam os downloads intermináveis, interrompidos sempre que a conexão caía. Plataformas de streaming que permitem assistir a vídeos online, sem a necessidade de armazená-los no computador, se popularizam graças ao desenvolvimento tecnológico e à revolução no modo de consumo.

Tendência mundial, o Software as a Service (SaaS) é o modelo por trás do Netflix, que baseia seus serviços nas nuvens e vem conquistando uma legião de assinantes. A boa nova é que, além dele e de outras tantas plataformas de entretenimento, existem várias ferramentas corporativas disponibilizadas totalmente em nuvens, incluindo o sistema de controle de ponto.

Vantagens do modelo

Acessar o sistema de qualquer lugar e a qualquer hora, por meio de dispositivos conectados à Internet, é a primeira vantagem do Netflix e das plataformas em Cloud Computing. Como os dados ficam arquivados em servidores remotos, o acesso do usuário ao serviço é prático e em tempo real, via navegador web. Outro benefício é a economia: o usuário paga um valor fixo pelo serviço, e evita gastos com infraestrutura e manutenção, responsabilidades do fornecedor.

No caso do controle de ponto, a migração para o modelo SaaS é desejável por oferecer às empresas não só flexibilidade de acesso e redução de gastos com tecnologia, mas também uma maior integração das informações e um aumento de produtividade do RH.

Especialista em controle de frequência, a Norber desenvolve soluções tecnológicas que visam a melhoria de processos voltados à gestão de pessoas. O NewPonto é um software que integra os registros de entrada e saída dos funcionários à folha de pagamento, otimizando tarefas administrativas do RH. Para conhecer as funcionalidades desta ferramenta e outras soluções, visite www.norber.com.br e fale com a Área Comercial.

Netflix e controle de ponto: conheça a tecnologia em comum
Netflix e controle de ponto: conheça a tecnologia em comum

O equilíbrio entre vida pessoal e profissional

Prazos reduzidos, metas a serem cumpridas, pressão de todos os lados. O competitivo mercado de trabalho frequentemente exige dedicação extrema, fazendo com que, por momentos, deixemos de lado as nossas vidas pessoais. Esse alto nível de exigência gera ansiedade e aumenta nosso nível de estresse, fazendo com que o trabalho acabe virando um sacrifício. Saber conciliar a vida profissional com os desejos pessoais, valorizando os momentos de descanso e lazer, pode ser a chave para o equilíbrio. Saiba quais hábitos podem ajudá-lo na busca por mais qualidade de vida.

Pratique atividade física

Correr, nadar, pedalar, dançar. Está comprovado que a prática de atividades físicas libera endorfina, hormônio que promove a sensação de bem-estar. Além do benefício à saúde, exercitar-se regularmente melhora o humor, dá mais disposição e aumenta a produtividade no trabalho. Não use a falta de tempo como desculpa: reserve um momento da agenda para cuidar de si. Corpo e mente agradecem.

Desligue-se do celular

Muitas vezes, o esgotamento mental está ligado à dificuldade de se desconectar do trabalho. É bem verdade que o advento dos smartphones é um facilitador que nos permite resolver tarefas à distância, mas é preciso saber a hora de parar. Evite levar trabalho para casa e procure responder e-mails e mensagens no horário do expediente. Outra dica é desligar-se do celular em situações sociais, estando verdadeiramente presente no happy hour com amigos ou no jantar em família. Isso não só permite esquecer os problemas do escritório como também fortalece vínculos e relações afetivas.

Cuide da qualidade do sono

Cansaço, irritação, falta de atenção e mau humor são sintomas de noites mal dormidas. No ambiente de trabalho, o déficit de sono reduz a capacidade de concentração e de memorização, afetando o desempenho e dificultando a tomada de decisões. Por isso, não se prive do tempo de descanso necessário, que varia de 7 a 8 horas diárias. Mais que isso, fique atento à qualidade do sono. Evitar café e estímulos sonoros e visuais, como TV e celular, podem ajudá-lo a ter uma noite mais tranquila e, consequentemente, um dia mais feliz.

Cultive um hobby

Dedicar-se a algo de que você gosta, e que está fora do universo do trabalho, estimula a criatividade, cria novas conexões e pode ser uma importante ferramenta para o autoconhecimento. Aproveite o tempo livre para fazer aquilo que lhe dá prazer, seja tocar um instrumento ou realizar atividades manuais. Ocupações não necessariamente vinculadas à carreira, e que trazem satisfação pessoal, são importantes para uma rotina mais plena.

Especialista em controle de frequência, a Norber desenvolve soluções tecnológicas que visam a melhoria de processos voltados à gestão de pessoas. O NewPonto é um software que integra o controle de ponto à folha de pagamento, otimizando tarefas administrativas do RH. Para conhecer as funcionalidades dessa ferramenta, visite www.norber.com.br e fale com a Área Comercial.

O equilíbrio entre vida pessoal e profissional
O equilíbrio entre vida pessoal e profissional

4 dicas para reduzir o absenteísmo

Sabe aquele funcionário que está sempre chegando atrasado, que vira e mexe aparece com um atestado? Atrasos recorrentes e faltas, justificadas ou não, impactam negativamente o negócio, prejudicando o cumprimento de prazos, sobrecarregando o restante da equipe e gerando custos excedentes com horas extras. O absenteísmo é uma preocupação entre os gestores de RH e suas causas normalmente se relacionam com insatisfação no ambiente de trabalho. Confira algumas medidas que podem ajudar a combater o absenteísmo na sua empresa.

  1. Comunicação x punição

O primeiro passo para reduzir o absenteísmo é descobrir as causas reais de atrasos e faltas. Quando não há questões de saúde envolvidas, a razão está geralmente ligada à falta de motivação. Profissionais felizes faltam menos e são mais produtivos. Por isso, vale a pena ampliar a comunicação para entender a causa da insatisfação e, assim, combater a raiz do problema. Isso funciona melhor que apenas aplicar medidas punitivas.

  1. Liderança e integração

Gestores incapazes de definir prioridades e de estabelecer metas acabam desmotivando suas equipes. Quando o colaborador sabe exatamente qual sua função na organização, ele passa a planejar suas ações de modo a atingir resultados objetivos. Por isso, incentive os líderes a investirem em feedbacks. Esse comportamento é fundamental para o engajamento e a integração dos times.

  1. Plano de carreira e recompensas

Em qualquer nível hierárquico ou ramo de atividade, todo profissional deseja crescer e ser devidamente recompensado pelo serviço prestado. Verifique se o motivo do descontentamento não está relacionado à falta de perspectiva de crescimento. Talvez seja hora de estabelecer um plano de carreira ou mesmo efetivar aquela tão almejada promoção.

  1. Jornada flexível

Considere adotar jornadas flexíveis. Um número cada vez maior de empresas tem adotado o esquema home office em dias específicos da semana, possibilitando que o funcionário gerencie o próprio horário de trabalho. Esse modelo está focado não nas horas despendidas na frente do computador, e sim na produtividade e na gestão por desempenho.

Especialista em gestão de controle de frequência, a Norber conta com ferramentas que auxiliam o dia-a-dia do RH, fornecendo métricas que viabilizam a tomada de decisões. O NewPonto, por exemplo, integra o controle de ponto à folha de pagamento, enquanto o NewMobile possibilita a marcação de ponto remoto via GPS, a partir de um smartphone. Para conhecer todas as ferramentas e suas funcionalidades, visite www.norber.com.br e fale com a Área Comercial.

4 dicas para reduzir o absenteísmo
4 dicas para reduzir o absenteísmo

4 passos para um programa de desenvolvimento de líderes

Capaz de engajar pessoas em torno de objetivos que irão resultar no sucesso organizacional, o líder é uma figura central no ambiente corporativo. Não por acaso o RH tem se ocupado em promover treinamentos que cultivem os talentos que existem dentro das próprias organizações. Programas de liderança ajudam a preparar a cadeia de sucessão, estimulam a criatividade e fazem os funcionários se sentirem mais conectados à companhia. Veja dicas para implantar um programa de desenvolvimento de líderes na sua empresa.

  1. Avalie necessidades

Cada setor tem demandas, particularidades e metas próprias. Por isso, o primeiro passo é avaliar as necessidades reais do departamento em questão de modo a focar em capacitações estratégicas específicas. Ainda que líderes tenham em comum certas habilidades, como carisma e visão ampla do negócio, uma liderança em vendas pode desejar priorizar sua competência comunicativa e de negociação, enquanto um gestor de produtos pode requerer treinamentos mais voltados ao gerenciamento de equipes.

  1. Contemple diversos níveis

As habilidades de liderança podem ser desenvolvidas em todos os níveis hierárquicos. Profissionais de nível gerencial costumam ser beneficiados por programas de desenvolvimento de líderes, mas tanto analistas como diretores, todos podem ter suas potencialidades aprimoradas. Proponha atividades avançadas para os profissionais mais experientes, sem esquecer daqueles que podem eventualmente ser preparados para ocupar cargos mais altos.

  1. Promova treinamentos assertivos

Nada mais chato que achar que está perdendo tempo, certo? Diante de agendas sempre ocupadas, é fundamental que palestras ou dinâmicas de grupo sejam interessantes, produtivas e assertivas. Combinar teoria a aplicações práticas costuma resultar em boas experiências, otimizando o processo de absorção do conteúdo.

  1. Mensure resultados

Adote métricas concretas para mensurar a efetividade do programa de liderança. Além de contar com o feedback dos participantes, pode-se aferir o aprimoramento profissional realizando avaliações de desempenho, pesquisa de clima e cumprimento de metas. Medir resultados é um ponto essencial para que o programa possa ser constantemente melhorado.

A Norber, especialista em gestão de controle de ponto, conta com ferramentas que desafogam o operacional da empresa permitindo que os gestores se ocupem de questões estratégicas. Uma solução como o NewPonto, por exemplo, otimiza a capacidade gerencial do RH na medida em que automatiza o controle de ponto e os processos operacionais da folha de pagamento. Para conhecer as funcionalidades do NewPonto, visite www.norber.com.br e fale com a Área Comercial.

Barra_Norber
4 passos para um programa de desenvolvimento de líderes

Errei, e agora? Quatro passos para superar o erro.

Quem nunca errou, que atire a primeira pedra. Ninguém gosta de falhar, mas o fato é que deslizes acontecem no ambiente de trabalho.

Seja por distração, procrastinação ou erro de avaliação, até o mais perfeccionista profissional está sujeito se equivocar. Quando isso acontece, é difícil não ficar aborrecido. Esse sentimento, contudo, não leva a nada.
Confira quatro estratégias para lidar com o erro e tirar aprendizados da situação.

  1. Reconheça

Não se esconda atrás de desculpas e pretextos, nem coloque a culpa no outro. Aceitação é essencial para a mudança, portanto, reconheça suas responsabilidades diante do problema. Também em nada ajuda se martirizar. Entenda que errar é humano e que admitir a própria falta é sinal de profissionalismo e um primeiro passo para se reconquistar a confiança.

  1. Peça desculpas

Há erros e erros, alguns mais leves, outros nocivos e prejudiciais. Avalie a dimensão do seu equívoco, entenda se ele afeta apenas você mesmo e sua carreira ou se coloca em risco relações com colegas, fornecedores ou clientes. Quando traz consequências a terceiros, engula o orgulho e peça desculpas. Essa atitude mostra que você não apenas admite a falha, mas que também se importa com o outro.

  1. Minimize as consequências

Algo pode não ter saído como planejado, mas normalmente há como reparar. Quanto antes você reconhecer o erro, mais rapidamente poderá encontrar um modo de solucioná-lo. Localize o problema e busque reduzir seus efeitos e consequências. Se preciso, peça orientação a colegas ou ao seu superior: às vezes um olhar distanciado ajuda a clarear as ideias.

  1. Tire lições

Reflita sobre seu desempenho, reavalie procedimentos, observe o que o levou ao equívoco. Os empresários de sucesso costumam comentar que não acertam o tempo todo, e que é preciso saber perder para então ganhar. Ao tirar lições de uma derrapada, você está no caminho do crescimento e da aprendizagem, e isso é fundamental para não voltar a cair na mesma cilada no futuro.

Especialista em gestão de controle de frequência, a Norber desenvolve softwares que automatizam rotinas do RH e ajudam a minimizar erros. O NewPonto é um sistema de controle de ponto que integra as informações de entrada e saída dos funcionários à folha de pagamento, modernizando processos administrativos. Para conhecer todas as funcionalidades dessa e outras ferramentas, visite www.norber.com.br e fale com a Área Comercial.

Errei, e agora? Quatro passos para superar o erro
Errei, e agora? Quatro passos para superar o erro

Os benefícios de uma gestão sustentável

A adequação às legislações ambientais foi, durante muito tempo, sinônimo de gasto entre os empresários. Hoje, diante de um entendimento cada vez maior da importância de se reduzir o impacto da atividade econômica no meio ambiente, o conceito de sustentabilidade passa a ser encarado como fator estratégico nas organizações.

O desequilíbrio climático, a iminente escassez de recursos naturais e o comportamento de um consumidor mais ecologicamente consciente estão pautando mudanças estruturais nos modelos de gestão, e exigindo que as empresas adotem soluções sustentáveis de produção e consumo. Na prática, a implementação reduz os impactos ambientais para as futuras gerações e promove um aumento de competitividade nas empresas em longo prazo. Conheça alguns benefícios de uma gestão sustentável:

Redução de desperdício

Utilizar de maneira racional os recursos naturais pode gerar uma economia significativa no fim do mês. O uso eficiente da água nas empresas começa com a verificação de desperdícios no processo produtivo e inclui o aproveitamento de água da chuva para reuso. O mesmo vale para a energia elétrica: um programa de eficiência energética, com captação de energia renovável e uso de luz natural, diminui gastos e preserva o meio ambiente. A reciclagem e o gerenciamento de resíduos sólidos permitem o reaproveitamento de materiais e agregam valor ao negócio.

Oportunidade de novos negócios

A gestão empresarial sustentável considera o ciclo de vida do produto ou serviço, do desenvolvimento até o cliente final. Da seleção de fornecedores e compra de matérias-primas até o transporte, os diversos processos podem estar alinhados às questões socioambientais. Isso inclui o design e retorno de embalagens como também a escolha de parceiros comprometidos com a contratação responsável de mão de obra. Trata-se, portanto, de uma lógica circular, que incentiva a ecoeficiência e a inovação em toda a cadeia produtiva e promove o acesso a novos mercados.

Fortalecimento da marca

Empresas ambientalmente corretas podem obter certificações e, consequentemente, melhorar seu posicionamento no mercado. Selos como os da série ISO, por exemplo, comprovam que sua empresa está cumprindo legislações e normas ambientais, de qualidade ou de responsabilidade social.

Especialista em gestão de controle de ponto, a Norber desenvolve soluções tecnológicas que visam a melhoria dos processos administrativos das empresas. O NewPonto é um software de controle de frequência que integra o registro de ponto à folha de pagamento, otimizando rotinas e evitando desperdícios. Para conhecer as funcionalidades do NewPonto e de outros produtos, visite www.norber.com.br e fale com a Área Comercial.

Benefícios da gestão sustentável
Benefícios da gestão sustentável

O horário de verão e a produtividade

Amado por uns, odiado por outros, o horário de verão teve início dia 16 de outubro nas regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste, seguindo até 19 de fevereiro de 2017.

Economia de energia
A medida visa gerar economia de energia elétrica ao viabilizar maior aproveitamento da luz natural no horário de pico de sua utilização, entre 18h e 21h. O Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) estima que a redução da demanda proporcionará economia de R$ 147,5 milhões no período.

A produtividade
O adiantamento de uma hora impacta a rotina e pode influenciar a produtividade no trabalho, especialmente nos primeiros dias. Até que o relógio biológico adapte-se ao novo horário, há quem tenha o sono afetado, assim como o apetite e o humor. Pesquisas relacionam o horário de verão à redução de desempenho e ao aumento do chamado “cyberloafing”, quando funcionários ficam navegando na internet de forma improdutiva.

Para não sofrer com os efeitos da mudança e render como de costume, a dica é ir para a cama um pouco mais cedo e evitar estimulantes como cafeína, que prejudicam o sono. O uso de aparelhos eletrônicos antes de dormir também podem aguçar os sentidos, dificultando o sono e aumentando a sensação de cansaço.

Nas empresas que têm turnos noturnos, o horário de verão afeta a jornada de trabalho na noite da mudança, gerando o registro de uma hora de trabalho a menos no início e uma hora a mais ao término. O relógio do marcador de ponto deve ser rigorosamente reajustado e a hora trabalhada a menos ou a mais pode ser justificada ou mesmo compensada, respeitando-se as convenções ou os acordos coletivos das categorias.

Especialista em gestão de controle de ponto, a Norber desenvolve soluções customizadas, atendendo demandas específicas de seus clientes. O NewPonto é um software de controle de frequência que integra o registro de ponto à folha de pagamento, otimizando processos administrativos. Para conhecer as funcionalidades do NewPonto e outras soluções que facilitam a vida do RH de sua Empresa, visite www.norber.com.br.

Criado para gerar economia de energia, o horário de verão também afeta a produtividade.
Criado para gerar economia de energia, o horário de verão também afeta a produtividade.

4 estratégias para conquistar e fidelizar clientes

Diante de consumidores exigentes e de um mercado cada vez mais competitivo, a excelência no atendimento nunca foi tão importante. Qualquer que seja o ramo de atividade da sua empresa, o bom atendimento é um diferencial para a fidelização. Conheça quatro modos de gerar encantamento e satisfação, evitando que seu cliente caia nas graças do concorrente.

  1. Personalize a experiência de compra

Atenda o seu cliente do modo como ele deseja ser atendido. Para isso, o primeiro passo é conhecer seu perfil e suas preferências para avaliar qual será a melhor abordagem. Numa loja, dar atenção sem ser invasivo pode ser decisivo para uma experiência de compra positiva e surpreendente. Se o seu negócio se baseia no e-commerce, certifique-se que a navegação seja simples e funcional, tanto durante a escolha do produto como no pagamento. O comprador online valoriza a praticidade. Uma plataforma virtual confusa pode fazê-lo desistir da compra – e você não quer perder a venda, certo?

  1. Abra canais de comunicação

Em um mundo cada vez mais digital, é essencial investir em canais de comunicação nas redes sociais. Mais que um SAC para críticas, sugestões e reclamações, o meio digital é uma ferramenta de relacionamento que, quando utilizada estrategicamente, cria empatia entre o consumidor e a marca. Além disso, comentários de clientes satisfeitos influenciam outros clientes. Por isso, responda as solicitações atentamente, agradeça feedbacks e valorize a comunicação personalizada. Mais que um cliente, você ganhará um seguidor.

  1. Ofereça benefícios

Crie programas de fidelidade e ofereça descontos ou benefícios aos clientes frequentes e mais antigos. Ao conceder uma contrapartida, desenvolve-se uma relação bilateral de lealdade que fará seu cliente se sentir prestigiado e motivado. Presenteá-lo com promoções exclusivas também ajuda o fortalecimento de vínculos.

  1. Cuide do pós-venda

Tão importante quanto a venda é o pós-venda. A atenção ao cliente não deve acabar quando ele sai da loja. Mais que apenas comprar, o consumidor hoje quer orientação sobre produtos ou serviços, além de atendimento ágil e prestativo em casos de dificuldade de uso ou defeito.

Especialista em gestão de controle de frequência, a Norber desenvolve soluções customizadas, atendendo demandas específicas de seus clientes. Além de produtos sob medida, a empresa acompanha todo o processo de implantação do software, realiza treinamentos e disponibiliza um help desk diferenciado, pronto para oferecer suporte qualificado ao usuário. Para conhecer as funcionalidades do NewPonto e de outros produtos, visite www.norber.com.br e fale com a Área Comercial.

4 estratégias para conquistar e fidelizar clientes
4 estratégias para conquistar e fidelizar clientes

5 ideias para engajar a sua equipe

Engajamento, no ambiente corporativo, é a conexão emocional do funcionário com a empresa, a ligação afetiva que motiva a participação e influencia positivamente as atividades do trabalho. No dia a dia, significa promover melhores resultados a partir de comprometimento, entusiasmo e dedicação. Essa prática, no entanto, ainda é um desafio nas corporações.

Segundo pesquisa do Instituto Gallup, apenas 29% da geração millennial sente-se engajada no trabalho e metade pensa em trocar de emprego no próximo ano. As consequências dessa falta de motivação são evasão de talentos e déficit na produtividade. Quer virar esse jogo? Veja como engajar seu time com essas cinco ideias:

Continue lendo “5 ideias para engajar a sua equipe”

Ações do RH que ajudam empresas a economizar durante a crise

Reduzir custos é palavra de ordem em períodos de crise. Diante do desafio de trabalhar com quadros enxutos e orçamentos reduzidos, o departamento de RH tem a missão de planejar os custos com funcionários e propor soluções que aproveitem, da melhor forma possível, o capital humano. Veja como uma gestão de pessoas eficaz pode ajudar:

Engajamento e produtividade

Otimizar a jornada de trabalho é o primeiro passo para alcançar metas e superar dificuldades momentâneas. Treinamentos de equipes, por exemplo, geram engajamento e ajudam a manter os colaboradores focados, proporcionando mais produtividade e competitividade ao negócio.

Planejamento de custos

Em algumas empresas, o corte de funcionários pode ser inevitável. No entanto, é preciso lembrar que, dependendo do tempo de serviço e dos encargos da rescisão, desligamentos podem gerar custos elevados e impactar o caixa da empresa. Daí a importância de calcular o custo das demissões, assim como planejar antecipadamente os pagamentos de férias, dissídio e 13º salário.

Desenvolvimento de lideranças

Há quem diga que é da necessidade que surgem as melhores ideias. Líderes que estimulam a comunicação, a inovação e a criatividade costumam obter melhores resultados de suas equipes. É o capital humano, afinal, que pode reverter o jogo, e transformar a crise em oportunidade.

Investimento em tecnologia

Implantar tecnologias que automatizam processos é investimento, e não gasto. Em longo prazo, softwares que simplificam e padronizam rotinas administrativas geram economia às empresas na medida em que auxiliam a gestão de pessoas e otimizam o tempo dos colaboradores.

A Norber, especialista em gestão de controle de ponto, dispõe de soluções que melhoram procedimentos organizacionais com eficiência e confiabilidade. Um software como o NewPonto, por exemplo, automatiza a marcação dos horários de entrada e saída dos funcionários e integra as informações à folha de pagamento. Para conhecer as funcionalidades do NewPonto, visite www.norber.com.br e fale com a Área Comercial.

Ações do RH auxiliam sua empresa a economizar durante a crise.
Ações do RH auxiliam sua empresa a economizar durante a crise.