Carreira em Y: tornar-se gestor ou evoluir como especialista

Carreira em Y: tornar-se gestor ou evoluir como especialista

Assumir o posto de chefe e liderar equipes inteiras é o sonho de qualquer um, certo? Nem sempre. No mercado de trabalho, há quem não se interesse por cargos de…

Assumir o posto de chefe e liderar equipes inteiras é o sonho de qualquer um, certo? Nem sempre. No mercado de trabalho, há quem não se interesse por cargos de gestão e prefira aprofundar seu conhecimento em determinada área, evoluindo como especialista. Por isso, no plano de carreira de muitas empresas existe o modelo em Y, que propõe uma bifurcação na trajetória profissional como modo de valorizar a área técnica oferecendo cargos, remunerações e benefícios. Veja em qual perfil você se enquadra e conheça as vantagens da carreira em Y.

Gestor x Especialista

Se você gosta de engajar as pessoas e de trazer resultados a partir do trabalho de uma equipe, você tem perfil de gestor e está pronto para assumir um cargo de liderança. Por outro lado, se seu negócio é saber o máximo de determinado assunto e atuar no desenvolvimento de novos produtos ou projetos, então seu perfil é de especialista. Nesse caso, vale a pena investir em cursos de especialização e dedicar suas competências e talentos ao aprofundamento técnico. Afinal, mais vale um expert eficiente e feliz do que um gestor insatisfeito e pouco competente.

Vantagens da carreira em Y

Diferentemente do modelo linear, em que o progresso profissional significa tornar-se supervisor, gerente ou diretor, a carreira em Y garante reconhecimento e crescimento ao colaborador sênior que opta por aplicar sua expertise em uma área específica. Além de garantir motivação pessoal ao colaborador, este modelo de gestão de carreira auxilia na retenção de talentos e é verdadeira fonte de inovação para a empresa, que se mantém competitiva e com um quadro de técnicos super especializados.

A Norber, especialista em controle de ponto, desenvolve softwares que visam a melhoria de processos relacionados à gestão de pessoas. Uma ferramenta como o NewPonto, por exemplo, otimiza a capacidade gerencial do RH na medida em que automatiza o controle de ponto e os processos operacionais da folha de pagamento. Para conhecer as funcionalidades do NewPonto, visite www.norber.com.br e fale com a Área Comercial.

Carreira em Y - gestor ou especialista?

Carreira em Y – gestor ou especialista?

A importância da diversidade nas empresas

A importância da diversidade nas empresas

Ter uma força de trabalho diversificada e inclusiva é altamente benéfico para as corporações. Encarada como valor estratégico, a diversidade não apenas ajuda a reduzir desigualdades como também é fonte…

Ter uma força de trabalho diversificada e inclusiva é altamente benéfico para as corporações. Encarada como valor estratégico, a diversidade não apenas ajuda a reduzir desigualdades como também é fonte de competitividade e inovação. Assim, mais que cumprir a lei de cotas, organizações em sintonia com as demandas e expectativas da sociedade buscam contar com uma força de trabalho plural, que ofereça igualdade de oportunidades a profissionais independentemente de gênero, raça, idade ou orientação sexual. Segundo pesquisa da consultoria PwC, 80% dos executivos afirmam que o recrutamento de novos funcionários está alinhado aos princípios da equidade de gênero. Além disso, 78% das organizações estão implantando estratégias para atrair mais talentos femininos.

Ganho em competitividade

Experiências e olhares diferentes podem trazer novas soluções para os temas da empresa, enriquecendo as perspectivas da realidade na hora da tomada de decisões. Ainda hoje, os cargos mais altos são ocupados majoritariamente por homens brancos. Agora, imagine quantos benefícios as visões de mundo distintas, derivadas de um time heterogêneo, podem ser gerados para os produtos e serviços oferecidos pela sua companhia. A diversidade produz vantagens competitivas: estimula a criatividade e a cooperação, agrega valor à imagem da empresa e a aproxima de seus clientes na medida em que eles se veem representados e têm suas demandas atendidas.

Diversidade na prática

Colocar a diversidade na agenda significa combater preconceitos enraizados na cultura e na rotina da empresa. Na prática, é equiparar os salários das mulheres, promover políticas de contratações que incluam minorias e capacitar grupos historicamente marginalizados para que assumam posições de relevância. Um ponto importante é deixar claro a todos os colaboradores que diversidade tem a ver com igualdade de oportunidades – e não com privilégio. Ações positivas visam corrigir distorções e, para serem implementadas, devem contar com o comprometimento efetivo das lideranças.

Especialista em controle de frequência, a Norber desenvolve soluções que visam a melhoria de processos relacionados à gestão de pessoas. O NewPonto é um software que integra o controle de ponto à folha de pagamento, modernizando as rotinas do RH. Para conhecer as funcionalidades desta ferramenta, visite www.norber.com.br e fale com a Área Comercial.

A importância da diversidade nas empresas

A importância da diversidade nas empresas

3 de Junho – Dia do Profissional de RH

3 de Junho – Dia do Profissional de RH

Amanhã, 03 de junho, comemora-se mundialmente o Dia do Profissional de RH. Responsável pela gestão de talentos, esse profissional tem como missão valorizar as potencialidades humanas e motivar as equipes…

Amanhã, 03 de junho, comemora-se mundialmente o Dia do Profissional de RH. Responsável pela gestão de talentos, esse profissional tem como missão valorizar as potencialidades humanas e motivar as equipes a darem sua máxima contribuição em prol dos objetivos da empresa. Nesta data comemorativa, a Norber reconhece a importância estratégica desta área e felicita todos os profissionais de recursos humanos.

A evolução do RH

O início da função remonta ao começo do século XX, quando a Revolução Industrial impôs mudanças significativas nas relações de trabalho. Por muito tempo, foi chamada de Departamento Pessoal e era essencialmente operacional, ocupando-se das tarefas administrativas relacionadas a recrutamento e remuneração. Ao longo de seu processo evolutivo, a área de Recursos Humanos se tornou estratégica, na medida em que passou a entender que as pessoas, mais que máquinas ou sistemas, são os principais responsáveis por alavancar resultados nas empresas. Hoje, este departamento tem entre suas várias atribuições: recrutar e reter talentos; realizar treinamentos e avaliações de desempenho visando o aprimoramento das competências; motivar e engajar lideranças; implementar mudanças que beneficiem o clima organizacional; e cuidar das relações trabalhistas, gerenciando pagamentos, benefícios, férias e horas extras.

A origem da homenagem

Em 03 de junho é celebrado o Dia do Profissional de RH. A escolha remete ao dia da fundação da WFPMA (World Federation of People Management Associations), no ano de 1976. Para homenagear o profissional de RH, a data foi adotada pelas diversas federações internacionais. No Brasil, foi consolidada pela Associação Paulista de Administração de Pessoal, atual ABRH-SP.

A Norber, especialista em gestão de controle de frequência, dispõe de tecnologias que auxiliam o RH em sua capacidade operacional e gerencial. Com ampla integração aos REPs do mercado, o NewPonto é um software que automatiza o controle de ponto, modernizando os processos administrativos. Para conhecer as funcionalidades do NewPonto, visite www.norber.com.br e fale com a Área Comercial.

3 de Junho - Dia do Profissional de RH

3 de Junho – Dia do Profissional de RH

Desafios da gestão em empresas familiares

Desafios da gestão em empresas familiares

Um belo dia, você enxerga uma oportunidade e funda seu próprio negócio. A partir do seu esforço pessoal, sua empresa começa a crescer, gerando emprego e renda a outros membros…

Um belo dia, você enxerga uma oportunidade e funda seu próprio negócio. A partir do seu esforço pessoal, sua empresa começa a crescer, gerando emprego e renda a outros membros da família. Na hora de passar o bastão, no entanto, surge o grande dilema: seus herdeiros não se interessam ou não estão preparados para assumir o comando do empreendimento da família. O roteiro dessa história é conhecido e se repete com frequência. Segundo o IBGE, 90% das empresas brasileiras são familiares, mas apenas 30% delas sobrevivem à transição entre gerações. Com pontos positivos e negativos, a gestão de uma empresa familiar impõe uma série de desafios. Entenda a importância de se profissionalizar a gestão para manter a empresa familiar competitiva e evitar a famosa expressão “pai rico, filho nobre, neto pobre”.

Separar razão e emoção

Numa empresa em que o chefe é também o pai, o tio ou o avô, é fundamental saber separar o profissional do pessoal. Defina o papel de cada um, formalize salários e questões societárias, e cobre qualificação, comprometimento e desempenho de todos, seja um parente ou um funcionário antigo. Tenha em mente que contratações e promoções devem se basear na meritocracia – não em relações afetivas. E cuidado para não misturar as coisas: não vá tratar de negócios em pleno almoço de domingo.

Planejamento da sucessão

Ainda que o fundador deseje que seus filhos toquem o negócio da família, a continuidade pode não ser recomendável ou possível. Herdeiro nem sempre é gestor: ele pode seguir outro rumo profissional ou mesmo não ter o perfil e as habilidades necessárias para assumir a direção da companhia. Por isso, o planejamento sucessório deve observar a descentralização gradual do poder e estar pautado na formação e no recrutamento de líderes, sejam talentos do mercado ou membros da família.

Gestão profissional

Como em qualquer empresa, o sucesso de um empreendimento familiar depende de gestão e planejamento estratégico. Para crescer em um mercado cada vez mais competitivo, é essencial profissionalizar a gestão e adotar as melhores práticas de governança corporativa. Isso significa fortalecer a transparência e a eficácia dos processos, realizar uma administração orientada para resultados e implementar modernizações e investimentos em longo prazo.

Especialista em controle de frequência, a Norber desenvolve soluções que visam a melhoria de processos relacionados à gestão de pessoas. O NewPonto é um software que integra o controle de ponto à folha de pagamento, otimizando procedimentos administrativos. Para conhecer as funcionalidades desta ferramenta, visite www.norber.com.br e fale com a Área Comercial.

Desafios da gestão em empresas familiares

Desafios da gestão em empresas familiares

Job rotation: o que é e como funciona o rodízio de funções

Job rotation: o que é e como funciona o rodízio de funções

Ao ser selecionado em um programa de trainee, o jovem profissional muitas vezes encara um rodízio de funções. Trata-se do job rotation, prática de gestão de pessoas que dá ao…

Ao ser selecionado em um programa de trainee, o jovem profissional muitas vezes encara um rodízio de funções. Trata-se do job rotation, prática de gestão de pessoas que dá ao profissional a chance de conhecer os variados setores da companhia, como marketing, finanças, vendas e produção. Normalmente, é desenvolvido em períodos determinados, sendo acompanhado de perto pelos gestores. Conheça os benefícios desta prática utilizada na capacitação de trainees e em programas de desenvolvimento de líderes.

Visão estratégica

O objetivo do job rotation é fornecer ao colaborador uma visão abrangente e estratégica da empresa. Ao permitir que ele experimente diferentes cargos e setores, a companhia estimula o desenvolvimento de novas habilidades e competências, formando profissionais completos. Em alguns casos, é uma oportunidade para enquadrar o profissional na função certa, aquela com a qual ele mais se identifica e na qual terá seu rendimento maximizado.

Dose de motivação

Depois de algum tempo exercendo a mesma função, o trabalho tende a se tornar monótono, repetitivo. Colocar-se em outro lugar e ter à frente novos desafios é um bom modo de sair da zona de conforto. A prática do job rotation, portanto, também tem esse objetivo: fornece uma dose extra de motivação ao tirar o funcionário da rotina, aumentando seu engajamento junto à empresa.

Capacitação e sinergia

Além de melhorar a sinergia entre os departamentos, que passam a ter um diálogo mais efetivo graças ao intercâmbio de funções, o rodízio interno de funcionários também pode ser útil para o planejamento sucessório. A visão generalista e o entendimento do negócio como um todo são importantes na formação daqueles que podem vir a ser futuros gerentes ou diretores.

Especialista em controle de frequência, a Norber desenvolve soluções que visam a melhoria de processos voltados à gestão de pessoas. O NewPonto é um software que integra o controle de ponto à folha de pagamento, otimizando tarefas administrativas do RH. Para conhecer as funcionalidades desta ferramenta, visite www.norber.com.br e fale com a Área Comercial.

Job rotation: o que é e como funciona

Job rotation: o que é e como funciona

Terceirização x Pejotização: conheça as diferenças

Terceirização x Pejotização: conheça as diferenças

Considerado prioridade pelo Governo Federal, o projeto de Reforma Trabalhista em tramitação no legislativo prevê alterações na CLT e garante força de lei aos acordos firmados entre patrões e empregados.…

Considerado prioridade pelo Governo Federal, o projeto de Reforma Trabalhista em tramitação no legislativo prevê alterações na CLT e garante força de lei aos acordos firmados entre patrões e empregados. Juntamente com o já aprovado projeto que libera a terceirização da atividade-fim, essa reforma modificará as relações trabalhistas e tem levantado dúvidas sobre terceirização e pejotização. Saiba como funcionam e quais as diferenças entre estes dois regimes de contratação.

Terceirização

Terceirizar significa contratar uma empresa prestadora de serviços para a realização de determinada atividade. O empregado da prestadora de serviços tem sua carteira de trabalho assinada e está a ela vinculado, mesmo que alocado numa companhia cliente. Isso significa que seus direitos trabalhistas, como férias, 13º salário, aviso prévio e FGTS, são garantidos pela CLT.

Desde a publicação da Lei N° 13.429 no Diário Oficial da União (31/03/2017), todas as atividades de uma empresa podem ser terceirizadas, inclusive a atividade-fim. Uma escola, por exemplo, pode terceirizar não apenas profissionais de limpeza e de segurança (consideradas funções de apoio ou atividades-meio), mas também professores (atividade principal).

Pejotização

Derivado de Pessoa Jurídica, o termo pejotização faz referência à contratação do profissional que possui empresa com CNPJ e emite nota fiscal, sendo remunerado pelo serviço prestado e recolhendo impostos. Como PJ, o profissional tem autonomia e pode atender diversos contratantes, sem vínculo empregatício com nenhum deles. Sua contratação não é regida pela CLT e fica a seu critério contribuir com o INSS.

Há empresas, porém, que contratam ilegalmente funcionários na condição de PJs. Quando o profissional está subordinado a um chefe, tem dedicação exclusiva, horário de trabalho determinado e remuneração fixa, a contratação como PJ é uma fraude sujeita a processos trabalhistas caso o vínculo empregatício seja comprovado na Justiça.

A Norber, especialista em gestão de controle de ponto, conta com ferramentas que minimizam os riscos de descumprimento de obrigações trabalhistas. O NewPonto, por exemplo, é um software customizável que integra a marcação dos horários de entrada e saída dos colaboradores à folha de pagamento, preservando a transparência na relação entre empregador e empregado. Para conhecer as funcionalidades do NewPonto, visite www.norber.com.br e fale com a Área Comercial.

Terceirização x Pejotização: conheça as diferenças

Terceirização x Pejotização: conheça as diferenças

Dorsalgia: 4 dicas para prevenir e melhorar a postura no ambiente corporativo

Dorsalgia: 4 dicas para prevenir e melhorar a postura no ambiente corporativo

Dorsalgia ou a famosa dor nas costas é a principal causa de afastamento do trabalho. Segundo ranking do INSS, 116.371 pessoas se ausentaram do emprego por mais de duas semanas em…

Dorsalgia ou a famosa dor nas costas é a principal causa de afastamento do trabalho. Segundo ranking do INSS, 116.371 pessoas se ausentaram do emprego por mais de duas semanas em 2016 em função do problema. A categoria mais afetada é a do serviço público, seguida de ramos relacionados ao comércio varejista (supermercados), hospitalar, de construção de edifícios e de transporte rodoviário de cargas. Ainda que a causa da dorsalgia possa estar ligada a fatores externos à prática profissional, é importante estar atento à postura no trabalho, onde passamos grande parte do dia. Veja dicas que podem ajudá-lo a se prevenir da dor nas costas.

  1. Mantenha a postura

Bons hábitos posturais devem fazer parte da sua rotina. Se você trabalha na frente do computador, use uma cadeira ergonômica e sente-se reto, com as costas apoiadas e os dois pés no chão. Além disso, adeque a altura do assento à mesa onde está o computador. Já para quem fica muito tempo em pé, a dica é usar sapatos confortáveis e, claro, evitar salto alto, que desloca o centro de gravidade para a frente, desalinhando a coluna.

  1. Alongue-se

Sentado ou em pé, alongar-se de tempos em tempos é altamente recomendável. Não por acaso há empresas que, visando reduzir afastamentos provocados pela dorsalgia, incentivam a ginástica laboral entre seus funcionários. Além de pausas periódicas, a prática inclui exercícios de alongamento, que aliviam as tensões musculares e trazem bem-estar. Estique os braços para o alto com os dedos entrelaçados, espichando a coluna.

  1. Evite o excesso de peso

Carregar peso em excesso e fazê-lo de forma errada é prejudicial à coluna. Evite usar mochilas muito pesadas e lembre-se de alternar a bolsa entre os ombros. Ao se abaixar e levantar para pegar um objeto no solo, flexione os joelhos ao invés de curvar a coluna. Isso vale para situações no trabalho e também para as tarefas domésticas.

  1. Exercite-se regularmente

Fortalecer a região lombar é essencial para combater o desconforto nas costas. Ao abandonar o sedentarismo, você tonifica os músculos que sustentam a coluna vertebral, prevenindo-se das dores que, com o tempo, podem se tornar crônicas. Pratique regularmente a atividade física de sua preferência, seja natação, pilates ou caminhada. E, claro, mantenha a forma: o sobrepeso é um vilão para a coluna.

Especialista em controle de frequência, a Norber desenvolve soluções tecnológicas que visam a melhoria de processos voltados à gestão de pessoas. O NewPonto é um software que integra o controle de ponto à folha de pagamento, otimizando tarefas administrativas do RH. Para conhecer as funcionalidades desta ferramenta, visite www.norber.com.br e fale com a Área Comercial.

Dorsalgia: dicas para prevenir e melhorar a qualidade de vida

Dorsalgia: dicas para prevenir e melhorar a qualidade de vida

Compliance: o que é e como sua prática gera ganho reputacional

Compliance: o que é e como sua prática gera ganho reputacional

Empresas envolvidas em fraudes e esquemas de corrupção perdem credibilidade, amargam prejuízos e têm sua imagem degradada, às vezes de modo irreversível. Em tempos de escândalos empresariais diariamente noticiados nos…

Empresas envolvidas em fraudes e esquemas de corrupção perdem credibilidade, amargam prejuízos e têm sua imagem degradada, às vezes de modo irreversível. Em tempos de escândalos empresariais diariamente noticiados nos jornais, “Compliance” torna-se cada vez mais recorrente no ambiente corporativo. Conheça o motivo da crescente demanda por programas de conformidade nas empresas brasileiras e saiba como a sua implementação gera benefícios financeiros e reputacionais.

O que é Compliance

Originário do inglês comply, significa agir em conformidade, ou seja, cumprir rigorosamente as normas e regulamentações exigidas, tanto técnicas como trabalhistas, fiscais, previdenciárias, ambientais e éticas. A princípio uma atribuição das áreas financeira e de RH, o Compliance transforma-se em um setor específico das corporações na medida em que passa a exigir tanto a criação de programas preventivos de combate a atos ilícitos como também treinamento e monitoramento constantes.

Como funciona

A área de Compliance é uma aliada da empresa. Sua função é analisar os procedimentos e detectar pontos passíveis de fraudes, criando mecanismos internos para combate-las. Um manual de conduta deve prever, por exemplo, valores para recebimento de presentes e relatórios de reuniões e almoços de negócios, assim como punições ou ações corretivas em caso de descumprimento. Também são atribuições do profissional de Compliance realizar auditorias, zelar pela segurança da informação e promover treinamentos que disseminem a cultura da integridade nas relações com clientes, parceiros e fornecedores.

Quais os benefícios

Além de minimizar o risco de irregularidades que resultam em prejuízos financeiros e gastos com multas e punições, o Compliance eleva a reputação da empresa eticamente comprometida. O cumprimento de normas também é uma exigência para as corporações que realizam transações internacionais, que participam de processos de fusão e aquisição ou que buscam captar investimentos. Parte da cultura organizacional, o Compliance é um forte aliado do crescimento e do sucesso organizacional.

Especialista em gestão de controle de ponto, a Norber desenvolve soluções que modernizam processos operacionais com segurança e confiabilidade. Um software como o NewPonto integra as informações de entrada e saída dos funcionários à folha de pagamento, tornando a relação trabalhista mais transparente. Para conhecer as funcionalidades do NewPonto, visite www.norber.com.br e fale com a Área Comercial.

Barra_Norber_CINZA_630

Compliance: o que é e como sua prática gera ganho reputacional

1 2 3 8